Solange Couto

Foto: Publicidade

Solange Couto vive vive cinco personagens de uma só vez na Comédia “Tem alguém na linha?”

Já se passaram quinze anos desde o último capítulo de “O Clone”, da TV Globo, mas até hoje Solange Couto é reconhecida por Dona Jura, seu papel na novela. Na Comédia “Tem alguém na linha?”, no entanto, a atriz vive cinco personagens de uma só vez.

O espetáculo ganha sessão no Teatro Dona Amélia – Sesc Petrolina, no fim de semana do “Dia das Mães”, 13 e 14 de maio às 20h30.

Escrita por Regiana Antonini, com argumento da própria Solange, a peça é uma comédia que retrata de forma bem humorada os medos e anseios femininos. O fio condutor é a Dra. Silvana Helena, que criou uma forma inusitada de atender seus pacientes: por telefone. A cada ligação atendida, a psicóloga e sexóloga se transforma na mulher que está na linha, com seus trejeitos e dilemas. “Todos se divertem muito. A plateia lá e eu cá. No palco, eu coloco para fora também as minhas próprias neuras”, revela a atriz. A peça retrata de forma divertida e bem humorada, mulheres da nossa sociedade com problemas emocionais semelhantes, em suas trajetórias de vida.

Além de “O Clone”, em que fez sucesso com o bordão “né brinquedo não!”, Solange Couto participou de outras 26 novelas e 11 minisséries. Seus últimos trabalhos na televisão foi em “Malhação” como mãe de Lucas Lucco e no quadro “Dança dos Famosos”, do programa “Domingão do Faustão”, no ano passado. “Eu vou carregar a Jura comigo sempre. Mas o personagem que eu mais senti falta foi a Cuca, do ‘Sítio do Pica-pau Amarelo’. Chorei quando soube que o programa tinha sido cancelado, porque eu me divertia muito fazendo”, contou, em entrevista ao programa “Folha na Tarde”, da Rádio Folha 96.7 FM.