Repasse do Fies para faculdade de ministro do STF aumenta 20 vezes em dois anos

Foto: Agência Brasil

Os repasses do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) para o IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público), faculdade que tem o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes como um dos sócios, aumentaram 1.766% entre 2014 e 2016. No entanto, no mesmo período, os recursos totais destinados ao Fies tiveram aumento de apenas 40%.

Durante o segundo mandato da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2015, Mendes criticou o aumento dos recursos federais destinados ao programa. O Fies é uma iniciativa do Ministério da Educação que prevê o financiamento para estudantes do ensino superior que não tenham condições de pagar as mensalidades em faculdades privadas.

De acordo com dados do Portal da Transparência do governo federal, os repasses do Fies para o IDP saíram de R$ 75 mil em 2014 para R$ 1,4 milhão em 2016, um aumento de 1.766%. A instituição garantiu que apenas 11% de seus alunos fazem uso do Fies, garantindo, ainda, que o número vem caindo a cada ano. (Metro 1)