Apenas 1,9% dos estudantes de medicina obteve

Foto: Ciete Silvério/A2IMG

Na primeira edição da Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem), 91,2% dos estudantes tiveram desempenho considerado como adequado. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, apenas 1,9% obteve desempenho avançado e, na outra ponta, 6,9%, básico.

A avaliação foi aplicada no ano passado a universitários do 2º ano de medicina. Ao todo, foram avaliados 22.086 alunos de 233 cursos. Segundo o Inep, 98,71% das escolas apresentam média em nível adequado e 1,29%, no básico – o resultado envolve 91% das instituições que oferecem o curso no país.

Questões sobre a própria avaliação foram respondidas. 62,5% dos estudantes consideraram que a prova tinha um grau médio de dificuldade, 32,3% difícil, 2,5% muito difícil, 2,5% fácil e 0,2% muito fácil.

Anasem

A Anasem, prova aplicada anualmente e composta por 60 questões objetivas e três discursivas, está prevista pelo Programa Mais Médicos e em resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE). Ela é baseada na Teoria de Resposta ao Item (TRI), mesma metodologia de correção utilizada no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Na edição realizada no último ano, apenas os alunos do 2º ano do curso participaram da avaliação. Já esse ano, a Anasem será aplicada também aos alunos do 4º ano, e em 2020 chegará aos alunos do 6º ano. A participação é obrigatória, pois a regularidade na avaliação é atestada no histórico escolar.

Os estudantes recebem o resultado de seu próprio desempenho para autoavaliação e além deles o coordenador de curso também recebe o resultado dos estudantes de sua instituição.

Em 2017, ocorrerá a segunda edição da Anasem, no dia 18 de outubro. A prova será aplicada para os estudantes matriculados no 2º ano dos cursos de medicina. (Metro 1)