(Foto reprodução Google)

“Black Fraude” ou “Black Friday de Pinóquio”, assim é conhecida a versão brasileira da sexta-feira de descontos criada nos Estados Unidos. A má fama da campanha no Brasil é tanta que virou piada nas redes sociais e é um dos assuntos mais comentados no Twitter. A principal reclamação é em relação aos falsos descontos. Os internautas criticam que as lojas oferecem produtos por metade do dobro, insinuando que os preços são inflacionados às vésperas da promoção para ludibriar o consumidor.

A reclamação não é a toa. No ano passado, fiscais do  Procon da Bahia fiscalizaram lojas físicas do estado e sites de compra on line durante a promoção e encontraram irregularidades em 30% dos estabelecimentos vistoriados. A ação foi realizada em duas etapas, primeiro os agentes levantaram os preços antes do período da campanha e no dia do Black Friday voltaram às lojas e sites para verificar se os preços haviam sido maquiados.

Além desse tipo de infração, os fiscais constataram discrepância entre a oferta publicitária e os valores trabalhados nos estabelecimentos e ausência de informação com relação às condições de pagamento. Apesar das irregularidades, o superintendente do Procon, Ricardo Maurício Freire, diz que o Black Friday é uma boa oportunidade para antecipar as compras de Natal com desconto.

“A Black Friday não é necessariamente Black Fraude. Entendemos que, se o consumidor tiver cuidados, pode se beneficiar desse período, que coincide com o pagamento da primeira parcela do 13º. É uma chance de antecipar compras de Natal com preços mais vantajosos”, defende.

Leia na íntegra

Depois de ter o apoio do PSD, o deputado estadual Marcelo Nilo (PDT) deu mais um passo para a reeleição ao quinto mandato na cadeira da presidência da Assembleia Legislativa ao ver consolidada oficialmente, ontem, a adesão de mais representantes ao seu projeto. Seis deputados que integram um novo bloco na Casa, PV, PSC, PRB e PR, se reuniram com o pedetista.

Eles confirmaram o voto na eleição para a Mesa Diretora que vai acontecer em fevereiro. Nilo já teria a sinalização positiva de 45 parlamentares. O PT que ele esperava ter como aliado, apresentou postulante ao posto e a bancada de oposição ainda estaria em processo de discussão, já que alguns discordam da ideia de apoiá-lo automaticamente.

O deputado ainda não tem o apoio também de Pastor Sargento Isidório (PSC), que colocou o próprio nome para a apreciação dos colegas.

Os deputados Marquinhos Viana (PV), Sildevan Nóbrega (PRB), Vando (PSC) e Reinaldo Braga (PR) justificaram a escolha com o argumento de que o atual presidente realizou um bom trabalho no Parlamento, com a extinção do 14º e o 15º salários e a redução do recesso parlamentar, que antes era formalmente de 90 dias. O bloco reúne também José de Arimatéia (PRB) e futuramente Marcell Moraes (PV), que vai compor a legislatura 2015.

O republicano Reinaldo Braga frisou que a parceria já teria sido fechada há algum tempo. Nilo já teria confirmado o apoio dos quatro deputados do PDT e do PCdoB. “Hoje foi só para oficializar”, afirmou.

A perspectiva é de negociação de lugares na Mesa Diretora, a partir da proporcionalidade indicada pelo Regimento Interno da Casa. Estaria nessa articulação a suposta força de Nilo, que busca dividir o bolo para agradar os seus “eleitores”.

Ainda chancelaram a aposta em Nilo, representantes do PTN, PROS e PRP. Assinaram a lista de apoio do pedetista os deputados eleitos Jânio Natal (PRP), David Rios (PROS), Alex Lima (PTN) e Alan Castro (PTN). No grupo está também os reeleitos Jurandy Oliveira (PRP) e Carlos Geilson (PTN). Esse último compõem a bancada de oposição, que ainda não bateu martelo. Os oposicionistas se reuniriam ontem para fechar o documento, onde traçam premissas, entre elas o empoderamento da Mesa, com mais autonomia às funções como condição. Os deputados avaliam a possibilidade de caminharem com Nilo mais uma vez ou embarcarem na postulação de Rosemberg Pinto (PT), que teria feito algumas propostas.

Contudo, nos bastidores é certo que a alternativa maior será a de marchar com o pedetista. Eles já vêm há algum tempo conversando sobre a questão. Consta que a relação com Nilo seria de mais confiança, sem contar o acirramento natural existente com o PT. Nos corredores comenta-se que seria dá muito poder ao partido que já vai comandar o Poder Executivo Estadual.

No grupo, há rumores de que o único que não votaria em Nilo é o vereador e deputado eleito Marco Prisco (PSDB), diante das relações de resistência criadas a partir da greve da Polícia Militar em 2011, quando o presidente autorizou o Exército invadir a Assembleia. Mas, cogita-se que Prisco também não vote no PT. Nesse cenário, a oposição ainda não tem pressa de anunciar o apoio ao pedetista que já garantiu a 1ª Secretaria da Mesa ao grupo. (Tribuna da Bahia)

Reunião na Comissão de Educação

Reunião na Comissão de Educação

A Comissão de Educação (CE) aprovou nesta terça-feira (25/11) o Projeto de Lei do Senado (PLS) 14/2013 — Complementar que tem a finalidade de excluir dos limites de gastos com pessoal, em todas as esferas de governo, as despesas com pagamento do piso salarial dos professores que venham de transferências do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O texto, proposto pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), altera dispositivos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a Lei Complementar 101/2000.

O autor argumenta que muitos municípios e alguns estados enfrentam grandes dificuldades para cumprir, simultaneamente, a exigência da LRF sobre limite de gastos com servidores e a norma da lei do piso salarial dos professores (Lei 11.494/2007) que determina aumento anual da remuneração desses profissionais.

“Talvez não seja esta a solução definitiva da questão, mas estamos convencidos de que a adoção dessa medida contribuirá, ao menos por um bom período, para viabilizar o pagamento dos aumentos salariais dos professores sem que isso venha implicar desrespeito aos preceitos da responsabilidade fiscal”, observa o autor na justificação.

O relator, senador Valdir Raupp (PMDB-RR), apresentou relatório favorável, acentuando que o aumento da demanda potencial por educação exige contratação de novos professores e funcionários nas escolas. Salienta ainda que, “para completar, tanto o Plano Nacional de Educação quanto os clamores da sociedade exigem a melhoria salarial dos profissionais da educação”.

Raupp lembra, em seu relatório, que o ato que regulamenta o Fundeb exige que pelo menos 60% dos recursos de cada fundo sejam aplicados em pagamento dos profissionais do magistério em efetivo exercício. Com as regras atuais da LRF, observa, “mesmo que tivessem arrecadação e receita, os gestores dos estados e municípios estariam, na prática, impedidos pela vigilância do Ministério da Fazenda de cumprir a Lei do Fundeb e de responder aos fatos”.

O PLS 14/2013 — Complementar seguirá agora para análise na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Depois, irá ao Plenário do Senado, para decisão final.

A Comissão de Educação aprovou ainda proposta para a realização de audiência pública, ainda sem data marcada, destinada a instruir o exame de projeto que institui o Dia Nacional de Enfrentamento à Psicofobia. O termo se refere ao preconceito contra os portadores de transtornos e deficiência mentais.

O projeto em exame (PLS 263/2014) foi apresentado pelo senador Paulo Davim (PV-RN). A audiência foi solicitada pelo senador Paulo Paim (PT-RS), que é o relator da matéria. Entre os convidados devem estar representantes do Ministério da Saúde e da Associação Brasileira de Psiquiatria. (Tribuna da Bahia)

O metrô de Salvador, administrado pela CCR Metrô Bahia, registrou novo recorde nesta segunda-feira (24/11). Ao todo, foram transportados 23.017 passageiros entre às 8h e 18h, nas estações Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Acesso Norte e Retiro.

“Cada vez mais, os soteropolitanos estão incorporando o metrô à sua rotina diária,pelo transporte ser rápido, seguro e confortável. Pelos registros, nota-se que houve um acréscimo de embarques no horário entre às 17h e 18h, nas estações Lapa e Acesso Norte, contribuindo para este novo recorde”, avalia o diretor-presidente da CCR Metrô Bahia, Harald Peter Zwetkoff.

Desde o início da Operação Assistida (fase experimental), em 11 de junho, o metrô transportou mais de 1,8 milhão de passageiros. Com uma média diária de 21 mil passageiros, a concessionária espera atingir a marca de 2 milhões de usuários na primeira semana de dezembro.

O transporte continua funcionando de segunda à sexta-feira das 8h às 18h e, aos sábados, das 8h às 13h, sem cobrança de tarifa. Em dias de jogos na Arena Fonte Nova, o metrô opera em horário especial. (Tribuna da Bahia)

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Um traficante que se vestia de mulher para despistar a polícia foi preso na manhã desta terça-feira (25), em Esplanada, a de 165 quilômetros de Salvador. Robson da Silva Gomes, conhecido como Boró, foi localizado por policiais militares no bairro de Baixa Grande.

Ele tentou escapar do cerco policial pulando o muro de uma casa vizinha, mas foi alcançado e conduzido à Delegacia Territorial de Esplanada. Robson, que não estava disfarçado no momento da prisão, estava com uma arma no momento da prisão e foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma.

De acordo com informações da Polícia Civil, o traficante é foragido da Justiça desde outubro e suspeito de envolvimento em diversos homicídios na cidade de Esplanada. Desconfiado de que estava sendo procurado, Robson costumava se vestir de mulher para transitar nas ruas da cidade sem ser identificado.

Segundo o delegado Wagner Marinho, titular  da Delegacia Territorial de Esplanada, “Boró” confessou ter matado Gerson Cardoso de Almeida, em outubro deste ano, e tentado matar o filho da vítima, duas semanas depois. Ele disse ainda ter assassinado um adolescente identificado como Michel Peterson Costa Santos, em maio, assumindo, também, a autoria da tentativa de homicídio contra um homem de prenome “Bugue”.

Todos os crimes foram praticados em companhia de um traficante conhecido como “Abílio”, que está sendo procurado pela polícia. “Boró” ficará custodiado na carceragem da Delegacia Territorial de Esplanada à disposição da Justiça. (Correio da Bahia)

A mulher de Louis Emile Ghislain Marot, um belga de 52 anos que foi encontrado morto em um loteamento no município de Vera Cruz, confessou ter matado o companheiro. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (25), na casa onde o casal morava,  no Loteamento Praia do Sol, na praia de Barra Grande.

Elaine Marques Marot, 28 anos, foi presa e será encaminhada para o presídio feminino, em Salvador. Segundo o titular da 24ª Delegacia Territorial (DT/Vera Cruz), Giovane Paranhos, a dona de casa relatou que se sentia ameaçada pelo marido.

“Eles se conheceram há sete anos, em Salvador, quando ela trabalhava como garota de programa, e começaram a namorar. Após três anos, eles foram morar juntos e se casaram neste ano, em fevereiro”, relatou o delegado. “Ela [Elaine] disse Louis começou a mudar depois que eles oficializaram a união. Que ele queria mudar o jeito dela agir e pensar”.

A dona de casa contou que era ameaçada e agredida verbalmente e fisicamente pelo marido. O casal morava com a filha de Elaine, uma menina de sete anos, fruto de outro relacionamento. Na segunda-feira (24), a mulher relatou que saiu com a menina e com outra pessoa, e que foi ofendida pelo marido ao chegar em casa às 18h.

Leia na íntegra

Câncer do colo do útero é o terceiro tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde (Foto reprodução Google)

A mortalidade por câncer do colo do útero diminuiu 6,34% entre 2002 e 2012 no país, de acordo com informações do Atlas de Mortalidade por Câncer no Brasil, publicação do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que será divulgada nesta semana. Segundo dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), em 2002 a relação era de 5,04 mortes para cada 100 000 mulheres. Em 2012, foram registradas 4,72 mortes para cada 100 000 mulheres.

Entretanto, os números absolutos mostram que, em 2012, morreram 5 264 mulheres por causa da enfermidade, enquanto em 2002 este número foi de 4 091 — o que representa um aumento de 28,6%. Segundo o oncologista Glauco Baiocchi Neto, diretor do Departamento de Ginecologia Oncológica do hospital A.C. Camargo, em São Paulo, o crescimento em números absolutos se deve ao aumento da população feminina no mesmo período.

“O diagnóstico de câncer ainda é pouco expressivo no Brasil. Além disso, a diminuição na mortalidade foi pequena. Há ainda um problema de falta de informação, acesso ao exame papanicolau e ao tratamento”, explica Baiocchi Neto.

O levantamento realizado pela pasta aponta que o câncer do colo de útero é o terceiro tumor que mais mata mulheres no Brasil, atrás apenas do de mama e de brônquios e pulmões.

Confira na íntegra

 (Foto reprodução Google)

A Petrobras foi a empresa que mais perdeu valor de mercado no governo de Dilma Rousseff. Em 31 de dezembro de 2010, a companhia tinha valor de mercado de R$ 380,2 bilhões, caindo para R$ 179,5 bilhões no dia 24 de novembro de 2014 – encolhimento de R$ 200,6 bilhões. A segunda empresa com maior queda é a Vale, de R$ 159,3 bilhões. A OGX Petróleo, criada por Eike Batista, perdeu R$ 64,3 bilhões. Os setores de petróleo & gás e siderurgia & metalurgia são os que mais têm empresas com registros de perdas, com três empresas cada um. O setor bancário tem dois representantes. O levantamento é da consultoria Economatica.

Entre as empresas que mais ganharam valor de mercado no período do governo Dilma estão AmBev e Bradesco, com crescimento de R$ 120,4 bilhões e R$ 55 bilhões, respectivamente. Entre elas estão três empresas do setor de alimentos & bebidas, três do setor de telecomunicações e dois do setor bancário. Veja as listas das empresas abaixo.

Veja as 15 empresas que mais ganharam valor de mercado:
Ambev
Bradesco
Cielo
ItaúUnibanco
BRF-SA
Telefônica Brasil
Kroton
JBS
Ultrapar
Tim
Weg
CCR
Pão de Açúcar
Embratel
Embraer

Veja as 15 empresas que mais perderam valor de mercado:
Petrobras
Vale
OGX Petróleo
Santander
Companhia Siderúrgica Nacional
Eletrobras
Usiminas
Gerdau
Bradespar
PDG Realt
Banco do Brasil
HRT Petróleo
BM&F Bovespa
ALL
Natura

(G1)

Uma missa em homenagem às baianas aconteceu na Igreja do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, às 10h
(Foto: Mauro Akin Nassor)

Ícone da cultura do Estado, as baianas de acarajé comemoram o seu dia nesta terça-feira (25). O ofício, que foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2005, faz parte da memória afetiva e cultural da Bahia.

Uma missa em homenagem às baianas aconteceu na Igreja do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, às 10h. É estimado que cerca de 3 mil profissionais atuem como baianas de acarajé somente em Salvador, segundo a Associação das Baianas de Acarajé, Mingau, Receptivo e Similares do Estado da Bahia (Abam).

“No momento estamos fazendo um mapeamento para saber qual é o número real de baianas que existem na cidade, pois nem todas que trabalham na cidade fazem parte da associação”, explica a presidente da Abam, Rita Santos. Hoje, o ofício está disseminado por todo o país.

Entre os mais seis mil associação da Abam estão profissionais que atuam em cidades como Fortaleza, Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Porto Alegre.

História
Iniciado no período da escravidão, a venda do acarajé acontecia somente à noite por mulheres. Como escravas ou libertas, elas circulavam pelas ruas da cidade oferecendo o produto em cestos. Essa forma de comercializar o produto durou até a primeira metade do século XX.

Até esse período, o bolinho ainda era vendido só com pimenta. Com os primeiros tabuleiros abancados vieram os recheios que conhecemos hoje (vatapá, camarão, salada, etc).

Além de alimento e cultura, o acarajé também é a principal fonte de subsistência para as três mil famílias de baianos e baianos que abancam seus tabuleiros por toda Salvador.

Em geral, as bancas ou tabuleiros são passados de uma geração a outra, assim como crença nos orixás cultuados nos terreiros de candomblé. Tanta tradição levou o ofício de baiana de acarajé a ser declarado Patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan. (Correio da Bahia)

(Foto reprodução/Google)

Começa a valer na próxima sexta-feira a lei que pune com multa quem joga lixo ou faz xixi nas ruas de Salvador. Os detalhes da medida serão divulgados em uma entrevista coletiva marcada para quinta-feira, no Palácio Thomé de Souza, mas os valores das penalidades já foram estabelecidas no decreto que regulamenta a legislação aprovada pela Câmara de Vereadores.

Para as pessoas físicas flagradas pelos agentes de fiscalização da prefeitura, a infração mais leve custará ao bolso do cidadão R$ 67,23, enquanto as mais pesadas chegarão a R$ 1.008,45. Já para empresas, a desobediência sairá mais cara: entre R$ 268,92 e R$ 2.016,90.

Contudo, nos primeiros 60 dias, haverá apenas ação educativa. Depois, a ordem é endurecer o jogo contra os sujões. (Correio da Bahia/Satélite)

(Foto: Arquivo EBC)

A telefonia e o acesso à internet no Brasil ainda estão entre os mais caros do mundo. A constatação é da União Internacional de Telecomunicações (UIT), em um estudo publicado em Genebra. O documento revela que o custo de uma ligação pelo celular no Brasil é superior a todos os países europeus e consome uma proporção maior da renda que em países como Cuba ou Paquistão.

De 166 países avaliados, apenas 47 têm custo superior na ligação ao que o brasileiro paga, entre eles Etiópia, Albânia e Madagascar. Os locais onde a ligação tem o menor custo são Macao, Hong Kong e Dinamarca. O pacote que serve de comparação seria a assinatura mensal de um celular, com 30 ligações por mês, mais 100 mensagens de texto.

O valor médio do serviço no Brasil chegaria a US$ 48,32/mês, ao final de 2013. Em comparação à renda média do país, isso representa um custo de 4,96%. Em Macau, o mesmo serviço custa menos de US$ 6 e representa meros 0,11% da renda. O SindiTelebrasil – entidade que representa as empresas de telefonia no Brasil  – argumentou que o estudo da UIT utiliza dados defasados.

O sindicato das empresas já havia apresentado, no começo de outubro, um estudo da consultoria Teleco no qual as operadoras demonstram que o minuto do celular pré-pago no Brasil é o quarto mais barato do mundo. (Correio da Bahia)

Assista vídeo

2 Comédias em 1 dia com os atores globais, Kadu Moliterno, Carlos Simões e Hedla Lopes em Juazeiro-Ba!

“Os Homens Querem Casar & As Mulheres Querem Sexo” e “Corra Que a Minha Ex-Mulher Vem Aí… Os Divorciados”, dias 20 e 21 de dezembro no Centro de Cultura João Gilberto. Imperdível!

Promoção CASADINHA ANTECIPADA.

LEI DO CÁRCERE

lava jato

Regras na cadeia

Na sexta-feira passada, os empreiteiros presos na Operação Lava Jato receberam vassouras para limpar a custódia. É a Lei do Cárcere. (Veja)

Por Lauro Jardim

(Foto Google)

A diferença entre São Paulo e Manaus, respectivamente o maior e o menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre 16 regiões metropolitanas do país, diminuiu de 22,1% para 10,3% entre 2000 e 2010. O IDHM é um índice composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda).

O Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras foi divulgado nesta terça-feira (25). Ele foi produzido pelo Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Fundação João Pinheiro.

O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano, quanto mais próximo de um, melhor.

Como em 2000, Manaus obteve o pior índice e São Paulo, o melhor. Mas a disparidade entre as duas regiões metropolitanas foi reduzida. Em uma década, a região paulista cresceu 11,2% e chegou ao IDHM de 0,794. Manaus teve o maior crescimento do país no período, 23% – foi do índice 0,585, classificado como “baixo”, para 0,720, faixa “alta”.

As outras 14 regiões metropolitanas analisadas no atlas tinham pontuação entre 0,6 e 0,699 em 2000, considerada “média”. Em 2010, todas as capitais cresceram e passaram a ter índice entre 0,7 e 0,799, classificada como “alta”. Em 2000, Manaus estava abaixo da primeira  faixa (0,585) e São Paulo, acima (0,714).

Confira na íntegra

Crime aconteceu na rua Paraná; guardador de carro foi baleado por ocupantes de uma picape branca
(Foto: Reprodução/Google)

Um guardador de carros foi morto por um motorista na Rua Paraná, na Pituba, próximo ao antigo Clube Português, por volta de 2h da segunda-feira (24). Segundo a polícia, o crime aconteceu após uma discussão sobre o valor que seria pago pelo estacionamento.

O flanelinha, conhecido como Maresia, discutiu com um motorista e acabou levando três tiros – na cabeça, abdômen e nas costas. Até a noite de ontem, tanto a vítima quanto o assassino ainda não haviam sido identificados. O suspeito, que estava acompanhado, fugiu em uma picape branca.

O local é muito movimentado por causa do bar De Passagem, o que atrai os guardadores. O delegado à frente das investigações é Marcelo Sansão, do Departamento de Homicídios (DHPP). A assessoria da Polícia Civil informou que ele não falaria sobre o assunto ontem, pois os investigadores ainda estão em busca de informações sobre o crime.

O corpo permanece no Departamento de Polícia Técnica (DPT) sem identificação. Porém, a assessoria disse que, por meio de informações colhidas após o crime, constatou-se que Maresia costumava extorquir motoristas. Ele também atuava embriagado e, quando não recebia gorjeta, chegava a danificar carros, conforme a polícia.

Imagens de câmeras na região devem ser usadas para tentar elucidar o crime. “Mas vai ser difícil. Acredito que é quase impossível ter alguma coisa do que aconteceu”, afirmou um policial da 13ª CIPM (Pituba), que observou as posições das câmeras.

Funcionários de um posto de gasolina vizinho contaram que um dos colegas que trabalhavam na hora do crime relatou ter ouvidos tiros, mas não procurou saber o que acontecera. No local, o CORREIO conversou com o flanelinha Jeferson Andrade Santos, 38 anos, amigo de Maresia.

Ele disse que a vítima atuava há 15 anos na área, tinha cerca de 40 anos e não tinha filhos. “Pelo menos ele nunca me disse”, pontuou. Jeferson disse que a Paraná também é seu “ponto”, porém não trabalhava no horário.  Maresia teria ficado no seu lugar. “A gente tem que fazer o ‘corre’ para não ter que ir para o tráfico”, declarou, ainda inconformado com a morte do amigo. (Correio da Bahia)

Feirão do Nome Limpo, que segue até sábado, levou mais de duas mil pessoas ao Centro de Convenções

Consumidores com dívidas em atraso com a Embasa vão poder renegociar  e pagar seus débitos em até 120 vezes, durante o Feirão do Nome Limpo, que vai até o sábado, 29, no Centro de Convenções da Bahia.

Em sua quarta edição, o Feirão é organizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado da Bahia (FCDL-BA), e também conta com a participação das lojas Leader, do supermercado GBarbosa, da Dacasa Financeira, da Avon, além de mais oito  escolas e faculdades.

Aposentada, Maria da Conceição Santos se beneficiou do prazo estendido para o pagamento de uma dívida de R$ 2,9 mil com a Embasa. Com uma entrada de R$ 60, ela vai poder quitar sua dívida em 120 parcelas de R$ 13. No total, teve um desconto  de mais de R$ 1,2 mil.

“Não esperava encontrar as facilidades oferecidas. Já tentei negociar antes com a Embasa, mas sempre pediam uma entrada de mais de 50% do valor da dívida”.

As condições de pagamento e os prazos dependem do  valor  do débito. O autônomo Francisco Ferreira conseguiu diminuir uma dívida da Embasa de R$ 4,5 mil para R$ 2,4 mil. “Para mim, se eu tenho um débito , eu quero pagar. As condições são bem razoáveis”, afirmou.

Para participar, o consumidor deve ir até o Centro de Convenção da Bahia, das 8h às 17h, quando serão distribuídas as senhas. Com seus documentos pessoais em mãos, passará por uma triagem e receberá gratuitamente um extrato com seus débitos.  Se tiver dívidas com as empresas participantes, será encaminhado para a negociação.

Confira na íntegra

(Foto Google)

Assustado com os altos índices de rejeição a candidatos do partido nas eleições deste ano, especialmente em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, o PT encomendou uma ampla pesquisa nacional para identificar as causas e possíveis soluções para o antipetismo.

Ainda nesta semana, a Marissol, empresa responsável por parte das pesquisas que nortearam a campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição, vai apresentar uma proposta inicial de questionário. A ideia é consultar eleitores em todos os Estados do País e fazer uma bateria de pesquisas qualitativas.

O resultado vai servir de base para os debates da última etapa do 5º Congresso Nacional do partido, marcada para junho do ano que vem em Salvador (BA). A direção petista e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretendem usar o Congresso, instância máxima de decisões do partido, para fazer uma série de reformas, com objetivo de resgatar valores históricos da legenda e reconectar o PT com setores dos quais se afastou nestes 12 anos de poder, como os movimentos sociais e a intelectualidade de esquerda.

A cúpula do PT já tem um diagnóstico primário das causas do antipetismo. Segundo dirigentes, a onda começou nos protestos de junho de 2013, quando militantes petistas foram agredidos em manifestações em São Paulo, tomou corpo durante o processo eleitoral deste ano e continuou depois das eleições, com as manifestações contra a presidente Dilma.

Confira na íntegra

Os shoppings de Salvador estão prontos para iniciar a cobrança pelo uso do estacionamento ainda no início de dezembro. A ideia, contudo, enfrenta resistências. A primeira delas é que nenhum estabelecimento quer implementar a medida isoladamente e a dificuldade é acertar uma data comum nesta época de Natal, quando o setor aposta suas fichas para reverter um 2014 tido como “difícil”.  Novato no grupo, o Bela Vista anunciou que vai manter suas vagas abertas e livres de cobranças. Movimento seguido por Itaigara e Paseo. O acordo envolvendo os outros shoppings estabelece o preço de R$ 6 para as duas primeiras horas de estacionamento. As horas seguintes seriam cobradas por fração. Ainda está em estudo a possibilidade de os empreendimentos darem a gratuidade do estacionamento quando as compras passarem de um valor pré-estabelecido. Essa última medida divide os lojistas. Acredita-se que beneficia apenas as grandes lojas, em detrimento dos pequenos.

 A estratégia dos shoppings é manter silêncio, o que evidencia uma ideia de pegar o consumidor de surpresa, evitando o seu deslocamento para um centro de compras concorrente. Por isso, nenhum deles confirma as informações passadas à coluna por fontes ligadas ao setor. Porém, todos os estabelecimentos alegam que a cobrança é um direito deles – e é mesmo, segundo a Justiça  – e que o tema está com a Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce). Diretor da entidade na Bahia, Edson Piaggio retorna o problema para os shoppings: “A Abrasce conduziu a ação na Justiça. Agora, com o direito assegurado, cabe a cada estabelecimento decidir se e quando cobra pelo estacionamento”. Proprietário de dois shoppings em construção (em Feira e em Camaçari), Piaggio disse à coluna que vai cobrar pela ocupação das vagas de estacionamento. Ressalvou apenas que, como os outros, não quer ser o primeiro.  “Mas como meus shoppings só ficam prontos em 2016…”. (Correio da Bahia)

Um belga foi morto a facadas dentro de casa, em um condomínio no município de Vera Cruz, na madrugada desta terça-feira (25). O crime aconteceu no Loteamento Praia do Sol, na praia de Barra Grande, por volta da 0h.

De acordo com a 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Vera Cruz), a vítima tinha nacionalidade belga, e estava em casa acompanhado da mulher, que é brasileira, e da enteada.

A esposa de Louis Emile Ghislain Marot, 52 anos, relatou que estava cochilando na sala da residência quando uma pessoa pulou o muro e  invadiu a casa deles. O invador foi até o quarto onde o belga dormia, e esfaqueou Louis Emile no pescoço, duas vezes, antes de fugir com dois celulares.

O belga não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele era casado com a brasileira há sete anos. Ainda segundo a PM, a dona de casa relatou que o casal morou inicialmente em um barco, e depois compraram a casa onde viviam atualmente, no condomínio em Barra Grande.

A mulher do belga foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil de Vera Cruz, que investiga o caso, para ser ouvida sobre o crime. O suposto invasor ainda não foi identificado pela polícia. O corpo de Louis Emile foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Salvador, onde passará por perícia. (Correio da Bahia)

‘PETROBRAS MANCHA O BRASIL’


Publicado no El País

O Brasil está enfrentando o que pode ser o pior escândalo financeiro e político desde a chegada do Partido dos Trabalhadores (PT) ao poder em 2003 com Lula como presidente. A rede de corrupção política e empresarial – com ramificações de financiamento ilegal do partido governista – tecida em torno da gigante estatal Petrobras ameaça apequenar o famoso mensalão, que há oito anos trouxe à tona um sistema de compra de votos no Congresso e – mais uma vez – financiamento ilegal do PT.

A Petrobras não é uma estatal comum. “A Petrobras é o Brasil e o Brasil é a Petrobras”, gostava de repetir Lula. Sua sucessora, Dilma Rousseff, agora precisa combater em duas difíceis frentes. Em primeiro lugar, como ministra de Minas e Energia do Governo Lula, Dilma ordenou que Petrobras tivesse fornecedores nacionais. Uma medida perfeitamente coerente com o ideário do PT e com o objetivo de criar empregos e ativar a indústria nacional. Mas teve o efeito – inesperado, até prova em contrário – de ser utilizada para engordar uma trama de favores, subornos e comissões ilegais que envolveu pelo menos nove das maiores empresas do Brasil e, até o momento, 85 altos executivos. (Veja/Augusto Nunes)

» Clique para continuar lendo

 

Segundo universidade, após ser flagrada fraudando vestibular candidata presa engoliu ponto eletrônico (Foto: Reprodução / TV Globo)

Microponto eletrônico usado da fraude de vestibulares em Minas 

O delegado da Polícia Civil Jeferson Botelho disse que a quadrilha presa neste domingo (23), durante o vestibular de medicina da Faculdade de Ciências Médicas em Belo Horizonte, atua há mais de 20 anos no país, praticando fraude em processos de seleção. A declaração foi dada nesta segunda-feira (24), em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. Segundo o delegado, o grupo fraudou ainda o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012, 2013 e 2014.

Trinta e três pessoas foram detidas pela Polícia Civil na Operação Hemostase II, durante o processo seletivo da Faculdade de Ciências Médicas, na capital mineira, no domingo (23). Investigadores ainda fizeram diligências em Teófilo Otoni, no Vale de Mucuri, e em Governador Valadares, no Leste de Minas, além da cidade do Guarujá, no litoral de São Paulo. A investigação é feita há oito meses. A quadrilha é suspeita de vender resultados de provas do Enem e do processo seletivo da faculdade de medicina para candidatos através de micropontos eletrônicos e um moderno sistema de transmissão de dados.

De acordo com o delegado Antônio Júnio Dutra Prado, coordenador do Grupo de Combate às Organizações Criminosas da Polícia Civil, que atua junto ao Ministério Público de Minas Gerais, a quadrilha tem, entre seus membros, especialistas em várias áreas de conhecimento, que eram usados para fazerem as provas rapidamente, sair no tempo mínimo e passarem os resultados para os candidatos que ainda estavam participando dos exames. Segundo investigações da polícia, o grupo cobrava entre R$ 70 mil e R$ 200 mil dos candidatos.

Confira na íntegra

PETROLÃO SUPERA PIB DE 52 PAÍSES

Por Augusto Nunes

Lula passou oito anos (e Dilma quase quatro) gabando-se das proezas da Petrobras. Nunca antes neste país houve empresa tão exemplarmente eficaz, recitou a dupla desde 2003. A autossuficiência na extração de petróleo garantiu a carteirinha de sócio da OPEP. A descoberta do pré-sal ─ uma dádiva de Deus, segundo o ex-presidente ─ permitiria enfeitar o Brasil Maravilha com deslumbramentos adicionais que matariam de inveja os imperialistas ianques e os comunistas de araque da China. Para a estatal que valia R$ 380 bilhões em 2010, o céu era o limite.

A ladroagem colossal desmoralizou a tapeação. Hoje avaliada em R$ 181 bilhões, a companhia devastada pela corrupção e pela incompetência foi expulsa da discurseira delirante de Lula e do palavrório ininteligível de Dilma. Mas a fábrica de espantos não interrompeu a produção, avisa a façanha recente: se a Petrobras fosse um país, e calculasse o Produto Interno Bruto com base no produto do roubo, não faria feio no ranking do Fundo Monetário Internacional que rastreia a situação econômica de 187 nações.

Segundo a Polícia Federal, as fortunas engolidas pelo maior esquema de corrupção de todos os tempos somam US$ 10 bilhões de dólares. Como atesta o quadro abaixo, o resultado do saque sem precedentes supera o PIB de 52 países. Nunca antes neste planeta uma quadrilha apadrinhada pelo governo roubou tanto. O recorde não será batido tão cedo. Já teria sido celebrado por Lula em  muitos comícios se a Polícia Federal não estivesse por perto.

Confira na íntegra

Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula

Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula

O líder da oposição no Congresso, Ronaldo Caiado (DEM-GO), quer que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sejam convocados para depor à CPI da Petrobras. O motivo é a reportagem de VEJA que mostra como em 2009 Paulo Roberto Costa passou por cima de toda a hierarquia da Petrobras para advertir – por e-mail – o Palácio do Planalto que, por ter encontrado irregularidades pelo terceiro ano consecutivo, o Tribunal de Contas da União (TCU) havia recomendado ao Congresso a imediata paralisação de três grandes obras da estatal.

“Ela disse que não vai deixar pedra sobre pedra e que ela está disposta a aprofundar toda a investigação. Nada mais justo do que ela ir à CPI para esclarecer, em primeiro lugar, a fala do Alberto Yousseff e, agora, esse e-mail do Paulo Roberto Costa”, diz o parlamentar. A primeira convocação a ser solicitada, entretanto, será a do ex-presidente Lula, que comandava o governo à época e que ignorou a recomendação do TCU e liberou as obras.

Leia na íntegra

TODOS SÃO VÍTIMAS NO BRASIL

O petrolão daria um filme de suspense e ação. Só que não. Em qualquer roteiro blockbuster que se preze, há vilões e vítimas das vilanias. No Brasil, só há vítimas. Políticos, estatais, executivos, empreiteiras, diretores, governadores, prefeitos, presidente. São todos vítimas de um “esquema”. Afirmam só fazer “o que todo mundo sempre fez”, porque, caso contrário, o país poderia parar. Irrigam com propinas bilionárias o vale-tudo do Congresso e as obras públicas. É a cultura brasileira, estúpido.

Vamos comprar essa desculpa, sem pedir uma comissão por fora? Lula, na Presidência, banalizava o mensalão. Como você e Zé Dirceu bem sabem, o mensalão nunca existiu. A compra de votos nada mais era que a prática herdada de governos anteriores, para fazer funcionar a engrenagem política entre “os 300 picaretas (sic) do Congresso”, citação do ex-Lula, metamorfose ambulante. E estamos conversados. Punhos cerrados para cima, hasta la victoria siempre. Porque a História tem a péssima mania de ser reescrita por quem está no poder.

Nesse poço sem fundo da Petrobras, revelado pela Operação Lava Jato e pelo juiz Sergio Moro, as novas vítimas são as empreiteiras e seus executivos de capuz. Não se faz obra pública no Brasil sem “composição ilícita com um político”, diz o advogado Mario Oliveira Filho, que defende o lobista Fernando Soares, mais conhecido como Fernando Baiano, o boa-praça apontado como “operador” do PMDB. Sem propina, afirma Oliveira, não se coloca nem paralelepípedo na rua.

Confira na íntegra

José Sérgio Gabrielli (Foto: José Cruz/Abr)

Sabe o que disse o ex-presidente da PetrobrasJosé Sérgio Gabrielli ao saber, em junho, da prisão de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da estatal? “Vai dar problema. Era o único organizado da diretoria.” Estava certo. (Época)

 

QUEBRA DE CONFIANÇA

Duque

Duque: Depois de Barusco, Nakandakari

Shinko Nakandakari, o novo personagem do Petrolão, que surgiu hoje como o intermediário que recebeu 8 milhões de reais em propina paga pela Galvão Engenharia a Renato Duque,  atua há tempos no setor. Nos anos 90, trabalhou no grupo Odebrecht e acabou demitido por “quebra de confiança”. (Veja)

Por Lauro Jardim

Congresso Nacional 

Em uma força-tarefa capitaneada por parlamentares governistas, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta segunda-feira, após três horas de dessão, o texto-base do projeto do Executivo que autoriza o governo a descumprir a meta de economia prevista para o pagamento da dívida pública, o chamado superávit primário. O texto foi enviado ao Congresso há duas semanas e acaba com o limite fixo de 67 bilhões de reais para o abatimento das desonerações tributárias e os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A medida ainda tem de ser aprovada em plenário, o que pode acontecer já nesta terça-feira durante sessão do Congresso Nacional. Os parlamentares ainda permanecem no Congresso para a votação dos destaques.

Na semana passada, a matéria foi aprovada a toque de caixa na comissão graças a uma manobra de aliados do Planalto. Sob protesto da oposição, a sessão foi anulada e retomada nesta segunda, dia atípico de trabalhos deliberativos no Congresso Nacional. No esforço para a  aprovação do projeto, outras três reuniões da CMO estavam agendadas para esta terça-feira, mas, com o apoio da “tropa de choque” governista, entre eles dos senadores Humberto Costa (PT-PE) e Gleisi Hoffmann (PT-PR), o texto foi aprovado já nesta noite após mais de duas horas de sessão.

Confira na íntegra

Gerson de Mello Almada, da Engevix

Gerson de Mello Almada, da Engevix (Eduardo Maia/DN/D.A Press)

O vice-presidente da construtora Engevix, Gerson de Mello Almada, preso na sétima fase da Operação Lava Jato, recorreu nesta segunda-feira à Justiça Federal do Paraná para reverter o bloqueio de cerca de 28 milhões de reais feito em suas contas bancárias. De acordo com a defesa, o valor extrapola o limite de 20 milhões de reais imposto pelo juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da investigação policial na primeira instância. Almada e outros executivos tiveram decretado o bloqueio de suas contas bancárias e investimentos como precaução para uma possível restituição de dinheiro aos cofres públicos. Eles são suspeitos de integrar um esquema de lavagem de dinheiro, corrupção e fraude em licitações na Petrobras e que movimentou cerca de 10 bilhões de reais. (Laryssa Borges, de Brasília) (Veja)

O último foragido da sétima fase da Operação Lava Jato, Adarico Negromonte Filho, se entregou à polícia em Curitiba (PR). Ele se apresentou na Superintendência da Polícia Federal por volta das 11 horas acompanhado por duas advogadas (Foto: Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Folhapress)

Negromonte se entregou nesta segunda (24)

Adarico Negromonte Filho, que se entregou na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba nesta segunda-feira (24), prestou o primeiro depoimento aos delegados da Operação Lava Jato. Ao G1, a advogada Joyce Roysen afirmou que Negromonte negou todas as suspeitas, dentre elas, a de que levava dinheiro do escritório do doleiro Alberto Youssef até agentes públicos e partidos políticos.

Negromonte, que é irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA), é suspeito de ligação com Youssef, considerado o líder de um esquema de lavagem e desvio de dinheiro. A defesa de Negromonte não deu detalhes sobre o depoimento, que durou cerca de duas horas. “Ele respondeu a todos os questionamentos do delegado de forma coerente, e a autoridade policial ficou bastante satisfeita”, disse Roysen.

Além de Negromonte, o doleiro Alberto Youssef prestou nesta segunda o penúltimo depoimento antes de a Justiça decidir se homologa, ou não, o acordo de delação premiada. O último depoimento está marcado para terça-feira (25).

Confira na íntegra

(Foto Google)

Também chamado de ataque cardíaco, o infarto acontece quando os vasos sanguíneos que fornecem sangue ao coração ficam bloqueados, impedindo que chegue oxigênio suficiente ao órgão. O músculo cardíaco morre ou fica danificado permanentemente.

Esse bloqueio do sangue e oxigênio acontecem tanto por conta dos hábitos ruins que a pessoa cultivou durante a vida – como fumar, beber, não fazer atividade física e ter colesterol nas alturas, como também em uma situação de estresse agudo, em que as artérias do coração, mesmo sem nenhum depósito de gorduras, acabam se contraindo e impedindo a passagem do líquido vital cheio de oxigênio.

Confira quais são os sinais que antecedem um infarto e que servem de aviso que é preciso correr para um hospital. Lembre-se: quanto mais rápido a pessoa for socorrida, maiores as chances de sobrevivência.

O cardiologista do Hospital TotalCor, Antônio Calvilho Junior, explica que a dor no peito é um dos sintomas mais comuns. “Os pacientes relatam como uma pressão no peito, como se um elefante estivesse pisando sobre eles”, explica. E essa dor pode se irradiar para o braço esquerdo, chegando até o pulso, e também subir até o pescoço ou descer até o estômago, provocando náuseas.

Calvilho explica que, naqueles casos em que as pessoas acabam morrendo dormindo, sem sentir nada, a maioria das mortes acontece por conta de arritmias cardíacas, que precedem o infarto. A arritmia cardíaca provoca uma parada cardiorrespiratória, que é fatal.

Algumas pessoas, como alguns idosos e mulheres, podem não sentir dor alguma no peito – e estarem infartando, explica o cardiologista. “Às vezes o infarto é silencioso e de forma atípica, manifestando a parada cardíaca”. (IG)

A Securities and Exchange Commission (SEC) socilitou na última sexta-feira (21) à Petrobras documentos relativos a uma investigação que o órgão está fazendo sobre a empresa brasileira, informou a estatal nesta segunda-feira (24). A SEC é o órgão que regula o mercado de capitais nos Estados Unidos e que, no Brasil, seria correspondente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Petrobras tem ações negociadas nos mercados de Nova York, o que justifica o interesse dos EUA nas denúncias.

Em comunicado, a empresa informou que os documentos serão enviados “após um trabalho conjunto com o escritório nacional Trench, Rossi e Watanabe Advogados e com o norte-americano Gibson, Dunn & Crutcher, já contratados pela Petrobras para fazer uma investigação interna independente”.

“A Petrobras reitera o seu compromisso de atender as autoridades públicas americanas com o mesmo empenho que vem atendendo as autoridades públicas brasileiras”, finaliza o texto.
A estatal não informou quais documentos a SEC pediu.

Leia na íntegra

Executivos presos na sétima fase da Operação Lava Jato são liberados pela Polícia Federal, na noite desta terça-feira (18/11), na sede da Polícia Federal em Curitiba

Executivos presos na sétima fase da Operação Lava Jato são liberados pela Polícia Federal, na noite desta terça-feira (18/11), na sede da Polícia Federal em Curitiba 

Preso na sétima fase da Operação Lava Jato, o diretor da Divisão de Engenharia Industrial da empresa Galvão Engenharia, Erton Medeiros Fonseca, afirmou à Justiça que a empreiteira pagou 8,8 milhões de reais, de 2010 a 2014, em propina para um emissário da diretoria de Serviços da Petrobras, comandada por Renato Duque, indicado pelo PT para o cargo.

A defesa de Erton Fonseca enviou notas fiscais e tabelas que, segundo o empreiteiro, comprovam a cobrança e o pagamento de propina. Ele afirma que “a Galvão Engenharia foi impingida a pagar à empresa LFSN Consultoria Engenharia entre os anos de 2010 e 2014, por determinação de Shinko Nakandakari”. O último repasse, segundo os comprovantes anexados pela empreiteira ao inquérito, são de junho deste ano, quando a Lava Jato já havia sido deflagrada.

Nas notas fiscais da LSFN Consultoria Engenharia, a empresa chega a discriminar os impostos supostamente pagos sobre o valor total da propina. Para dar ares de veracidade, a empresa cita legislações tributárias para simular o recolhimento, por exemplo, de Imposto de Renda. O valor líquido dos comprovantes seria de 8,317 milhões de reais.

Nakandakari é apontado como o responsável por recolher os recursos ilegais cobrados das empresas interessadas em participar de obras envolvendo a Petrobras. De acordo com as investigações, ele se apresentava como emissário da diretoria de Serviços da Petrobras, comandada por Duque.

Confira na íntegra

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que cumpre pena em regime aberto por condenação no mensalão, suspendeu uma viagem que faria de Vinhedo (SP), onde possui residência, a São Paulo para retornar ainda nesta segunda-feira (24) a Brasília, segundo informou sua assessoria. Ele decidiu sair de Vinhedo e voltar à capital federal de carro, segundo sua assessoria, atendendo a ordem do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Dirceu viajou para o interior paulista na última quarta-feira (19) após ser autorizado pelo juiz de primeira instância Nelson Ferreira Junior, da Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas (Vepema) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Ele havia sido liberado por 15 dias, desde a última terça (15), para retomar as atividades de sua empresa de consultoria, com sede na capital paulista.

O juiz justificou a permissão sob o argumento de que, pelas regras do regime aberto, ele deveria comprovar em até três meses que estaria em “trabalho honesto”.

Neste sábado (22), porém, Luís Roberto Barroso revogou a permissão da viagem sob o argumento de que que não foi formalmente comunicado. No STF, onde Dirceu foi julgado, Barroso é o relator das execuções penais dos condenados no mensalão. O ministro destacou que, consultado sobre o pedido, o Ministério Público havia se manifestado contrariamente à viagem e depois pediu mais informações ao juiz para analisar o caso.

A assessoria de imprensa de Dirceu informou que ele partiu de Vinhedo rumo a Brasília no início da tarde, assim que sua defesa tomou conhecimento da decisão de Barroso.

Além da viagem a São Paulo, o ex-ministro também havia pedido ao juiz Nelson Ferreira Junior autorização para viajar para a cidade de Passa Quatro (MG), de 21 de dezembro a 4 de janeiro, para passar o Natal e Ano Novo com sua mãe e irmãos. Esse pedido, no entanto, ainda não foi analisado.

Condenado a 7 anos e 11 meses por corrupção, Dirceu foi liberado para o regime aberto no último dia 4 de novembro, menos de um ano após sua prisão. Desde junho, ele já passava o dia fora da cadeia trabalhando num escritório de advocacia.

Ao ser liberado para a prisão domiciliar, o ex-ministro assinou um termo no qual se comprometia a estar em casa, no endereço informado em Brasília, diariamente das 22h às 5h e durante todo o final de semana e feriados. Viagens só podem ser feitas mediante autorização judicial, como a que foi expedida na semana passada. (G1)

Após o fim das inscrições das chapas, clube conhece seus presidenciáveis

Dentre oito nomes sairá o novo presidente do Bahia. Na semana passada, seis já eram públicos. Os outros dois, as surpresas do dia, são o educador físico e oficial da Polícia Militar Nelsival Menezes e o empresário e engenheiro civil Olavo Fonseca Filho.

A diferença é que, enquanto o primeiro lança uma candidatura surpreendente, o segundo será o candidato do grupo ABL (Associação Bahia Livre), na chapa que terá como vice o também empresário Fernando Jorge, que atualmente é presidente do Conselho do clube.

Uma terceira curiosidade do pleito, marcado para 13 de dezembro, é que  o folclórico torcedor Flávio Alexandre, o Binha de São Caetano, também se candidatou à presidência, conforme havia prometido.

Na sexta-feira, 24, foi o dia final para a inscrição das chapas. E todas esperaram até o último momento para fazê-la. Como esperado, Marcelo Sant’Ana, Antônio Tillemont, Marco Costa, Rui Cordeiro e Ronei Carvalho também foram à sede do clube, em Lauro de Freitas, oficializar suas participações. Dentre os pré-candidatos, a ausência sentida foi a do ex-jogador João Marcelo, que, nos próximos dias, deve oficializar apoio a alguma das outras candidaturas.

Confira na íntegra

O filho do jornalista e comentarista Alexandre Garcia, Gustavo Nunes Garcia, foi encontrado morto na madrugada do domingo (23), em Brasília.

A polícia trabalha com a hipótese de suicídio. O corpo do rapaz foi encontrado no bloco C onde morava com a mãe, Jô, na Asa Norte da capital federal.

A Polícia Civil do DF vai abrir inquérito para apurar a causa da morte. As informações são da Veja Online. (Correio da Bahia/Reportagem iBahia)

A segunda parcela do 13º salário para os segurados da Previdência Social começa a ser paga na próxima segunda-feira (24), informou o Ministério da Previdência Social na quinta-feira (20).

O pagamento ocorre juntamente com os depósitos dos benefícios referentes à folha de novembro e segue até o dia 5 de dezembro. Ao todo; 27,6 milhões de benefícios terão direito ao 13º salário. Serão investidos R$ 14,4 bilhões nesta parcela da gratificação natalina.

Os depósitos começam nesta segunda-feira (24) para os segurados que recebem até um salário mínimo e possuem cartão com final 1, desconsiderando-se o dígito.

Os segurados que recebem acima do mínimo terão seus benefícios creditados, a partir do dia 1º de dezembro. A Previdência Social ressalta que o valor a ser depositado sofrerá desconto de Imposto de Renda (IR).

O contracheque pode ser acessado na Agência Eletrônica, situada na página da Previdência Social na internet, ou nos terminais de autoatendimento do banco em que o segurado recebe o benefício, a partir do dia 24 de novembro.

A folha de novembro vai pagar mais de 32 milhões de benefícios em um investimento de R$ 29,6 bilhões. O valor total da folha, considerando o pagamento da gratificação natalina ultrapassa R$ 44 bilhões.

A diferença entre a quantidade de benefícios da folha e o número de benefícios da gratificação ocorre porque nem todos os segurados têm direito a receber o 13º.

Por lei, os segurados que recebem benefícios assistenciais (LOAS) não recebem a gratificação, o que corresponde a cerca de 4,2 milhões de benefícios.

Aposentados e pensionistas, em sua maioria, receberão 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que estão em auxílio-doença também recebem uma parcela menor que os 50%. Como esse benefício é temporário, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período.(Tribuna da Bahia)

Pelé voltou ao hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta segunda-feira para consulta de retorno após a cirurgia pela qual passou para a retirada de cálculos, no último dia 13. De acordo com a assessoria do ex-jogador, ele passou por exames que acabaram detectando uma infecção urinária. Por isso, o Rei do Futebol permanecerá no hospital, sendo medicado com antibióticos. Os médicos avaliam se ele precisará ficar internado.

Pelé havia sido internado há 11 dias após passar mal em Santos. Os médicos detectaram a presença de cálculos nos rins, ureter e bexiga. Ele foi operado e recebeu alta dois dias depois. (G1)

image

Regina Casé é alvo de críticas de Maria de Fátima Silva (Reprodução/Globo)

Maria de Fátima Silva, mãe de Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, dançarino do “Esquenta” que foi assassinado em uma operação policial na comunidade Pavão-Pavãozinho no Rio de Janeiro, deu seu depoimento durante a Semana de Reflexões sobre Negritude, Gênero e Raça em Brasília. Em seu discurso, ela criticou Regina Casé e falou sobre sua participação no programa.

“Regina Casé é uma farsa, uma mentirosa!”, afirmou. Maria de Fátima também falou sobre o tratamento recebido na Globo: “Proibiram a gente de falar que a polícia era culpada. Ficamos confinados em uma salinha, ofereceram uma comida horrível, um feno. Além disso, perguntaram se eu queria fazer as unhas e o cabelo. Eu tinha acabado de enterrar meu filho, como ia querer isso?! Estávamos morrendo de fome e quisemos comer um lanche, pago do nosso próprio bolso. Mas fomos expulsos de lá”, relatou.

Segundo ela, a apresentadora prometeu dar apoio à família neste momento difícil, mas nunca cumpriu sua palavra. “Regina é uma cretina e fez um programa sensacionalista, para ganhar audiência com o meu choro no ar”, declarou.

A Comunicação da Globo emitiu uma nota à imprensa negando qualquer problema na produção do “Esquenta”. “[A Globo] entende a dor de dona Maria de Fátima da Silva, mas as afirmações durante o debate do evento “Sernegra” não têm fundamento. Dona Maria de Fátima teve e tem todo o apoio da Globo e a solidariedade de Regina Casé e sua equipe.” (Yahoo/Notícias)

No acumulado em 12 meses, déficit em transações correntes foi de US$ 84,42 bilhões

No acumulado em 12 meses, déficit em transações correntes foi de US$ 84,42 bilhões (Pascal Lauener/Reuters/VEJA)

O resultado das transações correntes seguiu negativo no mês de outubro ao registrar um déficit de 8,13 bilhões de dólares, o pior resultado para mês desde o início da série histórica, em 1980, de acordo com informações do Banco Central (BC), divulgadas nesta segunda-feira. Apesar disso, o chefe do departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, considerou que, como os volumes antes dessa data eram menores, é possível considerar que é o maior déficit desde 1947, quando o BC começou a levantar dados gerais sobre as transações correntes

O desempenho foi provocado pelo mal desempenho comercial e por elevadas remessas de lucros e dividendos ao exterior. Em setembro, houve déficit de 7,9 bilhões de dólares. Já no acumulado em doze meses encerrados no mês passado, o déficit foi de 84,42 bilhões de dólares, o equivalente a 3,73% do Produto Interno Bruto (PIB).

Contribuíram para o saldo negativo no mês o déficit de 1,17 bilhão na balança comercial, pior resultado para outubro desde 1998, e as remessas de lucros e dividendos, que somaram 1,63 bilhão de dólares em outubro, frente a 1,34 bilhão em igual mês de 2013.

Já os gastos líquidos de brasileiros no exterior com viagens atingiram 1,637 bilhão de dólares em outubro, ante 1,76 bilhão de dólares em igual mês do ano passado. Segundo Maciel, a recente alta do dólar tem influenciado essa conta.

De forma geral, as contas externas do país continuam mostrando um quadro preocupante, de déficit crescente apenas parcialmente coberto por investimentos estrangeiros. Em outubro, os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) somaram 4,97 bilhões de dólares, acumulando no ano saldo positivo de 51,19 bilhões de dólares. Faltando apenas dois meses para o fim do ano, o número acumulado do ano ainda precisa somar mais 11,8 bilhões de dólares para alcançar a previsão do BC, de terminar com 63 bilhões de dólares.

Ano - No ano, o rombo na conta de transações correntes soma 70,69 bilhões de dólares até outubro, acima dos 67,37 bilhões de dólares em igual período de 2013. A projeção do BC para 2014 é de um déficit de 80 bilhões de dólares. (Veja/Com Estadão Conteúdo e Reuters)

GRUPO QUER IMPEDIR VETO A ADOÇÃO POR GAYS

(Foto Google)

Com a apresentação do relatório de Ronaldo Fonseca (Pros-DF) na comissão especial, o projeto que cria o Estatuto da Família deve enfrentar uma “guerrilha regimental” nas próximas sessões para não ser apreciado. A intenção de deputados que compõem o colegiado é tentar evitar a aprovação até o fim do semestre legislativo, deixando o tema para o próximo Congresso.

A proposta define como família o casamento ou união estável entre homens e mulheres e seus descendentes. Também prevê a criação dos Conselhos da Família, estabelece a Semana Nacional de Valorização da Família (21 de outubro) e atendimento multidisciplinar para vítimas de violência. Além disso, modifica o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para deixar a adoção de crianças apenas para casais heterossexuais.

Apresentado em outubro de 2013, o projeto teve uma tramitação incomum para temas polêmicos. Como teria de passar por quatro comissões diferentes, a Mesa Diretora autorizou a criação do colegiado especial. Ele é formado na sua maioria por parlamentares ligados a setores conservadores e evangélicos, como o próprio Ronaldo Fonseca, que é pastor da Assembleia de Deus.

Dos integrantes titulares, apenas quatro são ligados aos setores mais progressistas, todas deputadas: as petistas Érika Kokay (DF), Iara Bernardi (SP) e Margarida Salomão (MG) e Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), eleita deputada estadual em outubro. No campo oposto estão, entre outros, os pastores Marco Feliciano (PSC-SP) e Eurico (PSB-PE) e o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

Confira na íntegra

Suspeito de esquartejar em SP tira foto com vítima momentos antes do crime (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Suspeito de esquartejar  tira foto com vítima horas
antes do crime (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Suspeito de ter matado Thomas Sanches, de 30 anos, Gleydson Morgray impressionou a polícia pela frieza com a qual contou a forma como esquartejou a vítima. Além disso, o perfil de Gleydson em uma rede social aponta características que deixaram a investigação intrigada, sobre o crime que foi descoberto no sábado (22), em Cananéia, no interior de São Paulo. A conta dele no Facebook apresenta várias fotos de mulheres nuas.

No entanto, de acordo com a polícia, a primeira hipótese levantada é de que ambos mantiveram um relacionamento homoafetivo.

Além disso, na mesma rede social, Gleydson também se mostra um fã da série televisiva norte-americana ‘Dexter’, que mostra um assassino em série que mata fugitivos da polícia. O suspeito demonstra ainda ser interessado em filmes de terror. Todas essas informações também podem ajudar a polícia a traçar um perfil do comportamento de Gleydson.

Segundo pessoas próximas à vítima, na madrugada de sexta-feira (21), Thomas conversava com Gleydson e um grupo de amigos, em uma praça no centro de Cananéia. Em um dado momento, os dois saíram juntos e Thomas se despediu, dizendo que não o esperassem.

O velório da vítima foi realizado neste domingo (23) e o seu enterro está marcado para a manhã desta segunda-feira (24), no Cemitério Municipal de Cananéia.

O homem suspeito de ter matado e esquartejado um rapaz em Cananéia, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo, tirou uma foto junto com a vítima momentos antes de se afastar com ela do grupo de amigos com quem conversavam. A imagem foi registrada na madrugada de quinta (20) para sexta-feira (21), última vez que Thomas Sanches, de 30 anos, foi visto com vida. Seu corpo foi encontrado esquartejado neste sábado (22), em frente a um hotel da cidade. O suspeito pelo crime, Gleydson Morgray, está preso. A polícia suspeita que eles tiveram um relacionamento homoafetivo.

Os colegas estranharam o sumiço de Thomas e a família já vinha tentando encontrá-lo desde então, mas sem sucesso. No entanto, na manhã de sábado, um amigo de Thomas acionou a Polícia Militar e foi com as autoridades até a casa de Gleydson. No local, foi encontrado um lençol coberto de sangue. O suspeito ainda tentou fugir, mas foi detido e acabou confessando o crime. O corpo foi localizado pela polícia em frente a um hotel na Avenida Independência.

Gleydson não era muito conhecido em Cananéia, pois tinha se mudado apenas há três meses para o município, vindo de Guarulhos, na Grande São Paulo. A polícia destaca que ele não possuía antecedentes criminais. O caso segue sendo investigado pela equipe da Delegacia Sede de Cananéia. (G1)

‘A LEI ANTICORRUPÇÃO AQUI E AGORA’

Modesto Carvalhosa

Por Modesto Carvalhosa

Publicado no Estadão

Extraordinário é o momento histórico que estamos vivendo com o implacável desenrolar da Operação Lava Jato, que tem exibido a fratura exposta da corrupção no seio do poder público em concurso com empreiteiras e fornecedoras, por meio da mãe de todas as virtudes – a Petrobrás. Essas medidas muito se assemelham às da Operação Mãos Limpas, realizada na Itália nos anos 90 do século passado, que dizimou, mediante o instrumento da delação premiada, núcleos seculares da máfia incrustados no governo, no Legislativo e no Judiciário, a ponto do seu primeiro-ministro, muito prestigiado na Europa, Giulio Andreotti – até ele – ter-se envolvido por décadas com a Cosa Nostra. (Veja/Blog do Augusto Nunes)

» Clique para continuar lendo

Inflação esperada para 2014 vai a 6,43%, voltando a encostar no teto da meta do governo, de 6,50%

Inflação esperada para 2014 vai a 6,43%, voltando a encostar no teto da meta do governo, de 6,50% (Noel Hendrickson/VEJA)

Economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) para o relatório Focus desta semana elevaram as expectativas para a inflação oficial em 2014 e 2015. Neste ano, a estimativa passou de 6,40%, projetados na semana anterior, para atuais 6,43%, voltando a encostar no teto da meta do governo, de 6,50%. Há um mês, a taxa estava em 6,45%. Para 2015, a mediana das previsões foi alterada de 6,40% para 6,45%.

Já a média das projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) ficou praticamente estável nos dois anos: em 2014 passou de 0,21% para 0,20% e em 2015 se manteve em 0,80%.

No caso da Selic, não houve alteração em relação às projeções da semana anterior: a taxa esperada para este ano ficou em 11,50% e para o ano que vem, em 12%. A estabilidade das projeções ocorreu mesmo depois da sinalização do diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton, de que poderá aumentar o passo do aperto monetário. Na semana que vem, o Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne para definir a taxa básica de juros (Selic).

Sobre o dólar, os especialistas consultados elevaram pela quarta semana seguida suas perspectivas, a 2,55 reais no final deste ano, ante 2,53 reais. Para 2015, as contas também foram elevadas, a 2,65 reais, sobre 2,61 reais. (Veja)

Adarico Negromonte se entregou à polícia nesta segunda-feira (14) (Foto: Reprodução/ RPC TV)

Adarico Negromonte se entregou à polícia nesta
segunda-feira (14)

O último foragido da Polícia Federal (PF) na sétima fase da Operação Lava Jato, Adarico Negromonte Filho, se entregou na carceragem de Curitiba às 11h15 desta segunda-feira (24). Ele é um dos 25 investigados nesta fase da operação e estava foragido desde sexta-feira (14). Negromonte é suspeito de ligação com o doleiro Alberto Youssef, considerado o líder de um esquema de lavagem e desvio de dinehiro. Segundo as investigações, ele levava dinheiro do escritório do doleiro até os agentes públicos e partidos políticos. O investigado chegou de táxi à Polícia Federal, acompanhado pela advogada que o representa. Eles preferiram não dar entrevista.

Adarico é irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA). Em documento protocolado na Justiça, a defesa enfatizou o pedido de revogação da prisão temporária do cliente, e diz que a autoridade policial foi informada sobre a apresentação. De acordo com as advogadas que o representam, Joyce Roysen, Denise Nunes Garcia, Débora Motta Cardoso, e Kátia Toscano Mielenhausen, o juiz federal Sergio Moro determinou na terça-feira (18) que o Ministério Público Federal (MPF) se manifestasse em até três dias sobre o pedido de revogação da prisão – o que, de acordo com a defesa, ainda não ocorreu.

Deflagrada em março deste ano, a Operação Lava Jato prendeu várias pessoas, entre elas estão o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro, e o doleiro Alberto Youssef, acusado de comandar o esquema. O doleiro está preso na carceragem em Curitiba.

Confira na íntegra

Um homem morreu após ser baleado, por volta das 2h desta segunda-feira, 24, na rua Paraná, próximo ao antigo Clube Português, no bairro da Pituba, em Salvador. A vítima, que ainda não teve o nome revelado, seria um guardador de carro. Ele foi atingido na barriga e na cabeça.

De acordo com as informações da Superintendência de Telecomunicações das Polícias Civil e Militar (Stelecom), ao atender um veículo pick-up branca, o guardador se desentendeu com os ocupantes do carro. Durante a discussão, um deles acabou disparando contra a vítima, que morreu no local.

A polícia ainda não tem informações sobre quem atirou contra o guardador de carro nem do motorista da pick-up.

A confusão que resultou na morte do guardador, segundo a polícia, teve início quando o homem questionou o valor que recebeu do motorista do carro. A Stelecom também informou que a vítima tinha o costume de extorquir os clientes do local.

O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). (A Tarde)

Fiocruz promove hoje (08), campanha de vacinação contra sarampo e paralisia infantil. Além da vacinação há diversas atividades educativas promovidas pela instituição (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Meta do governo é imunizar 12,7 milhões de crianças
contra a pólio e 10,6 milhões contra o sarampo
 (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

A campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite acaba na próxima sexta-feira (28). A imunização começou no dia 8 de novembro em todo o país.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, até o momento, 6,4 milhões de crianças receberam a dose contra a pólio, o que representa 50,4% da meta estabelecida.

No caso do sarampo, 5,1 milhões de crianças foram vacinadas – cerca de 48,1% do público-alvo.

A meta do governo é imunizar 12,7 milhões de crianças contra a pólio e 10,6 milhões contra o sarampo. Devem tomar a vacina contra a pólio crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos. A recomendação é que todas as crianças nessa faixa etária sejam imunizadas, já que a dose vale tanto para colocar em dia a vacinação atrasada quanto para reforçar a de quem está com o calendário em dia.

No caso do sarampo, a vacinação será feita em crianças entre 1 e 5 anos incompletos. Cerca de 10 milhões de crianças devem ser imunizadas com a tríplice viral, que também protege contra a rubéola e a caxumba. Para crianças com alergia ao leite de vaca, a vacinação será feita posteriormente.

A campanha conta com a participação de mais de 350 mil profissionais de saúde e de 42 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais, para garantir a vacinação em locais de difícil acesso.

“Vale ressaltar que, para garantir que o esquema básico seja cumprido, as vacinas contra a poliomielite, o sarampo, a rubéola e a caxumba continuam disponíveis durante todo o ano nos postos do Sistema Único de Saúde”, informou o ministério.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacina. Na maioria dos casos, a criança não morre quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores.

A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral. Já o sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite.

A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. A única forma de prevenção também é por meio da vacina. (Correio da Bahia)

6º BPM realiza prisão por direção perigosa

Policiais da 1ª Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar prenderam  Edmilson Cardoso dos Santos, 44 anos, por ter atropelado um homem de 33, quando realizava direção perigosa, conduzindo um veículo Monza, em visível estado de embriaguez alcoólica confirmado por exame de alcoolemia, neste sábado (22), às 14h45, na Rua Rui Barbosa, centro de Senhor do Bonfim.

O acusado foi apresentado na delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante.

Paulo Roberto Costa e Dilma Rousseff

Antes de se revelar o pivô do petrolão, o maior escândalo de corrupção da história contemporânea brasileira, o engenheiro Paulo Roberto Costa era conhecido por uma característica marcante. Ele era controlador e centralizador compulsivo. À frente da diretoria de Abastecimento e Refino da Petrobras, nenhum negócio prosperava sem seu aval e supervisão direta. Como diz o ditado popular, ele parecia ser o dono dos bois, tamanha a dedicação. De certa forma, era o dono — ou, mais exatamente, um dos donos —, pois já se comprometeu a devolver aos cofres públicos 23 milhões de dólares dos não se sabe quantos milhões que enfiou no próprio bolso como o operador da rede de crimes que está sendo desvendada pela Operação Lava-Jato. Foi com a atenção aguçada de quem cuida dos próprios interesses e dos seus sócios que, em 29 de setembro de 2009, Paulo Roberto Costa decidiu agir para impedir que secassem as principais fontes de dinheiro do esquema que ele comandava na Petrobras. Costa sentou-se diante de seu computador no 19º andar da sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, abriu o programa de e-mail e pôs-se a compor uma mensagem que começava assim:

“Senhora ministra Dilma Vana Rousseff…”.

Confira na íntegra

Manifestantes pedem o impeachment de Dilma Rousseff na Avenida Paulista

A fina garoa paulistana que molhava a Praça Roosevelt na noite de quinta-feira não foi suficiente para afastar os quase 15 mil manifestantes que cercavam o carro de som para ouvir o líder dos movimentos que lutam por moradia. Andando de um lado para outro, Guilherme Boulos distribuía ordens aos militantes, chamava a atenção da polícia para um manifestante que passava mal e, ao assumir o microfone para fechar o evento, pediu às mulheres que fechassem os ouvidos.

“Intervenção militar é o c… Será o poder do povo pelas reformas populares”, gritou com eloquência o dirigente do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), numa clara resposta aos grupos de direita que, no outro polo ideológico, bradam também em manifestações de rua pelo impeachment da presidente reeleita Dilma Rousseff e por um novo golpe militar.

Confira na íntegra

« Artigos Anteriores  Próxima Página »

Últimos Posts

    Últimos Comentários

      Mais Comentados