O brasileiro Rodrigo Gularte escoltado por policiais e apresentado à imprensa no escritório da Alfândega, perto do principal aeroporto de Jacarta, na Indonésia. Rodrigo foi preso tentando tentando contrabandear cocaína escondida em pranchas de surf - 05/08/2004

O brasileiro Rodrigo Gularte escoltado por policiais e apresentado à imprensa no escritório da Alfândega, perto do principal aeroporto de Jacarta, na Indonésia. Rodrigo foi preso tentando tentando contrabandear cocaína escondida em pranchas de surf – 05/08/2004(Dita Alangkara/AP)

A Indonésia notificou neste sábado nove condenados à morte por narcotráfico – incluindo oito estrangeiros, um deles o brasileiro Rodrigo Gularte – de que serão executados, indicou um porta-voz do Ministério Público. “Agora mesmo acabamos de notificar (a execução) a cada preso, nove pessoas, com exceção de Serge (Atlaoui, o francês)”, disse à AFP Tony Spontana, ressaltando que os fuzilamentos não ocorrerão em menos de três dias. O nome de Atlaoui, que figurava na lista inicial, foi retirado na última hora.

Em janeiro, Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, foi fuzilado pelo mesma razão depois de passar mais de uma década no corredor da morte. Condenado em 2004 por tráfico de drogas, ele teve negados os dois pedidos de clemência a que tinha direito. Foi a primeira vez que um brasileiro condenado à pena capital foi executado no exterior.

Gularte está preso desde 2004, quando tentou entrar na Indonésia com 6 quilos de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Um ano depois, foi condenado à pena capital. Diagnosticado com esquizofrenia, Gularte tentou por meio de sua defesa ser internado em um hospital psiquiátrico e assim se salvar da pena de morte. De acordo com as leis da Indonésia, portadores de doenças mentais não podem ser executados. Sua prima, Angelita Muxfelt, viajou no início do ano à ilha de Nusakambangan, onde está ele estava preso, com um laudo médico que atesta a doença, realizado a pedido do governo brasileiro.

O atual governante do país, Joko Widodo, assumiu a presidência em outubro e implantou uma política de tolerância zero para traficantes, prometendo executar os condenados por esse tipo de crime. Ele tem apoio da população, amplamente favorável à pena de morte. “Mandamos uma mensagem clara para os membros dos cartéis do narcotráfico. Não há clemência para os traficantes”, relatou à imprensa local Muhammad Prasetyo, procurador-geral da Indonésia, sobre as execuções.

A posição do governante indonésio é criticada pela Anistia Internacional (AI). “Só 10% dos países recorrem a execuções e a tendência é decrescente desde o fim da II Guerra Mundial. É inaceitável que o governo da Indonésia manipule a vida de dois brasileiros para fins de propaganda de sua política de segurança pública”, disse Atila Roque, diretor-executivo da AI. (Veja/Com agência AFP)

janot

Janot: encontros em segredo

Rodrigo Janot continua sem dar publicidade a seus encontros com políticos. Alimenta, assim, teorias da conspiração em gabinetes de Brasília.

Em fevereiro, esteve secretamente com José Eduardo Cardozo dias antes da divulgação da lista dos envolvidos na operação Lava-Jato. Este mês, teve encontros não divulgados com Humberto Costa e Arthur Lira, ambos investigados no Petrolão. (Veja)

Por Lauro Jardim

OS FAVORES DO EMPREITEIRO

Segundo Léo Pinheiro, Lula pediu a ele que cuidasse da reforma do “seu” sítio em Atibaia. A propriedade está registrada em nome de um sócio de Fábio Luís da Silva, filho do ex-presidente

Segundo Léo Pinheiro, Lula pediu a ele que cuidasse da reforma do “seu” sítio em Atibaia. A propriedade está registrada em nome de um sócio de Fábio Luís da Silva, filho do ex-presidente

O engenheiro Léo Pinheiro cumpre uma rotina de preso da Operação Lava-Jato que, por suas condições de saúde, é mais dura do que a dos demais empreiteiros em situação semelhante. Preso há seis meses por envolvimento no esquema do petrolão, o e­­x-presidente da OAS, uma das maiores construtoras do país, obedece às severas regras impostas aos detentos do Complexo Médico-Penal na região metropolitana de Curitiba. Usa o uniforme de preso, duas peças de algodão a­­zul-claras. Tem direito a uma hora de banho de sol por dia, come “quentinhas” na própria cela e usa o banheiro coletivo. Na cela, divide com outros presos o “boi”, vaso sanitário rente ao piso e sem divisórias. Dez quilos mais magro, Pinheiro tem passado os últimos dias escrevendo. Um de seus hábitos conhecidos é redigir pequenas resenhas e anexá-las a cada livro lido. As anotações feitas na cela são muito mais realistas e impactantes do que as literárias. Léo Pinheiro passa os dias montando a estrutura do que pode vir a ser seu depoimento de delação premiada à Justiça. Pinheiro foi durante toda a década que passou o responsável pelas relações institucionais da OAS com as principais autoridades de Brasília. Um dos capítulos mais interessantes de seu relato trata justamente de uma relação muito especial – a amizade que o unia ao e­­x-presidente Lula.

De todos os empresários presos na Operação Lava-Jato, Léo Pinheiro é o único que se define como simpatizante do PT. O empreiteiro conheceu Lula ainda nos tempos de sindicalismo, contribuiu para suas primeiras campanhas e tornou-se um de seus mais íntimos amigos no poder. Culto, carismático e apreciador de boas bebidas, ele integrava um restrito grupo de pessoas que tinham acesso irrestrito ao Palácio do Planalto e ao Palácio da Alvorada. Era levado ao “chefe”, como ele se referia a Lula, sempre que desejava. Não passava mais do que duas semanas sem manter contato com o presidente. Eles falavam sobre economia, futebol, pescaria e os rumos do país. Com o tempo, essa relação evoluiu para o patamar da extrema confiança – a ponto de Lula, ainda exercendo a Presidência e depois de deixá-la, recorrer ao amigo para se aconselhar sobre a melhor maneira de enfrentar determinados problemas pessoais. Como é da natureza do capitalismo de estado brasileiro, as relações amigáveis são ancoradas em interesses mútuos. Pinheiro se orgulhava de jamais dizer não aos pedidos de Lula.

Confira na íntegra/Endenda o caso

MARTA SUPLICY: “O PT TRAIU OS BRASILEIROS”

"Marta Suplicy: O PT se distanciou dos seus princípios éticos, das suas bases e de seus ideais”

“Marta Suplicy: O PT se distanciou dos seus princípios éticos, das suas bases e de seus ideais”(Luiz Maximiano/VEJA)

Marta Suplicy foi deputada, prefeita de São Paulo, ministra do Turismo, da Cultura e atualmente cumpre mandato de senadora. Sempre pelo PT, partido em que milita desde o início da década de 80. Trinta e cinco anos, de muitas vitórias e algumas derrotas, um mensalão e um petrolão depois, que descreve como uma “avalanche de corrupção”, ela decidiu deixar a legenda a que dedicou metade de sua vida. Marta tem convite de quase todos os partidos políticos do Brasil, mas se inclina mais para o PSB de Eduardo Campos, o candidato morto em um desastre de avião na campanha presidencial do ano passado. Enquanto desenhava estrelinhas em uma folha de papel, Marta falou a VEJA de seus motivos para romper com o PT e de seu “projeto de nação”.

A senhora saiu do PT ou o PT a deixou antes? Tenho muito orgulho de ter ajudado a fundar o PT. Acreditei, me envolvi, trabalhei décadas, com dedicação total. Saio do PT porque, simplesmente, não é o partido que ajudei a criar. O PT se distanciou dos seus princípios éticos, das suas bases e de seus ideais. Dessa forma traiu milhões de eleitores e simpatizantes. Eu sou mais uma entre as pessoas que se decepcionaram com o PT e não enxergam a possibilidade de o partido retomar sua essência. Respondendo a sua pergunta, estou segura de que meus princípios nunca mudaram, são os mesmos da fundação do PT, os mesmos com os quais criei os meus três filhos. Agora tenho um desafio, o desafio do novo. Quero ter um projeto para o meu país. Um projeto em que acredite. É isso que eu vou buscar.

Confira na íntegra

CINZAS DE VULCÃO CHEGAM A PORTO ALEGRE

23/04 - O vulcão Calbuco entra em erupção perto de Puerto Varas, no Chile (Foto: David Cortes Serey/AP)

Vulcão Calbuco entra em erupção perto de Puerto Varas, no Chile (Foto: David Cortes Serey/AP)

As cinzas expelidas por erupções do vulcão Calbuco, no Chile, chegaram na noite desta sexta-feira (24) a Porto Alegre. Segundo o Metroclima, sistema de previsão do tempo da prefeitura, paira sobre a cidade uma nuvem vulcânica em grande altitude, que é mais densa no Sul e na Fronteira Oeste do estado. Segundo a Infraero, o fenômeno não causa impacto nas operações do Aeroporto Salgado Filho.

As mudanças no céu de Porto Alegre deverão ser observadas neste sábado (25). A previsão aponta para um dia ensolarado, mas com nuvens esparsas com cobertura de cinzas vulcânicas na parte alta da atmosfera, o que deve dar um tom acinzentado ao céu.

Durante a tarde, as imagens de satélite mostravam as cinzas cobrindo a cidade de Chuí, no extremo sul gaúcho, e também cidades da Campanha e da fronteira com o Uruguai.

O meteorologista Leandro Puchalski, da Central de Meteorologia do Grupo RBS, diz que as cinzas devem ficar apenas em altas altitudes e que não deve haver precipitação, como ocorre nas áreas mais próximas ao vulcão localizado na região turística dos Lagos, 900 quilômetros ao sul de Santiago, a capital chilena.

Próximo ao local da erupção, no Chile, casas e ruas ficaram cobertas pelas cinzas.(veja no vídeo)

O 8º Distrito Meteorológico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), afirma que não está avaliando o avanço da nuvem e que deve trabalhar com os efeitos do vulcão apenas na previsão do tempo.

Em 2011, uma situação parecida foi registrada no Rio Grande do Sul. O material do vulcão chileno Puyehue cobriu parte de cidades gaúchas e deixou em alerta órgãos de saúde, além de causar cancelamentos de diversos voos e fechamentos de aeroportos como o de Bagé, na Campanha. (G1)

Segundo imprensa local, execução de Gularte poderia ocorrer ainda neste mês (Foto: AFP)

Gularte foi notificado da execução neste sábado, disse o advogado (Foto: AFP)

A família do paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte, condenado à morte na Indonésia por tráfico de drogas, foi informada oficialmente neste sábado (25) de que ele será executado. A data das execuções, que são por fuzilamento, não foi anunciada.

A lei indonésia prevê que os presos sejam informados com 72 horas de antecedência, o que foi feito neste sábado, disse à BBC Brasil Ricky Gunawan, advogado de Gularte.

Assim, as penas poderão ser cumpridas a partir da tarde de terça-feira (horário local). Gularte, de 42 anos, foi preso em julho de 2004 após tentar entrar na Indonésia com 6kg de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Ele foi condenado à morte em 2005.

A família tentava convencer autoridades a reverter a pena após Gularte ter sido diagnosticado com esquizofrenia. Uma equipe médica reavaliou o brasileiro na prisão em março à pedido da Procuradoria Geral indonésia, mas o resultado deste laudo não foi divulgado.

Ele poderá ser o segundo brasileiro a ser executado na Indonésia. Em janeiro, o carioca Marco Archer Cardoso Moreira foi fuzilado após ser condenado à morte por tráfico de drogas.

Autoridades não divulgaram quais presos deverão ser executados. Dez condenados estão no corredor da morte, incluindo cidadãos de Austrália, França e Nigéria. Apenas um é indonésio.

Representantes das embaixadas que representam os estrangeiros foram informados das execuções em reunião com autoridades da Procuradoria Geral em Cilacap, a 400 km de Jacarta, neste sábado.

A cidade fica próxima à prisão de Nusakambangan, onde os condenados estão presos e as sentenças deverão ser cumpridas.

Leia na íntegra

(Foto reprodução/Google)

“O cérebro é plástico”. A frase da neurologista Sônia Maria Brucki, da Faculdade de Medicina da USP é uma ótima notícia para quem está preocupado com a própria capacidade de memorizar coisas.

Mas, como assim? É que órgão tão nobre, explica a médica, pode ser trabalhado em qualquer idade e responderá bem aos estímulos. Para melhorar a memória, portanto, o segredo é colocar o cérebro para se exercitar e afastar causas que podem prejudicá-lo.

A memória é uma função muito complexa, tanto que até hoje os cientistas não conhecem todas as funcionalidades desse órgão vital. Dentro dos conhecimentos atuais, no entanto, sabe-se que alguns fatores que prejudicam a memória não são modificáveis.

A idade, por exemplo, é implacável, diz a especialista. É considerado absolutamente natural ter uma queda na capacidade de memorização na terceira idade.

Além disso, a genética também não pode ser revertida. Outros fatores, no entanto, são controláveis e podem garantir uma memória saudável por mais tempo.

Manter a pressão arterial dentro dos níveis adequados, controlar o diabetes e os níveis de colesterol no sangue, bem como não fumar, manter-se dentro do peso ideal, fazer exercícios físicos, ter uma dieta saudável e rica em ômega 3 e exercitar o cérebro com atividades cognitivas ajudam a manter as lembranças turbinadas.

A professora da USP esclarece que o consumo de ômega 3 tem um papel importante na proteção do cérebro. Além dele, o ômega 6, 9, a vitamina E e o ácido fólico são amigos da memória. Uma dieta adequada, associada eventualmente à suplementação de ômega 3, também ajudam.

Leia na íntegra

No papel: cabe a Cunha autorizar ou barrar processos de impeachment

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recebeu sem surpresa a notícia de que a bancada do PSDB na Câmara planeja protocolar, até a próxima quarta-feira (29), um pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Segundo o líder do partido na Câmara, Carlos Sampaio (SP), um parecer será apresentado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), com razões para a cassação – o crime de responsabilidade teria sido configurado, dizem os tucanos, pela ocorrência das chamadas “pedaladas fiscais”, em que o governo teria manipulado movimentações financeiras, e por omissão de Dilma quanto à corrupção na Petrobras.

Mas o presidente da Câmara, onde processos de impeachment têm início formal, mantém a postura de cautela. Cunha já disse mais de uma vez que, por ora, não vê base legal para a hipótese. Questionado pelo Congresso em Foco sobre como reagiria ao provável pedido do PSDB, ele manteve a postura.

“Aguardarei [a formalização do pedido] e examinarei”, resumiu, sem querer confirmar se dará prosseguimento ao processo de cassação caso os consultores da Câmara, a quem cabe a análise de juridicidade. “Por respeito, vou aguardar o conteúdo e, então, me manifestar.”

A hipótese de impeachment tem dividido os tucanos. Ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso já se manifestou e disse que pedir o impedimento presidencial, neste momento e na ausência de provas contra Dilma, é mera “precipitação”. Já Aécio, que é presidente nacional da legenda, tem dito que a eventual comprovação de culpa de Dilma ao menos quanto às manobras para ajustar as contas do governo, por meio de recursos de bancos públicos, já justifica o impeachment.

Leia na íntegra

‘A GUERRA DO PT’

Editorial do Estadão

O PT julga que está em guerra. É o que está escrito, com todas as letras, nas “teses” apresentadas pelas diversas facções que compõem o partido e que serão debatidas no 5.º Congresso Nacional petista, em junho.

De que guerra falam os petistas? Contra quem eles acreditam travar batalhas de vida ou morte, em plena democracia? Qual seria o terrívelcasus belli a invocar, posto que todos os direitos políticos estão em vigor e as instituições funcionam perfeitamente?

» Clique para continuar lendo

 

TERCEIRIZAÇÃO NAS REDES SOCIAIS

Cunha e Renan

Cunha vota a toque de caixa, Renan não tem pressa

A votação da regulamentação da terceirização de atividades-fim nas empresas foi tema de 21 894 postagens nas redes sociais ontem, segundo levantamento inédito da CDN. De acordo com a análise, 127 milhões de pessoas foram alcançadas pela discussão online.

Embora o ponto mais polêmico do PL 4330 tenha sido mantido pelos deputados, a hashtag #canalhastraidores foi uma das mais disseminadas: 1 664 vezes.

O embate público entre Eduardo Cunha e Renan Calheiros, que disse não ter pressa em aprovar o projeto de lei no Senado, foi replicado pelos internautas. De acordo com a Consultoria Bites, que analisou o Twitter, blogs, sites de notícia e fóruns de discussão, Renan foi citado 10 121 vezes e Cunha teve 3 908 menções. (Veja)

Por Lauro Jardim

Eduardo Cunha, durante o evento ''Mais Mulheres na Política'', em São Paulo - 26/03/2015

Eduardo Cunha: “Tem que ser igual para todo mundo”?

O prolífico presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), teve outra ideia: mudar o “foro privilegiado”, o instituto segundo o qual parlamentares como Eduardo Cunha só podem ser investigados e processados pelo Supremo Tribunal Federal, em Brasília. A mudança propõe que parlamentares passem a ser investigados e processados na primeira instância, como acontece com os cidadãos comuns, e não mais pelo tribunal superior em Brasília. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Eduardo Cunha explicou suas razões: “Temos de tirar a impressão de que somos privilegiados, o que não somos. Tem que ser igual para todo mundo.”

Parece bonito, mas é moralidade de araque. Ao ser instituído o “foro privilegiado”, a ideia era proteger parlamentares como Eduardo Cunha de perseguição paroquial de um juiz de primeira instância eotras cositas más. Imaginava-se que, sendo julgados apenas por magistrados de Brasília, parlamentares como Eduardo Cunha poderiam trabalhar sua defesa junto a uma autoridade conhecida, cujo gabinete fica ali do outro lado da rua em Brasília. Teriam um tratamento jurídico VIP, suas alegações cairiam em ouvidos competentes e, quem sabe, receberiam generosas absolvições ou sentenças amenas. Por isso, o “foro privilegiado” foi recebido, na época, como um instrumento para a impunidade de deputados e senadores.

Leia na íntegra

Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing Banco do Brasil, condenado no processo do mensalão, deixa a prisão de Modena, na Itália, na terça-feira (28)

Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing Banco do Brasil

Uma das imposições do governo italiano para autorizar a extradição do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no julgamento do mensalão, foi a garantia de que ele terá direito à assistência de autoridades consulares italianas no Brasil. A Itália fará um monitoramento das condições da prisão em que o mensaleiro-fujão ficará preso e de seu estado de saúde.

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a doze anos e sete meses, Pizzolato fugiu do Brasil e se escondeu na Europa usando sua cidadania italiana. Ele cumprirá pena no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Agora, cabe à Itália informar às autoridades brasileiras o lugar e a data em que a transferência poderá acontecer. A partir daí, o governo brasileiro tem vinte dias para trazer Pizzolato de volta.

Confira na íntegra

EXAME DE URINA RECONHECE O CÂNCER DE PRÓSTATA

Conheça o Exame de Urina que identifica se o paciente possui câncer de próstata

Pesquisadores da Universidade de Surrey, no Reino Unido, desenvolveram um teste que detecta a partir do exame de urina, uma proteína denominada EN2 (Engrailed-2), que é produzida por células cancerígenas encontradas na próstata. Este teste serve para detectar o câncer de próstata, e tem grandes pretensões de se tornar popular a partir de 2015. Conforme os pesquisadores, ele identifica o câncer de forma mais rápida e prática do que os demais exames disponíveis.

Para realizar o estudo, cientistas analisaram amostras de urinas de 1.312 homens em 3 centros médicos acadêmicos, em um total de 7 hospitais. Depois dividiram os pacientes em 3 grupos: baixo, médio e alto.

Então, comparam os resultados do exame de urina com as das biópsias feitas em cada paciente.

Estes estudos revelaram a presença de câncer em 21% dos casos que a prova determinou como de baixo risco, 43% de médio e em 69% do grupo de alto risco.

Além disso, só 7% dos homens que pertenciam ao grupo de baixo risco foram diagnosticados com câncer agressivo, já os que pertenciam ao grupo de alto risco chegaram a 40% segundo as pesquisas.

Vejamos alguns benefícios que este novo exame de urina trará para detectar o câncer de próstata.

Leia na íntegra/Tire dúvidas

(Foto: Reprodução/TV Globo)

A comemoração dos 50 anos da TV Globo proporcionaram mais uma novidade nesta sexta-feira (24). Cid Moreira e Sérgio Chapelin fizeram um retorno simbólico à bancada do “Jornal Nacional” por alguns minutos. Os dois estiveram à frente do telejornal até 1996 e substituíram brevemente William Bonner e Renata Vasconcellos, atuais apresentadores.

“Eu tenho mais de de 40 anos no jornalismo da Globo, quase a metade desse tempo, aqui, no ‘Jornal Nacional’. O Cid e eu temos todos os motivos para sentir orgulho por esses 50 anos (da Globo). Estar nessa bancada, todos esses anos, vivendo esse processo desafiador de levar os fatos a todos os telespectadores foi algo que é e sempre será inesquecível”, disse Chapelin em discurso lido durante o telejornal.

“Eu os conheço já alguns anos. O primeiro foi o Sérgio. Eu tive a felicidade de trabalhar com ele no ‘Fantástico’ em 1988, e ele me acolheu de uma maneira tão carinhosa que virou referência para mim”, discursou William Bonner. “E o Cid, um belo dia em que substituí o Sérgio em suas férias, quando o vi de perfil eu pensei ‘meu Deus, o que estou fazendo aqui?’. Então, o que estou fazendo aqui, hoje, é agradecer muito a vocês”, disse Bonner.

O telejornal ainda exibiu um VT mencionando os outros apresentadores que já passaram pela bancada. Em outro momento, um especial continuou lembrando grandes coberturas do jornalismo da emissora, como tem ocorrido ao longo da semana. (Correio da Bahia)

 

(Foto reprodução/Google)

Neste sábado, os leitores de VEJA saberão que o empreiteiro Leo Pinheiro, transferido da presidência da OAS para uma cadeia em Curitiba, fez revelações suficientes para tirar de vez o sono de Lula e estender por prazo indeterminado o sumiço do palanque ambulante. Como ainda não assinou um acordo de delação premiada, o empresário encarcerado talvez até se desminta em outro depoimento, para socorrer o chefe e amigo. É uma opção de alto risco: essa demonstração de fidelidade lhe custará alguns anos de prisão em regime fechado.

Seja qual for o caminho escolhido, o que Pinheiro já disse (e detalhou em copiosas anotações manuscritas) basta para incorporar ao elenco do Petrolão o protagonista que faltava. No mais cruel dos dias para quem tem culpa no cartório, as relações promíscuas entre o manda-chuva da OAS e o reizinho do Brasil serão escancaradas nas oito páginas da reportagem de capa. Entre tantas histórias muito mal contadas, a dupla esbanja afinação especialmente em três, valorizadas pela participação de coadjuvantes que valorizam qualquer peça político-policial.

Num episódio, o ex-presidente induz Pinheiro a presenteá-lo com a reforma do sítio que, embora Lula o chame de seu, pertence oficialmente a um sócio do filho Lulinha. Noutro, um emissário do pedinte vocacional incumbe o empreiteiro de arranjar serviço e dinheiro para o marido de Rosemary Noronha, a ex-segunda-dama que ameaçava vingar-se do abandono com a abertura de uma assustadora caixa-preta. Mais além, o comandante da OAS cuida de desmatar o atalho que levou Lula a virar dono de um triplex no Guarujá.

A participação do ex-presidente no naufrágio da Petrobras ainda não entrou na mira da Polícia Federal. O inventor do Brasil Maravilha testá a um passo do pântano sem que tenha começado a devassa das catacumbas malcheirosas que ocultam a farra das refinarias inúteis e a montagem da diretoria infestada de ineptos e corruptos, fora o resto. Lula Pode estar aí a explicação para o estranho vídeo em que celebra as vantagens de um bom preparo físico. Vai precisar disso quando tiver de sair em desabalada carreira. (Veja/Bolg do Augusto Nunes/Direto ao Ponto)

 

Projeto “Verão 2018″? Lula sua a camisa e convida internautas (Instituto Lula)

O ex-presidente Lula, por meio do instituto que leva seu nome, divulgou nesta sexta-feira (24) vídeo em que aparece em meio a equipamento de musculação em uma academia e, suado e com uma toalha amarela em volta do pescoço, dá uma mensagem de incentivo aos internautas. Ao lado de um instrutor, o cacique petista diz que começou a “malhação” de maneira leve e comenta sua evolução.

“Resolvi fazer esse vídeo como uma contribuição às pessoas”, diz o ex-presidente, no filmete de dois minutos e 31 segundos. “Comecei andando a 1 [quilômetro] por hora. Hoje, eu já ando uma hora quase todo dia. Tô [sic] andando três minutos e correndo um minuto a dez quilômetros por hora, durante uma hora. Parece pouco. Mas, para um ‘veinho’ como eu, tá de bom tamanho.”

Em imagens veiculadas simultaneamente à sua fala, Lula aparece correndo em uma esteira eletrônica, levantando peso com as pernas, flexionando as panturrilhas, exercitando o peitoral com dois pesos de dois quilos… Sempre falando ao internauta como se estivesse ao lado de seu companheiro de maromba, compartilhando os aparelhos.

“Estou preocupado com a sua saúde. Então concentra e continua! Cria coragem, levanta!”, incentiva o ex-presidente, que enfrentou um tratamento de câncer em 2012. “Eu sei que, às vezes, é melhor ficar em casa vendo televisão.”

No instante em que demonstra o progresso no condicionamento físico, Lula revela que não tem tomado tanto sol quanto deveria – de bermudas, a pele alva do ex-presidente logo é denunciada pelo enfoque da câmera. Em outra hipótese, como manda a boa conduta, ele tem usado muito protetor solar. “Uma das coisas mais importantes que a gente tem de cuidar é de fortalecer os músculos. Sabe, sobretudo a perna, porque é cada vez mais peso para as pernas segurarem”, ensina o novo atleta presidencial, enquanto empurra o aparelho “na ponta do pé”.

E, com uma camisa a denunciar os excessos abdominais, Lula escuta o diagnóstico dos instrutores. “O presidente Lula chegou aqui sedentário, sem um mínimo de condicionamento, com fraqueza muscular. Então, fizemos um trabalho de fortalecimento, de condicionamento cardiovascular, um trabalho total de condicionamento físico com ele”, diz um dos profissionais. “Doze por sete”, sentencia outro treinador, sob o olhar obediente de Lula, referindo-se à pressão arterial do petista. (Congresso em Foco)

(Foto reprodução/Google)

Com o dinheiro da venda a Real Sociedade Espanhola deverá quitar suas dívidas trabalhistas, calculadas até o momento em cerca de R$ 20 milhões.

Esse montante parcial refere-se a aproximadamente 600 ações já habilitadas no acordo global em trâmite na Justiça do Trabalho.

Além delas, ainda existem mais 1.000 reclamatórias pulverizadas em toda a 5ª Região (Bahia), algumas em fase inicial, cujos reclamantes poderão, a qualquer tempo, aderir aos termos do acordo vigente.

O prazo para a venda do Hospital Espanhol resultou de acerto entre as partes durante audiência realizada nesta sexta-feira (24/4), no Juízo de Conciliação de 2ª Instância do TRT5 (JC2), com a participação de dirigentes da entidade civil devedora e da cComissão de Credores.

A audiência foi convocada pelo JC2 porque desde novembro de 2014 a Real Sociedade Espanhola vinha descumprindo acordo, pactuado em outubro de 2013, em que se comprometia a depositar R$ 240 mil por mês para a amortização de dívidas trabalhistas.

Cerca de R$ 2,7 milhões chegaram a ser pagos, dando quitação a 80 processos. Mas, como o Hospital Espanhol, principal fonte de receita da associação, acabou fechando as portas, os pagamentos deixaram de ser feitos, provocando o inadimplemento com as ações restantes.

Uma nova audiência já está agendada para 27 de setembro próximo, onde a Real Sociedade Espanhola deverá prestar contas em torno da venda do Hospital, instalado na Barra, que é o bem de maior valor de grupo e está sendo negociado com intermediação da consultoria econômica Price Waterhouse.

Até lá, ficarão suspensos quaisquer atos expropriatórios contra a entidade. Nos próximos dias, os seus representantes apresentarão um rol completo de bens imóveis perante a Justiça a fim de reforçar a penhora já realizada.

A audiência foi dirigida pela desembargadora conciliadora do TRT5, Vânia Chaves, pela juíza auxiliar do JC2, Débora Rego, e contou a presença do juiz José Arnaldo de Oliveira, que ocupará a função de auxiliar daquela unidade a partir da próxima segunda-feira (27/4).

Participaram ainda representantes do Ministério Público do Trabalho, do Ministério Público do Estado, além de procuradores do Município e do Estado. Centenas de trabalhadores interessados no desfecho das ações trabalhistas também compareceram. (Tribuna da Bahia)

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (24) que a Petrobras “vira uma página” ao divulgar o balanço do ano passado. Indagada se estava aliviada com a situação da empresa, respondeu: “Sem sombra de dúvida”. Para ela, a estatal já superou os problemas de gestão motivados pela revelação de casos de corrupção na empresa.

A Petrobras divulgou nesta quarta-feira (23) que teve em 2014 um prejuízo de R$ 21,5 bilhões, contra um lucro de R$ 23,6 bilhões em 2013. O número mostra que a Petrobras teve em 2014 o maior prejuízo desde 1986 entre as empresas de capital aberto.

“Considero muito importante a aprovação do balanço porque a Petrobras vira uma página e acerta seu passo. Tenho certeza que a Petrobras ainda vai dar muitas alegrias para nós nos próximos meses e anos”, declarou Dilma, que concedeu nesta sexta duas curtas entrevistas no Palácio do Itamaraty – uma antes e outra depois da recepção oferecida à presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye.

Segundo a presidente, a estatal “superou” os problemas de gestão decorrentes do escândalo de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.

“Ao concluir e registrar o seu balanço, ela [a Petrobras] mostra também que superou todos os problemas de gestão ligados à questão da Lava Jato que porventura ainda estivessem pesando, justamente no fato da necessidade de se fazer o registro das perdas”, disse Dilma.

Leia na íntegra/Assista vídeo

REAJUSTE DOS SERVIDORES ESTADUAIS SERÁ DE 6,4%

(Foto: Secom)

Os servidores que permanecerão com vencimentos abaixo do salário mínimo, mesmo após a concessão dos 3,5%, sairão desta faixa no mês de novembro, quando receberão, além dos 2,91% previstos, um reajuste complementar de 2,43%, informa ainda o governo.

O reajuste contempla cerca de 260 mil servidores e gera despesa de aproximadamente R$ 390 milhões aos cofres públicos. O acordo do reajuste foi fechado depois de reunião entre o governador Rui Costa com representantes da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab) e de vários sindicatos.

Em nota, o governo destaca que o reajuste geral está sendo concedido aos servidores pelo nono ano consecutivo. Destaca ainda outros “ganhos específicos de cada categoria”, como a Gratificação por Atividade Policial (GAPV), para policiais militares e civis, e cita que as áreas de educação e saúde também terão “avanços”. (Correio da Bahia)

Resultado de imagem para 6º BPM SENHOR DO BONFIM

6º Batalhão de Polícia Militar através de sua Ouvidoria presta gratuitamente à população de Senhor do Bonfim o serviço de recuperação de documentos perdidos.

Ouvidoria PM localiza-se no SAC, no Central Shopping, Praça Nova do Congresso, onde diversos documentos encontrados nas ruas e entregues a policiais ou na própria Ouvidoria são cadastrados e podem ser devolvidos aos respectivos donos, mediante comprovação.

Confira lista de documentos

Resultado de imagem para 6º BPM SENHOR DO BONFIM

6º Batalhão de Polícia Militar através de sua Ouvidoria presta gratuitamente à população de Senhor do Bonfim o serviço de recuperação de documentos perdidos.

Ouvidoria PM localiza-se no SAC, no Central Shopping, Praça Nova do Congresso, onde diversos documentos encontrados nas ruas e entregues a policiais ou na própria Ouvidoria são cadastrados e podem ser devolvidos aos respectivos donos, mediante comprovação.

Segue relação atualizada:

ADAILTON VIEIRA DOS SANTOS; ADEMIR OLIVEIRA DA SILVA; ADONIAS PEREIRA DA SILVA; AGNALDO FERREIRA DE SOUZA; ALAN DE JESUS SILVA; ALCIDES PEREIRA DOS SANTOS; ALEXANDRO DOS ANJOS SILVA BARBOSA; ALIBERTO FRANCISCO DE CASTRO/DALVANETE ERICIDIA DA GAMA; ALINE RIBEIRO DA SILVA; ALUANA ALVES DOS SANTOS; AMILTON SANTANA DOS SANTOS; ANA CARINA FREIRE BARBOSA; ANA FELIZ FERREIRA DE PAULA; ANDRE KAZUO HOROTA; ANNA KAROLINA DE ALMEIDA; ANTONIA DE FREITAS SILVA; ANTONIO DE JESUS SILVA; ARGEMIRO JOSE DE SOUZA/HELENA PEREIRA DE SOUZA; BONIFACIO GAMA FERREIRA; BRIGIDA MARIA SILVA; BRUNO BENEVIDES TAVARES; CARLO CARNEIRO CASTOR DE CERQUEIRA; CELSON SANTANA SILVA; CHARLES ROBERTO DA SILVA OLIVEIRA; CICERO ANTONIO DA SILVA; CLAUDIO COELHO FERREIRA; CLAUDIO HENRIQUE FERREIRA; CLEVEN JHONATAN F. DA SILVA; CRICIA CAROLINA BERNARDO DA SILVA; DANIEL ALVES CASTOR DE CERQUEIRA; DANIEL PEREIRA DA SILVA; DANILO DA SILVA; DARIO DOS SANTOS SILVA; DENIZARD LIZ MOREIRA LIMA; DIANE VASCONCELOS DE SANTANA OLIVEIRA; DIONISIO XAVIER DOS SANTOS; EDEMILTON ALVES DOS SANTOS; EDILEUSA PEREIRA VIEIRA; EDILSON ANTONIO DOS SANTOS; EDIVALDO FERNANDES DE ALMEIDA; EDIVANIA M. L. MOURA; EDIZIA DIAS SILVA; EDLENE DE JESUS SOUZA; EDMILSON DANTAS DA SILVA; EDMILSON PEREIRA DE SOUZA; EDNA DA SILVA PEREIRA; EDVALDO JOSE DOS SANTOS; ELIAS MARTINS DO NASCIMENTO; ELTHON FERREIRA DE LIMA; EMERSON DOS SANTOS FERREIRA; ERICA VANESSA DA SILVA SOUZA; EUCLIDES VIEIRA DA SILVA; EZEQUIAS PASSOS SILVA; FABIO SANTOS DA SILVA; FELIPE DOS SANTOS SOUZA; FLAVIO BARBOSA DE MIRANDA; FRANCISCA MARIA DA CONCEIÇÃO NETA; GABRIEL ALVES DE MENEZES; GABRIEL DOS SANTOS SANTANA; GENOLINA MATOS DOS SANTOS; GEISA OLIVEIRA DE JESUS; GILBERTO BISPO DA CRUZ; GILDETE DA SILVA SANTOS; GILVANDETE VIEIRA DA CRUZ; GISELIA MARIA DA SILVA SOUZA; HUGO C. SANTOS; ISMAEL SILVEIRA SILVA; IVAN GIOVANNIELLI R. LIMA;  JAINE DRIELLI VIEIRA DA SILVA; JAINE OLIVEIRA SILVA; JAIRO DOS SANTOS SOUZA; JAIRO LUIZ GOMES L. JUNIOR; JARLEON SILVA COSTA; JESSICA MENEZES DOS SANTOS; JHONATHAN REIS DE SANTANA; JHONNY BARBOSA DA SILVA PASSOS; JIZELIA FERREIRA NUNES; JOAO BATISTA SILVA SANTOS; JOAO BENEDITO DOS SANTOS; JOAO EDSON MAIA DOS SANTOS; JOAO NONATO DA SILVA; JOAO PAULO NASCIMENTO DA SILVA; JOAO PEDRO MORAIS DA SILVA; JOAO SILVEIRA DA SILVA; JOCILEIDE MARIA DE SOUZA; JORGE ELI DE CARVALHO; JORGE LUIZ BISPO DA SILVA; JORGE LUIZ VIEIRA DA SILVA; JORLANDIA GOMES DA SILVA; JOSE ADINAEL DE JESUS SILVA; JOSE ALANO BARBOSA DA SILVA/RAILDA OLIVEIRA SILVA; JOSE DE JESUS SOUZA; JOSE GONÇALVES DA SILVA/FLORA MARIA PEREIRA SILVA; JOSE GUILHERME DO NASCIMENTO; JOSE HAILTON PEREIRA DUARTE; JOSE JOAO FIGUEIREDO; JOSE LOPES DA SILVA NETO; JOSE LUCILENO ALEIXO DE CARVALHO; JOSE MAURICIO DA COSTA; JOSE ROBERTO OLIVEIRA DOS SANTOS; JOSELIA ALZIRA DA SILVA SANTANA; JOSIVALDO ALVES DA SILVA; JOSUE ALVES DOS SANTOS/MARIA SANTOS BRITO ALVES; JOZIAS ALVES DOS SANTOS/DENOURA PENHA DOS SANTOS; JUCIMARA DA SILVA; JUNIOR BARBOSA SILVA; KEILA RAMAIANE SILVA SANTOS; LAYSE SILVA DE LUCEMA; LARISSA MACEDO DA SILVA; LEIDE DE JESUS SANTANA; LEONARDO FERREIRA PRADO; LIDIANE MARIA DE CARVALHO LINO; LUANA PEREIRA GONÇALVES; LUCAS MAGALHAES DOS SANTOS; LUCIANO DE JESUS FERREIRA; LUIZA FERNANDA OLIVEIRA DE SOUZA; MAGALY NASCIMENTO BARROS; MANOEL ANTONIO DA SILVA; MANOEL DOMINGOS DE SANT’ANA; MANOEL VIEIRA DE ALMEIDA; MARCILIO MATOS DE ARAUJO; MARCOS ANTONIO M. DE BRITO; MARIA AUXILIADORA DOS SANTOS; MARIA DA PAZ BERTULINO DA SILVA; MARIA DAS DORES DE JESUS; MARIA DE FATIMA DAS VIRGENS RIBEIRO; MARIA DOS ANJOS DE SOUZA GONÇALVES; MARIA IZALDITE DOS SANTOS; MARIA LAIANE BONFIM ROCHA; MARIA NILZETE MOURA DA SILVA; MARIA RITA ALVES DOS SANTOS; MARIANA SANTOS MAIA COSTA; MARILIA HILARIAO FERREIRA; MARIO ALVES DOS SANTOS; MATHEUS VICTOR BARBOSA DA SILVA; MAURA P. SANTOS; MAURICIO MARIO ALMEIDA DA GAMA; MICHEL RODRIGUES DA SILVA; MICHELI BISPO SILVA; MILLER SANTOS GOUDINHO; MOISES CORREIA LIMA SIMOES; NAIARA MAIA SILVA; NOEDSON RAFAEL S. GAMA; OSMAR DO NASCIMENTO BRITO; OSMARIO OLIVEIRA DA SILVA; OSVALDO CARDOSO DE JESUS/AUGUSTA CARDOSO DE JESUS; PAULO ANIERI DE OLIVEIRA SOARES; PEDRO VICTOR DE JESUS NUNES; PRISCILA K. MOURA; ROBERTO ANTUNES DAMASCENO; ROBSON FONSECA PEREIRA DA SILVA; RODRIGO GAMA DE SOUZA; ROGERIO SANTOS GOMES; ROGERIO SILVA DOS SANTOS; RONALDO DOURIVAL DA SILVA; RONNEY DE SOUZA SANTOS; ROSANGELA DOMINGUES DO NASCIMENTO; RUI PASSOS DE OLIVEIRA; SAFIRA BORGES MOREIRA PARENTE; SILVINO JOAO DA SILVA; SIMONE CUSTODIO DA SILVA; TARCIO RODRIGUES PENALVA PAULO; THARLEY DIEGO DE OLIVEIRA PAULA; TATIANE MORGADO GUIMARAES; THAILLA VERENA BATISTA RIBEIRO; THIAGO SENA SALOMAO; UBIRANDI DE AZEVEDO CERQUEIRA; VALDETE SILVA DOS SANTOS; VALDOMIRO LIMA DOS SANTOS; VALMIR JOSE DA SILVA NETO; VERBENA DIAS DE SANTANA; VITORIA DOS SANTOS; WILSON PINTO SANTANA; ZIDEILSON BARBOSA SERAFIM.

Marcelo Bulhões dos Santos, no canto inferior esquerdo da foto: ele trabalhou por 3 anos e 9 meses na Casa Civil

O advogado de Brasília que entrou no radar da Justiça por suspeita de cumplicidade com terroristas é um brasileiro que se converteu ao islamismo e já trabalhou na Casa Civil da Presidência da República durante a gestão de Dilma Rousseff. Ele também foi funcionário da própria Polícia Federal, órgão que ele viria a acusar de ser conivente com interferência internacional na CPI da Espionagem. Marcelo Bulhões dos Santos pertence à corrente sunita e frequenta com regularidade a mesquita da capital federal.

Os policiais federais que estiveram no prédio de Bulhões nesta sexta-feira apreenderam documentos e materiais eletrônicos, por ordem da Justiça Federal. Os indícios dão conta da ligação dele com extremistas estrangeiros. Como não há crime de terrorismo no país, a Justiça colhe elementos para julgá-lo por crimes acessórios, como estelionato e falsificação de documento.

Bulhões já era conhecido pela PF. Ele é ex-servidor de nível médio da corporação, onde trabalhou entre 2004 e 2007. Como fala árabe, espanhol, italiano e inglês foi lotado na Coordenação-Geral de Polícia Criminal Internacional, braço da Interpol na PF, antes de ser cedido à Presidência da República. Exercia atividades burocráticas na troca de informações e comunicados com outros escritórios centrais nacionais da Interpol. Anos depois, ele diria que havia interferência de serviços de inteligência dos Estados Unidos da PF.

Confira na íntegra

Protesto pelo impeachment do governo da presidente Dilma Rousseff e contra o PT (Partido dos Trabalhadores) na praia de Icaraí na cidade de Niterói, RJ, neste domingo (12)
Bancada do PSDB na Câmara pretende apresentar pedido de impeachment à presidente Dilma Rousseff na próxima semana(Jose Lucena/Futura Press)

A bancada do PSDB na Câmara pretende apresentar na próxima semana o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff por crime de responsabilidade, com base nas chamadas pedaladas fiscais e suposta omissão no esquema de corrupção da Petrobras. O líder do partido na Câmara, Carlos Sampaio (SP), disse que apresentará o parecer dos deputados ao presidente da legenda, senador Aécio Neves (MG), mas entende que já há elementos suficientes para conseguir o impedimento da presidente. Derrotado nas eleições presidenciais do ano passado, Aécio ainda aguarda estudos para anunciar a posição do partido. Um parecer sobre o tema foi encomendado ao professor Miguel Reale Jr.

Tucanos como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se posicionaram contrários ao pedido deimpeachment. No entanto, Sampaio afirma que o protagonismo da decisão é da bancada na Câmara. “Respeitamos a posição do ex-presidente Fernando Henrique e dos ex-senadores que discordam, mas a Casa que decide é a Câmara”, disse. “As motivações dadas tanto no petrolão, com a omissão dela (presidente Dilma), como nas pedaladas fiscais, são os elementos necessários”, disse Sampaio, que afirma ter apoio de 95% da bancada. “A decisão foi tomada, o impeachment é cabível e não precisamos aguardar mais nenhum parecer”, disse.

Além do processo de convencimento interno, a bancada tucana também terá de convencer o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que diz não haver elementos para a abertura de um processo. O tucano confia que também irá convencê-lo: “Uma coisa é o Eduardo Cunha afirmar por tudo que ele ouviu na imprensa que ele é contrário ao impeachment. Outra coisa é ele ter que se debruçar sobre uma peça que tem um raciocínio lógico e jurídico, com respaldo na doutrina e na jurisprudência”, disse. (Veja/Com Estadão Conteúdo)


Pregão eletrônico da Bovespa em São Paulo

Pregão eletrônico da Bovespa em São Paulo(Reinaldo Canato/VEJA)

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou nesta sexta-feira no maior patamar desde outubro de 2014, a 56.594 pontos, alta de 1,63%, de acordo com dados preliminares. No ano, o índice acumula valorização de 13%, sendo 5,04% em apenas uma semana. O Ibovespa, principal índice da Bolsa, foi impulsionado pelas ações da Vale e da Petrobras. A mineradora anunciou nesta sexta um empréstimo de 2 bilhões de dólares contraído com o banco de desenvolvimento da Coreia do Sul, enquanto a Petrobras ainda tem desempenho influenciado pelos números de seu balanço, divulgado na quarta-feira.

As ações ordinárias (com direito a voto) da Vale subiram 9,91%, enquanto as preferenciais (sem direito a voto) avançaram 6,41%. No caso da Petrobras, a alta foi de 4,91% para as ações ON, enquanto as PN fecharam com valorização de 2,71%. As ações da Eletrobras também tiveram desempenho positivo, de 8,12%, em resposta a declarações dadas pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, sobre mudanças no conselho de administração da estatal e a contratação de um presidente vindo do setor privado, num movimento em direção a uma maior transparência na empresa.

A Vale assinou nesta sexta um memorando de entendimentos com o Export-Import Bank da Coreia do Sul, pelo qual a instituição financeira pode considerar até 2 bilhões de dólares em apoio a projetos. O acordo foi assinado durante a visita oficial do presidente da Coreia, Park Geun-hye, ao Brasil.

Já as ações da Petrobras ainda reproduzem os efeitos da divulgação do balanço e declarações do presidente da estatal, Aldemir Bendine, sobre o novo direcionamento da empresa em projetos de exploração – colocando o refino em segundo plano. Também nesta sexta, a agência de classificação de risco Fitch decidiu manter a nota de crédito da empresa, apesar de revisar a perspectiva para o campo negativo. (Veja)

LEIA TAMBÉM:

Dólar fecha a semana a R$ 2,95 – menor patamar desde março

Produção de cédulas de notas de 50 reais na Casa da Moeda no Rio de Janeiro

Estoque de operações de crédito do sistema financeiro atingiu R$ 3,06 trilhões em março(Marcelo Sayão/EFE/VEJA)

Os juros do cheque especial voltaram a subir em março deste ano e atingiram 220,4% ao ano, de acordo números divulgados pelo Banco Central (BC), nessa sexta-feira. Com isso, a taxa atingiu o maior patamar desde dezembro de 1995, quando ficou em 242,2% ao ano. Em fevereiro, havia ficado em 214,2% ao ano. O cheque especial é uma das mais contratadas, apesar de mais cara modalidade de crédito.

Os números são de crédito no segmento de recursos livres, que, ao contrário do direcionado, não têm destino específico. No geral, a taxa média de juros no crédito livre subiu de 40,6% ao ano em fevereiro para 40,9% ao ano em março,

Já o spread bancário médio, também no segmento livre, caiu de 28,3 pontos porcentuais em fevereiro para 28,2 pontos em março. O spread é a diferença entre o custo desembolsado pelos bancos para captar dinheiro e o custo para quem o toma emprestado.

Entre outras linhas de crédito livre, o movimento foi de queda ou estabilidade. Para o crédito pessoal, por exemplo, a taxa total caiu de 47% em fevereiro para 46,1% em março. No caso de consignado, a taxa ficou estável em 26,8%. Em relação à aquisição de veículos para pessoas físicas, os juros passaram de 24,8% ao ano para 24,7% ao ano de um mês para outro.

Ainda de acordo com o BC, a inadimplência geral não sofreu alteração sobre fevereiro, permanecendo em 2,8% em março, também o mesmo patamar visto em janeiro. No segmento de recursos livres, a inadimplência também não muda desde o início do ano, ficando em 4,4%.

No total, estoque de operações de crédito do sistema financeiro cresceu 1,2% em março sobre fevereiro, para 3,06 trilhões de reais. No primeiro trimestre, o crédito cresceu 1,4%. Em 12 meses até março avançou 11,2%. Segundo o BC, o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) passou de 54,4% em fevereiro para 54,8% no mês passado.

Segundo a autoridade monetária, a evolução mensal refletiu a recuperação sazonal da demanda de crédito pelas empresas, em um mês que contou também com mais dias úteis. (Veja/Da redação)

LEIA MAIS:

2015 começou com 22% dos brasileiros no cheque especial​

Dívida pública sobe 3,64% em fevereiro, para R$ 2,32 trilhões

 

(Foto reprodução/Google)

Empresas investigadas repassaram R$ 930 milhões, em valores corrigidos pelo IPCA, a campanhas eleitorais em 2010 e 2014

As empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato destinaram 70% das doações que declararam à Justiça eleitoral em 2010 e 2014 a candidaturas do PT, do PSDB e do PMDB. Dos R$ 930 milhões (em valores atualizados pelo IPCA/IBGE) repassados por essas empresas, R$ 660 milhões bancaram candidatos dessas três legendas. O PT ficou com R$ 308 milhões (33%), o PSDB com R$ 189 milhões (20%) e o PMDB com R$ 162 milhões (17%).

Essas construtoras financiaram, ainda, outras 25 legendas com R$ 270 milhões. Ou seja, dos 32 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral, 28 (87%) foram financiados nas duas últimas eleições gerais por empreiteiras acusadas pelo Ministério Público Federal de integrar um cartel para desviar recursos da Petrobras, o chamado “clube do bilhão”. Apenas o Psol, o PCB, o PSTU e o PCO – legendas de esquerda e extrema-esquerda que não costumam receber doações de empresas não foram beneficiadas pelo grupo.

Só no ano passado, PT, PSDB e PMDB tiveram um auxílio de R$ 306 milhões dos grupos Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Engevix, Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Galvão Engenharia, Toyo Setal e UTC Engenharia. Dessas, só a Toyo não doou a esses três partidos em 2010. Naquele ano, além das oito construtoras citadas anteriormente, também contribuíram a IESA, a Mendes Junior e a Promon. Juntas, essas 11 empresas repassaram R$ 276 milhões (R$ 353 milhões em valores atualizados) para candidaturas petistas, tucanas e peemedebistas. O levantamento considera as quantias declaradas à Justiça eleitoral.

Leia na íntegra

LUIZA ERUNDINA NO INCOR DE SÃO PAULO

Erundina: internada

Erundina: internada

Luiza Erundina passou mal ontem à noite no aeroporto de São Paulo e está internada no Instituto do Coração de São Paulo. Segundo o hospital, em breve será divulgado um boletim médico sobre a situação de saúde de Erundina. (Veja)

Por Lauro Jardim

LEO VAI FALAR

Depoimento marcado

Depoimento marcado

Leo Pinheiro, o ex-chefão da OAS, está se preparando para um depoimento nos próximos dias 7 e 8 de maio para Sérgio Moro. São horas e mais horas de preparação nas últimas semanas. Ao contrário de outros empreiteiros, em nenhum momento Leo cogitou fazer delação premiada desde que foi preso no ano passado.

Por Lauro Jardim

19ª COORPIN. JAGUARARI/BA. Foi preso pela Polícia Civil, na data de 23.04.15, O nacional JOÃO CONCEIÇÃO SILVA, 36 anos de idade, natural de Jaguarari/BA, em cumprimento a mandado de prisão temporária, expedido pela Juíza da Comarca de Jaguarari/BA, representado pela Autoridade Policial de Jaguarari/BA, face ao mesmo ter assassinado sua ex-esposa, Marlucia Moreira da Silva, 32 anos de idade, na data de 17.04.15, dentro da residência dela, com 2 tiros de arma de fogo na cabeça da vítima. O suspeito foi até a casa da ex-esposa buscá-la para irem ao fórum providenciar os documentos do casamento da filha e dentro da casa efetuou os disparos contra sua ex-esposa.

O ex-ministro José Dirceu ao deixar a Vara de Execuções Penais, em Brasília (Foto: Joel Rodrigues/Frame/Estadão Conteúdo)

José Dirceu, ao ser liberado para prisão domiciliar (Foto: Joel Rodrigues/Frame /Estadão Conteúdo)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso resolveu deixar para o juiz de primeira instância a decisão sobre um pedido de viagem feito pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado no processo do mensalão. O pedido, enviado na semana passada à Justiça, havia sido remetido na última sexta para o STF para análise de Roberto Barroso, que é relator das execuções penais do mensalão na Corte superior.

Dirceu pretende viajar à cidade de Passa Quatro (MG), entre os dias 9 e 18 de maio a fim de visitar sua mãe, que tem 94 anos. Ele quer passar esse tempo com dona Olga Guedes e Silva, período que inclui o Dia das Mães e o aniversário dela.

Em despacho proferido nesta quinta (23), no entanto, Barroso considerou que o atual pedido, diferentemente de outros realizados anteriormente, insere-se em “questões de rotina da execução penal”.

“Sempre que juiz e Ministério Público estiverem em sintonia, não deverão ser submetidas a este relator. A hipótese inversa, ou seja, divergência entre juiz e órgão acusatório, é que justifica o seu encaminhamento para a análise desta Corte”, afirmou no despacho.

O pedido foi feito originalmente ao juiz Germano Oliveira Henrique de Holanda, da Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que não decidiu e encaminhou o caso para o ministro na última sexta (17). Consultado, o Ministério Público já se manifestou favoravelmente à viagem.

Atualmente, Dirceu cumpre pena em regime de prisão domiciliar, em Brasília.

 Em dezembro do ano passado, Barroso chegou a suspender uma viagem de Dirceu de Brasília a São Paulo autorizada pela Justiça do DF. Na época, ele justificou o pedido dizendo que iria cuidar de assuntos administrativos de sua empresa, na capital paulista. Na época, o ministro disse que tal autorização só poderia ser dada pelo STF, obrigando Dirceu a retornar à capital federal no meio da viagem.
Condenado a 7 anos e 11 meses no julgamento do mensalão do PT, Dirceu cumpre atualmente sua pena em prisão domiciliar, em Brasília. A Lei de Execução Penal permite que mesmo presos em regime semiaberto (que apenas dormem na cadeia) tenham uma saída temporária, sob autorização judicial, para visitar a família. (G1)

A Asus anuncia que o ZenFone 2, nova geração da família ZenFone, será lançado no Brasil no início do segundo semestre de 2015. O País será o primeiro mercado da América Latina a receber o novo smartphone, anunciado na Consumer Electronics Show (CES) 2015, em janeiro.

Com um novo design ergonômico, o Zenfone 2 possui tela IPS Full HD de 5.5 polegadas com tecnologia Corning Gorilla Glass 3, câmeras PixelMaster de 13 MP (traseira) e 5 MP (frontal). Seu desempenho conta com processador Intel Atom de 64-Bit acompanhado por 4 GB de RAM em sua versão topo de linha, além de conectividade 4G/LTE.

De acordo com a Asus, os usuários irão gastar menos tempo recarregando e mais tempo usando o ZenFone 2 graças à sua bateria de alta capacidade de 3.000 mAh, que oferece mais de um dia inteiro de uso em uma única carga.

O ZenFone 2 traz novidades estéticas, incluindo um corpo curvo que termina em bordas de 3,9 mm de espessura. A curvatura, segundo a Asus, oferece conforto excepcional e segurança no manuseio. Além disso, os botões de volume montados na traseira do aparelho trazem mais conveniência, já que estão idealmente posicionados ao alcance do dedo indicador do usuário.

O smartphone será disponibilizado em cinco cores, sendo elas preta, dourada, prata, vermelha e branca. O Zenfone 2 será totalmente produzido no Brasil, em versões com 2 ou 4 GB de RAM. Outros detalhes de configuração, bem como o preço ao consumidor e data de comercialização, ainda serão definidos. (Tribuna da Bahia)

SALVADOR PODE GANHAR MICARETA

Para os que seguem a máxima “atrás do trio elétrico, só não vai quem já morreu”, uma notícia vai alegrar a vida folião. É que Salvador pode ganhar, no mês de outubro, uma micareta na Orla da cidade, algo parecido com o que foi o Farol Folia, realizado entre 1998 e 2003. Além disso, há a expectativa de que seja realizada, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), mas em data ainda não definida, uma festa fechada reunindo grandes artistas da axé music.

“Na última quarta-feira, tive a informação da realização de dois carnavais temporais. Um deles com a utilização do espaço do CAB, em um local segregado, em que Carlinhos Brown estaria propenso a organizar, uma festa indoor, fechada. Isso demonstra a importância do Carnaval, que é a maior festa popular da Bahia e do Brasil”, destacou o vereador do PT, Armando Lessa, presidente da Comissão Especial do Carnaval, em entrevista antes da audiência pública que discutiu o planejamento da festa, em Salvador.

De acordo com a Bahiatursa, a micareta deve ser realizada aproveitando o feriado do dia 12 de outubro, Nossa Senhora Aparecida, que cai em uma segunda-feira. Além disso, a intenção é do órgão é de revitalizar o formato de micaretas a partir de Salvador e no interior da Bahia, em municípios como Feira de Santana, Alagoinhas e Jacobina. No máximo em 15 dias, a Associação Brasileira de Entretenimento na Bahia (Abre), que está a frente do projeto, deve apresentar a proposta, tanto para a Bahiatursa, quanto para a Prefeitura.

“Apesar de já termos o carnaval, não tínhamos uma micareta e gente queria aproveitar esse contexto que já acontece em capitais como Natal e Fortaleza. Acho que o projeto tem toda a viabilidade de acontecer, mas não seria no CAB, e sim na Orla de Salvador, do Aeroclube ao Jardim de Alah. A associação está em diálogo com a Prefeitura para ver a viabilidade técnica da localização. Mas, se não puder ser lá, temos outros locais como o Parque de Exposições em que a gente pode fazer esse intermédio junto ao governo”, destacou Diogo Medrado, superintendente do órgão.

Com relação ao Carnaval indoor que seria realizado por Carlinhos Brown, Medrado informou não ter mais informações sobre o assunto, mas apontou que a micareta poderia fazer parte do calendário de festas populares da cidade. “Outras cidades já trabalham com esse formato de terem as duas festas e acho que Salvador não poderia ficar de fora, afinal aqui nasceram a maioria das estrelas da música. Por isso, temos que encampar ainda mais esse projeto”, pontuou. (Tribuna da Bahia)

 

Gularte está no corredor da morte e pode estar entre os prisioneiros a serem executados na Indonésia  (Foto: BBC)

Gularte está no corredor da morte e pode estar entre os prisioneiros a serem executados na Indonésia 

Em meio a convocação pela Indonésia de representantes das embaixadas cujos cidadãos estão no corredor da morte para uma reunião no sábado (25) na prisão de Nusakambangan, em Cilacap, a 400km de Jakarta, a defesa do paranaenese Rodrigo Muxfeldt Gularte entrará com novo recurso para contestar a condenação.

O grupo de dez prisioneiros condenados à morte por tráfico de drogas, inclui também cidadãos da Austrália, Filipinas, França, Gana e Nigéria.

A convocação pode ser indicativa de que as execuções dos presos, por fuzilamento, pode estar próxima, mas nenhuma data ou lista de nomes foi anunciada.

Presos e representantes devem ser avisados com 72 horas de antecedência e este anúncio poderá ser feito no encontro de sábado.

Gularte, de 42 anos, foi preso em julho de 2004 após tentar entrar na Indonésia com 6kg de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Ele foi condenado à morte em 2005.

O paranaense foi diagnosticado com esquizofrenia e a defesa ainda tenta reverter a possível execução devido sua condição médica.

Uma equipe médica avaliou Gularte na prisão em março à pedido da Procuradoria Geral indonésia, mas o resultado deste laudo não foi divulgado.

“Estamos angustiados e chocados”, disse por telefone à BBC Brasil Ricky Gunawan, advogado da equipe que defende Gularte, ao comentar a convocação das autoridades indonésias.

“Pedimos por diversas vezes que o resultado do laudo fosse divulgado, mas não tivemos nenhuma explicação ou resposta. É direito da família e da embaixada ter acesso a esse laudo”.

Confira na íntegra

(Foto reprodução/Google)

O governo da Itália autorizou a extradição do ex-diretor de marketing do BB Henrique Pizzolato para o Brasil, segundo informou o Ministério Público nesta sexta-feira (24). As autoridades brasileiras ainda não receberam oficialmente o comunicado da Itália.

Pizzolato, que tem cidadania italiana, foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão no julgamento do mensalão do PT, pelos crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. Em 2013, quando foi expedido o mandado de prisão, fugiu para a Itália.

Após ele ser preso pela polícia local em Maranello, em 2014, o governo brasileiro entrou na Justiça italiana com pedido de extradição. O pedido foi negado pela Corte do Bolonha. A PGR, no entanto, entrou com recurso, que foi acatado pela Corte de Cassação de Roma em fevereiro deste ano. Desde então, faltava a palavra final do governo italiano para decidir se Pizzolato cumpriria ou não a pena no Brasil.

Uma das alegações da defesa de Pizzolato era de que os presídios brasileiros não possuem condições de garantir a proteção dos direitos humanos dos presos. Esse foi um dos argumentos que pesaram na decisão de primeira instância, na Corte de Bolonha, que negou o pedido brasileiro.

Após a primeira negativa, a Procuradoria-Geral da República entrou com recurso na Justiça italiana e o caso foi parar na Corte de Cassação de Roma, que decidiu pela extradição. O governo brasileiro apresentou justificativas de que os presídios do país poderiam receber o ex-diretor de marketing, e citou como exemplo a penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

Entre o julgamento de Bolonha e o de Roma Pizzolato esteve em liberdade. Desde fevereiro, no entanto, ele aguardava preso a decisão final do governo italiano. (G1)

Elton e Danilo: dupla seguia ordens vindas de presídio para ataques (Foto: Polícia Civil)

Integrantes de uma quadrilha responsável por 14 arrombamentos a terminais bancários de autoatendimento no estado, Elton Vanderlei Fiúza Santos, 31 anos, e Danilo Souza dos Santos, 28, foram apresentados ontem pela Polícia Civil. A dupla atuava no preparo do explosivo para detoná-lo sem destruir o dinheiro.

Cada membro do bando, formado por 26 criminosos, exercia uma função, segundo o delegado Jorge Figueiredo, diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Sete deles são de São Paulo e eram responsáveis pela aquisição e manuseio de armas longas. O restante se divide em grupos que cuidam da locação ou roubo e condução dos veículos, do levantamento dos alvos e rotas de fuga.

Danilo e Elton foram presos na Ilha de Itaparica. Segundo Figueiredo, as ordens para executar os arrombamentos vêm do Presídio Salvador. Parte da quadrilha está com a prisão decretada pela Justiça. Os ataques ocorreram entre 5 de abril de 2014 e 10 de março deste ano, em Salvador, Região Metropolitana e interior. (Correio da Bahia)

 PSDB: ataques nas redes

PSDB: ataques nas redes

A pressão de lobistas do Confederação Nacional da Indústria e da Confederação Nacional da Agricultura sobre a bancada tucana na Câmara dos Deputados fez a diferença. Os deputados do PSDB mudaram de posição no projeto da terceirização e voltaram a defender a extensão da terceirização também para as atividades fins.

A patrulha nas redes sociais sobre os tucanos que votaram pela terceirização continua forte, a exemplo do que vem ocorrendo com Eduardo Cunha e Paulinho da Força Sindical (leia maisaqui).Disse um internauta na página de Bruno Covas:

- Muito obrigado por ter ajudado a acabar com a CLT, jogando milhões de trabalhadores na precariedade. Seu avô deve estar muito orgulhoso. (Veja)

Por Lauro Jardim

 

 

Joaquim Levy durante audiência pública de Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, em Brasília - 31/03/2015

Joaquim Levy durante audiência pública de Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, em Brasília – 31/03/2015(Ueslei Marcelino/Reuters)

O governo Dilma Rousseff pretende usar dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para financiar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para socorrer o banco de fomento, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que cuida pessoalmente da operação, pretende levantar R$ 10 bilhões para reforçar o caixa da instituição, e parte desse valor viria do fundo destinado aos trabalhadores. A informação foi publicada nesta sexta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Levy pertence ao conselho de administração do BNDES e tem conduzido a operação a lado do presidente da instituição, Luciano Coutinho. Ambos têm buscado nos último dias integrantes do comitê de investimentos do FGTS (FI-FGTS) para defender o aporte do fundo a banco.

A intenção do ministro é achar uma alternativa ao repasse de verbas do Tesouro Nacional ao BNDES por considerar o banco essencial para colocar dinheiro no mercado diante da falta de crédito privado no país.

Em 2008, mesmo ano e que os repasses do Tesouro ao BNDES começaram, o FGTS já havia contribuído para reforçar o caixa do banco, com R$ 7 bilhões em debêntures (títulos da dívida de longo prazo). Atualmente, segundo o jornal, a dívida do BNDES com o fundo está em R$ 4,7 bilhões, ou 15% do patrimônio líquido do FI-FGTS.

De acordo com o Estadão, membros do comitê que decide os aportes do fundo criticam a proposta. “O Tesouro não pode mais fazer isso e agora quer colocar na conta dos trabalhadores?”, afirmou um deles, sob anonimato.

O FI-FGTS teve no ano passado mais de R$ 10 bilhões para investir em projetos de infraestrutura.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo sobre a mesma operação, o BNDES já solicitou à Caixa Econômica Federal, que administra o fundo, a análise do financiamento.

A operação deve ser apresentada na próxima quarta-feira ao comitê de investimento do FI-FGTS, que conta com representantes do governo, dos trabalhadores e dos empresários. (Veja/Da redação)

Rosane Collor faz revelações a Reinaldo Gottino

Em uma entrevista reveladora, Rosane Collor contou a Reinaldo Gottino, apresentador do “Balanço Geral”, da Record, detalhes sobre a vida ao lado do presidente Fernando Collor de Mello.

Na matéria, exibida nesta quinta-feira (23.04), ela garante que, depois de 22 anos com Collor, saiu do casamento sem nada, passou por várias humilhações e enfrentou um aborto após se submeter a um tratamento de fertilização assistida com Roger Abdelmassih.

Além disso, ela revela rituais de magia negra que fizeram parte da vida do casal, inclusive contra Silvio Santos. Leia trechos do bate papo abaixo:

“Logo depois que me casei, ele (Fernando Collor de Mello) resolveu me levar para um pai de santo. Quando casei com ele, ele disse que era proteção. Ele dizia: ‘não se preocupe, não é nada para prejudicar’. Com o tempo, pelo menos uma vez por mês, ele fazia uns trabalhos. Até a época do governo de Alagoas, era muito pouco. Aí, depois, ele começou a acreditar em uma mãe de santo e começou a fazer trabalhos. Eu não gostava, me sentia mal. No começo, era matança de galinhas, coisas pequenas. Depois, começamos a ir a Arapiraca, e os trabalhos eram com animais pesados”.

Confira na íntegra

Eduardo Cunha e Renan Calheiros

BATALHA – Eduardo Cunha e Renan Calheiros se opõem sobre terceirização

De tão recorrentes, as divisões no PMDB ensejam uma irônica pergunta quando se fala no partido: “Qual PMDB?”. Sem fugir ao retrospecto, o partido trava uma nova batalha, agora em torno do texto que regulamenta a terceirização. Mais uma vez, a richa opõe as bancadas da sigla na Câmara e no Senado. Mas a disputa agora promete agitar o Congresso: fortalecidos pelo vácuo de poder em Brasília, em meio à crise política que atravessa o governo Dilma Rousseff, os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), e do Senado, Renan Calheiros (AL) protagonizam uma guerra em torno do texto.

O projeto foi aprovado pela Câmara na noite de quarta-feira, após um esforço pessoal de Cunha. Mas, no Senado, a ordem de Renan é colocar o pé no freio. O presidente do Senado não poupou críticas ao texto, que estende para todas as atividades a possibilidade de terceirização da mão de obra. Segundo ele, a medida é um “retrocesso”. “É fundamental regularizar os terceirizados, temos no Brasil 12 milhões. Mas não podemos regulamentar, sob hipótese nenhuma, a atividade-fim. É uma involução, um retrocesso. Significa revogar os direitos e garantias individuais e coletivos”, disse nesta quinta-feira. Calheiros promete uma votação “sem pressa” e com uma distribuição correta nas comissões. “O que não vamos permitir é pedalada contra o trabalhador. Não podemos permitir uma discussão apressada que revogue a CLT”, disse.

Confira na íntegra

Remédio é extraído da maconha (Foto: Reprodução / TV TEM)

Remédio é extraído da maconha (Foto: Reprodução / TV TEM)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) lançou nova norma que simplifica a importação de produtos à base de canabidiol por pacientes brasileiros.

A Diretoria Colegiada do órgão aprovou resolução específica sobre o tema nesta quarta-feira (22).

A norma identifica cinco marcas de produtos que já são adquiridos pelos pacientes no Brasil e que representam cerca de 95% das importações já realizadas.

Para os medicamentos da lista, será dispensada análise da área técnica da Anvisa, de modo que os pedidos apresentados à Anvisa seguirão direto para a área que concede a autorização de importação, reduzindo os prazos para liberação.

O canabidiol é uma substância química encontrada na maconha e que, segundo estudos científicos, tem utilidade médica para tratar diversas doenças, entre elas, neurológicas. Em janeiro, a Anvisa a reclassificou como substância controlada — antes, era proibida.

De acordo com o órgão, o cadastro que autoriza os pacientes a importarem esses produtos poderá ser renovado a cada ano com a apresentação de uma nova receita médica e de um laudo médico que aponte a necessidade de o paciente continuar utilizando o canabidiol.

A resolução aprovada também permite que associações de pacientes façam a intermediação das importações, o que pode reduzir os custos da aquisição e transporte.

A agência informou que já recebeu 696 pedidos de autorização para importação excepcional de produtos à base de canabidiol desde abril de 2014, e que 621 foram concedidos. (G1)

(Foto reprodução/Google)

Por Matheus Leitão

No início de janeiro, o Ministério Público Federal informou ter assegurado a recuperação de pelo menos R$ 500 milhões desviados da Petrobras por investigados na Operação Lava Jato.

Todavia, investigadores ligados ao caso disseram ao blog que a expectativa hoje é bem maior em relação a reaquisição dos valores desviados no esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que movimentou cerca de R$ 10 bilhões.

Existem valores bloqueados em diversos países que poderão ser repatriados e que já superam os R$ 500 milhões previstos anteriormente. No entanto, esses valores não estão em acordos de delação, segundo informou este investigador do caso.

Por não fazer parte de delação, esse dinheiro será alvo de um processo bem mais demorado e rumoroso. Nestes casos, o valor desviado só é devolvido após o último recurso, com o caso transitado em julgado em último grau.

Já nos acordos de delação premiada o dinheiro é devolvido imediatamente. A Lava Jato já recuperou para os cofres públicos algo em torno de R$ 180 milhões.

O dinheiro veio após as delações de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de abastecimento da Petrobras, e Pedro Barusco, ex-gerente de serviços da estatal. (G1)

Com 190kg, americana se casa por causa da barriga e faz sucesso na internet como modelo.

Uma americana de 190 kg tem utilizado sua barriga de 2,4 metros de circunferência para encantar homens de todo o mundo, incluindo seu marido. De acordo com o site ‘Daily Mail’, Gayla Neufeld, 52 anos, lutou contra a obesidade durante muito tempo e sofreu bullying durante toda a infância.

Hoje, a americana se aceita e faz sucesso na internet ao exibir seu corpo diante de uma câmera na internet. Assinantes do seu canal pagam para ver a “Belly Goddess” (Deusa da Barriga, em português). “Eu permiti que o mundo ditasse como eu deveria ser. Após ter uma imagem positiva do meu corpo, eu me fortaleci para ser como sou e curtir a vida”, disse Gayla.

Gayla chegou a se casar aos 19 anos, mas o marido pediu divórcio a medida que a americana continuou engordando. “Quando eu estava crescendo eu costumava ter vergonha da minha barriga, mas agora eu tenho vários seguidores que realmente gostam disso”, revelou em entrevista ao jornal britânico.

Anos depois, a americana resolveu se juntar a um fórum da internet que fala sobre obesidade, ‘Bulge Chat’. Foi lá que Gayla descobriu que diversos homens são atraídos por mulheres superobesas. “Eles me dizem que minha barriga é perfeita, que ela não é desfigurada ou assustadora e que eles amam o formato porque é uma barriga única”, acrescentou.

Leia na íntegra/Confira fotos

(Foto reprodução/Google)

Por Matheus Leitão

O Ministério Público Federal conseguiu bloquear aproximadamente R$ 1,4 milhão no exterior que estavam em contas de parentes de Nestor Cerveró, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras acusado de envolvimento nos crimes investigados pela Operação Lava Jato.

O Blog obteve a informação de que um país estrangeiro confirmou nesta semana o bloqueio de 305,9 mil libras esterlinas, o que na cotação desta quarta-feira (22) era pouco menos de R$ 1,4 milhão. A suspeita é de que o dinheiro seja fruto de desvios da estatal.

Segundo um procurador ligado ao caso, o MP descobriu que a esposa de Cerveró fez transferências internacionais — do Brasil para o exterior — para uma conta no nome da irmã e de um cunhado.

A suspeita do investigador é de que a conta fosse encerrada em breve, motivando, assim, o pedido de bloqueio até que sejam dissipadas as dúvidas sobre a origem do dinheiro.

O Ministério Público Federal não dará outras informações sobre o caso até que as investigações sejam concluídas.

O ex-diretor da Área Internacional da Petrobras é acusado de receber mais de US$ 40 milhões em propinas no esquema revelado pela Lava Jato.

Réu em duas ações penais, ele é também investigado pelo MPF do Rio de Janeiro no caso relacionado à compra da refinaria de Pasadena, no Texas.

Procurado pelo blog, o advogado de Cerveró, Edson Ribeiro, informou que ainda não tinha sido informado sobre o bloqueio e, por isso, não poderia comentá-lo. “Só quando for oficial”, disse.  (G1)

PROCONS CONTRA BLOQUEIO

Celular: proibido na reunião

Internet no celular: bloqueio deve ser comunicado

Cerca de 700 Procons de todo o país fazem hoje uma mobilização contra o bloqueio de internet nos celulares após o uso dos limites contratados. Em vez de reduzir as velocidades, as operadoras têm cortado o acesso.

A Secretaria Nacional do Consumidor já notificou Claro, Oi, Vivo e Tim sobre isso, criticando a mudança abrupta na regra, sem que isso tenha sido comunicado da forma adequada. (Veja)

Por Lauro Jardim

(Foto reprodução/Google)

Após três meses seguidos de demissões, a economia brasileira voltou a contratar em março. De acordo com informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas pelo Ministério do Trabalho nesta quinta-feira (23), o país abriu 19.282 vagas de emprego formal no mês passado.

Em dezembro de 2014, o país registrou o fechamento de 555.508 empregos com carteira assinada. Em janeiro e fevereiro deste ano, respectivamente, as demissões superaram as contratações em 81.774 e 2.415 vagas formais. Estes números foram considerados sem ajuste para declarações fora do prazo.

Além de ser a primeira criação de empregos com carteira assinada em quatro meses, o valor do mês passado também superou março de 2014 – quando foram criadas 13.117 vagas de trabalho. O crescimento, no número de empregos criados, foi de 47% nesta comparação.

” O Caged mostra uma recuperação em março. Em janeiro, houve redução na geração de postos de trabalho e em fevereiro tivemos uma estagnação. Temos agora no mês de março um aumento de empregos representando 19 mil postos de trabalho, superior à do ano passado no mesmo mês. Começamos uma recuperação e abril será melhor do que março”, disse o ministro do Trabalho, Manoel Dias.

Leia na íntegra

Caminhoneiros fazem paralisação após reunião sem acordo

Caminhoneiros fazem paralisação após reunião sem acordo

O Palácio do Planalto está preocupado com a movimentação dos caminhoneiros que prometem, mais uma vez, parar as estradas do país, mas avisa que “o governo foi ao limite da negociação”. A sala de situação que funcionou durante a greve passada da categoria, no Ministério da Justiça, foi reativada e os ministros estão fazendo acompanhamento do movimento. O governo avisa, no entanto, que não vai aceitar que estradas sejam fechadas no país, prejudicando o abastecimento das cidades e o direito de ir e vir de quem quer trabalhar, como aconteceu em fevereiro em março.

Caso isso aconteça, a Advocacia-Geral da União (AGU) vai usar as liminares obtidas naquele período, que estão em vigor, para liberar as rodovias. A AGU informou ainda que, se for necessário, novas ações serão ajuizadas para liberação de rodovias federais que venham sofrer bloqueios.

“Eventuais bloqueios serão desfeitos pela polícia. Seremos rigorosos. As forças policiais estão operando por meio do diálogo, informando os trabalhadores da ilegalidade de qualquer bloqueio e ao mesmo tempo exercendo poder de polícia”, declarou o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto. A princípio, há registro de ocorrências no Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso e Minas Gerais. “O governo respeita o direito de manifestação, mas vai assegurar que as estradas estejam desimpedidas para quem quiser trabalhar”, avisou o ministro, que avalia, no entanto, que “são manifestações pequenas e há um apoio grande da categoria às nossas iniciativas”.

Leia na íntegra

(Foto: TV Vitória/Reprodução)

A empregada doméstica Almerinda Ferreira Suim, 36 anos, foi assassinada a pedradas diante da filha de 13 anos em Vila Velha, no Espírito Santo. Segundo a polícia, o crime foi cometido pelo ex-marido na terça-feira, no bairro Terra Vermelha II.

Almerinda e o pedreiro Daniel Lopes de Souza, 42 anos, estavam separados há quatro meses. Eles deixaram de viver juntos depois de um caso de agressão do marido à mulher que o levou a prisão. Desde então, Almerinda tinha uma medida protetiva de segurança contra Daniel.

Quando o pedreiro saiu da prisão, ele não procurou a ex-mulher, mas na noite da terça ficou esperando Almerinda sair da chácara onde trabalhava, a cerca de 100 m de casa. A doméstica saiu com a filha por volta das 19h. Ela foi então esganada e atacada a pedradas.

A filha gritou e implorou que o pai não atacasse a mãe, mas ele continuou as agressões e esmagou a cabeça de Almerinda com uma pedra de 10 kg.

Almerinda era mãe de outros três filhos. Daniel fugiu depois de matar a ex-mulher, mas foi preso na manhã desta quinta-feira. Ele foi ouvido e confessou o crime à Polícia Civil. (Correio da Bahia)

MINISTRO DO STF MANTÉM PEDRO CORRÊA NA CADEIA

Pedro Corrêa

Decisão do Ministro Teori Zavascki mantém Pedro Corrêa preso(Alan Marques/Folhapress/VEJA)

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quinta-feira concessão de liminar à defesa do ex-deputado Pedro Corrêa para anular o pedido de prisão preventiva do ex-parlamentar. Corrêa está na carceragem da Polícia Federal em Curitiba desde 11 de abril. Alvo da 11ª etapa da Operação Lava Jato, ele teve prisão preventiva decretada pelo juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos sobre o escândalo do petrolão na primeira instância.

A defesa de Corrêa alegou que Moro violou uma competência do STF, já que as acusações contra o ex-parlamentar estão no Supremo. Zavascki negou a concessão da liminar destacando que ainda não é possível constatar, de imediato, se os fatos apurados no âmbito do STF e no da Justiça Federal no Paraná são os mesmos.

Em acordo de delação premiada, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa citou Corrêa como beneficiário de propina. Condenado no julgamento do mensalão por ter recebido dinheiro em troca de apoio político do PP ao governo Lula, no escândalo do petrolão o ex-deputado embolsou 5,3 milhões de reais em suborno para despesas de campanha em 2010.

Embora o PP seja apontado como um dos principais partidos que atuavam no esquema de corrupção na Petrobras, o alto valor da propina paga ao ex-congressista chamou atenção até do ex-diretor da estatal. “[Era] um repasse extraordinário, pois não era comum que um único parlamentar do PP recebesse uma quantia dessa monta do caixa de propinas do PP”, disse Costa.​ (Veja)

Desde esta quarta, agentes de trânsito de Salvador deixaram de usar talões de multa

Surpresa e reclamações marcaram o primeiro dia de utilização de adesivos para autuar infrações de trânsito pela Transalvador.  A modalidade foi criada para reduzir os gastos com os talonários e informar ao motorista, de forma educativa,  que a infração foi vista e punida por um agente de trânsito.

O agente de trânsito Ricardo Fadigas, 54,  foi o responsável pelas autuações na região do Comércio e confessa que teve um dia cheio. “Só hoje eu multei 15 motoristas. A infração mais comum foi o estacionamento em local proibido. Por ser um local com muitos estabelecimentos comerciais, os motoristas abusam da fila dupla”, disse.

Foi justamente  estacionar em fila dupla que rendeu uma multa ao condutor flagrado nesta quarta-feira, 22, por A TARDE.  “Sempre estacionei aqui para pegar uma pessoa e nunca fui multado. Faltou divulgação sobre essa novidade adotada pela Transalvador”, afirmou o motorista, que não quis de identificar. “Estava dentro do carro, o guarda podia me avisar antes de multar”, opinou.

Em nota, a Transalvador informou que é natural que as pessoas ainda não tenham conhecimento da medida que foi adotada nesta quarta e está em fase de implantação. Mas destacou que o órgão faz uma “ampla divulgação”  nos meios de comunicação.

A operação é simples:  ao avistar o motorista infrator, o agente de trânsito registra a placa do carro num programa instalado no aparelho celular que fornece dados sobre o veículo. A partir daí, ele preenche ficha com dados sobre onde ocorreu a infração. Depois, o  agente cola o adesivo no vidro do condutor, que tomará conhecimento de que foi autuado ao retornar ao veículo. (A Tarde)

Adesivo no vidro substitui talão de multa de trânsito

 

MEU GURU Antonio Palocci aproximou Nelson Barbosa de Lula e o recolocou no jogo da economia (Foto: Wilson Pedrosa/Estadão Conteúdo)

Antonio Palocci: requerimento na CPI da Petrobras pede quebra de sigilos (Foto: Wilson Pedrosa/Estadão Conteúdo)

A deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) protocolou, na CPI da Petrobras, pedido de quebras dos sigilos fiscal bancário e telefônico do ex-ministro da Fazenda e da Casa CivilAntonio Palocci. Eliziane baseou seu pedido em depoimento do ex-diretor da PetrobrasPaulo Roberto Costa, no acordo de delação premiada, no qual afirma que Palocci solicitara ao doleiro Alberto Youssef R$ 2 milhões para a campanha da então candidata à presidência da República Dilma Rousseff, em 2010. Palocci nega ter feito esse pedido.

No começo de abril, já havia sido protocolado na CPI pedido para que Palocci preste depoimento. (Época)

« Artigos Anteriores  Próxima Página »

Últimos Posts

    Últimos Comentários

      Mais Comentados