O reajuste médio da conta de luz já chega a 17,63% neste ano, maior do que o estimado pelo Banco Central (BC) em seu último Relatório Trimestral de Inflação, divulgado em setembro, que previa aumento de 16,8%. O preço médio, porém, pode subir mais até o fim do ano, consumidoras (famílias, comércio e indústrias) já tiveram suas contas reajustadas neste ano, sendo que a tarifa média para grandes consumidores (indústria, por exemplo) subiu 18,20%, enquanto pequenas unidades, como residências, teve aumento médio de 17,41%.

Na terça-feira, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a elevação de 22,43% em média das contas dos consumidores da porque ainda faltam oito distribuidoras, de um total de 56 no país, reajustarem suas tarifas. No total, 68,7 milhões de unidades CPFL Piratininga, que atende 1,6 milhão de unidades consumidoras em Santos, Sorocaba, Jundiaí e outros 24 municípios do litoral e do interior de São Paulo.

Outras 1,7 milhão de unidades consumidoras de 28 municípios do Estado de São Paulo (regiões de Alto do Tietê e Vale do Paraíba) também terão suas tarifas de luz acrescidas em 21,93% em média. Elas são atendidas pela companhia Bandeirante Energia.

Por fim, também foi aprovado na terça o reajuste de 13,69% da DME Distribuição, que fornece energia para 70 mil pessoas em Poços de Caldas (MG).

Ainda passarão pelo processo de reajuste tarifário neste ano as distribuidoras Light, Boa Vista Energia, Amazonas Energia, Companhia Energética de Roraima (CERR), Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron), Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre) e Companhia Sul Sergipana de Eletricidade (Sulgipe). (Veja/Com Estadão Conteúdo)

 

Funcionária do Banco do Nordeste usou e-mail institucional a favor do PT

Funcionária do Banco do Nordeste usou e-mail institucional a favor do PT (Divulgação/VEJA)

Uma secretária do Banco do Nordeste, instituição pública ligada ao Ministério da Fazenda, usou seu e-mail institucional para pedir votos para Dilma Rousseff (PT). Maria Ronilda de Oliveira enviou mensagens para outros funcionários convocando um protesto na entrada do banco a favor das empresas estatais e da reeleição da presidente. “Com faixas, bandeiras e muita gente vestida de vermelho”, escreveu, segundo reprodução do e-mail publicada no blog de Mansueto Almeida, assessor econômico da campanha de Aécio Neves.

A direção do banco foi procurada pelo jornal O Estado de S. Paulo a quem endereçou uma nota afirmando que havia notificado a funcionária na tarde desta terça-feira. Sem mencionar punições, a nota informou que o e-mail usado pelos funcionários deve ser usado apenas para fins institucionais.

No e-mail, Maria Ronilda também avisou que dois funcionários iriam distribuir adesivos para carros na entrada do banco. A legislação eleitoral proíbe que funcionários públicos usem a máquina do Estado para fins eleitoreiros.  (Veja)

(Com Estadão Conteúdo)

De 4 a 8 de novembro acontece o Super Feirão Limpa Nome da Serasa, nas modalidades presencial, apenas em São Paulo, e online, para todo o Brasil. A iniciativa tem por objetivo oferecer condições personalizadas de pagamento e descontos especiais aos consumidores inadimplentes.

Segundo informações da Serasa Consumidor, braço da Serasa Experian, os descontos das edições anteriores chegaram a 95%. Durante o período do Super Feirão, os consumidores que desejam quitar suas dívidas podem fazer a renegocaição das mesmas através do site Limpa Nome Online. A ferramenta está disponível também nos outros dias do ano.

Como usar
Ao acessar o site pela primeira vez o consumidor deve realizar um cadastro. Após essa etapa ele será encaminhado a uma página onde são listadas todas as empresas com as quais ele possui alguma dívida pendente e que constam na base de dados da Serasa.

Depois de escolher e clicar no nome da empresa desejada, surge uma página apresentando as dívidas que o consumidor possui em aberto e os canais de atendimento disponíveis (telefones, e-mail, chat). A partir daí, o consumidor pode entrar em contato diretamente com as empresas para negociar possíveis descontos na dívida, com condições de pagamento diferenciadas. Em alguns casos, é possível que o boleto já esteja disponível, a partir de uma proposta feita pela própria empresa. ( A Tarde)

Moradores contam que grupo roubou um carro, e foi perseguido pela polícia militar
(Foto: Leitor/Whatsapp Correio24horas)

Quatro homens morreram após trocar tiros com a Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (22), no bairro de Sussuarana, em Salvador. A situação aconteceu por volta das 7h30, na avenida Ulysses Guimarães, em frente ao centro espírita Casa do Caminho. Moradores da região relataram que o grupo foi perseguido pela polícia após tomarem um carro de assalto no local.

O carro roubado durante a ação é uma HB20 de cor branca. De acordo com um morador do bairro, que preferiu não se identificar, a avenida estava congestionada no momento do tiroteio. “Foram mais de 30 tiros. Eu estava no ponto de ônibus, esperando o carro da empresa em que eu trabalho passar, quando ouvi tudo e vi o povo sair correndo”, contou o rapaz aoCorreio24horas.

“Eles roubaram um carro lá em Nova Sussuarana, e a polícia estava fazendo ronda atrás deles. Quando encontraram e saíram atrás, o grupo tentou fugir, mas perdeu o controle do veículo e bateu em um poste”", disse o morador do bairro. “Os quatro já saíram atirando, e a polícia revidou. Quando cheguei perto do carro vi que três estavam mortos, e um quarto estava agonizando”, relatou.

As informações foram confirmadas pelo comandante da 48ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sussuarana), José Luiz. “Eles tomaram o veículo de assalto no local, foram perseguidos por uma viatura e trocaram tiros com a polícia”, disse o comandante para o Correio24horas. ”Os quatro ficaram feridos, e foram socorridos para o Hospital Roberto Santos”.

A Polícia Civil também confirmou que pelo menos um dos envolvidos foi socorrido para o Hospital Roberto Santos. Ele já estava morto ao dar entrada na unidade. Os quatro homens ainda não foram identificados. Os corpos deles serão encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Salvador.  (Correio da Bahia)

debate-ch.jpg

Se a eleição fosse hoje, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, teria 53,2% dos votos válidos no segundo turno, segundo pesquisa do Instituto Veritá divulgada nesta terça-feira (21). Dilma Rousseff, do PT, aparece com 46,8%.

Se for considerada a votação total, com brancos e nulos, Aécio tem 47% das intenções. Dilma aparece com 41,4%. Os indecisos somam 7,8% e outros 3,7% votariam em branco ou nulo.

A margem de erro da pesquisa, encomendada pelo jornal Hoje em Dia, do grupo Record, é de 1,4 ponto percentual para mais ou para menos.

O levantamento do Instituto Veritá foi realizado entre os dias 17 de outubro e 20 de outubro. Foram ouvidos 7.700 eleitores em 213 cidades de todos os Estados brasileiros.

Ainda segundo essa pesquisa, o índice de rejeição da presidenta Dilma é maior que o de Aécio. O levantamento apontou que 46,1% dos eleitores não votariam na petista de jeito nenhum, enquanto 39,1% afirmam o mesmo sobre o tucano. (Isto é)

Leia na íntegra

(Foto divulgação)

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (22) mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) numericamente à frente do candidato do PSDB, Aécio Neves, mas em situação de empate técnico. Em votos válidos, Dilma manteve os 52% do levantamento divulgado na segunda-feira, 20, e Aécio, 48%.

Em votos totais, Dilma oscilou de 46% para 47% e Aécio manteve 43%. Brancos e nulos oscilaram de 5% para 6% e indecisos foram de 6% para 4%. A pesquisa mostra também que 82% dos eleitores de Dilma acreditam que ela será reeleita no domingo.

No grupo dos que votam em Aécio, 78% acham que o vencedor do pleito será ele. A pesquisa Datafolha, contratada pelo jornal Folha de S. Paulo, ouviu 4.355 eleitores nesta terça-feira, 21, em 256 municípios de todo o País.

A margem de erro é de dois pontos porcentuais e o nível de confiança, de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro prevista. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01160/2014. (Correio da Bahia)

ABRAÇO NA PETROBRAS

Pegando leve

O Aezão voltou

Aliados de Aécio Neves estão articulando um abraço em prédios da Petrobras espalhados por todo o Brasil. No Rio de Janeiro, a turma do Aezão fará um gesto simbólico em frente à sede da empresa, no Centro.

Dias antes do primeiro turno, Lula fez uma espécie de comício em frente à estatal. (Veja)

Por Lauro Jardim

 

O SOBE-DESCE DA BOVESPA NO DIA 27

dilma

Dilma: ela sobe, a bolsa cai

Aposta do sistema financeiro para a Bovespa na segunda-feira pós-eleição. Se der Dilma Rousseff, uma queda em torno dos 10%. Se o vencedor for Aécio Neves, a alta será em torno dos mesmos 10%. (Veja)

Por Lauro Jardim

Espetáculo “Feliz Por Nada” com as atrizes globais, Cristiana Oliveira e Luiza Thiré, chega a Juazeiro, dias 15 e 16 de novembro às 20h, no Centro de Cultura Joao Gilberto. Também no elenco o ator Wladimir Winter.

O espetáculo, baseado no best-seller homônimo de crônicas de Martha Medeiros, fala de amizade. Não da amizade que começa na infância, mas da amizade que surge no meio da vida, por acaso, e que passa a ser fundamental para o resto da vida.

Feliz por nada não trata de um triângulo amoroso, e, sim, da relação humana. O texto trata da mulher, em toda a sua complexidade: os medos, os sonhos, as insatisfações, as inseguranças, as realizações profissionais, o sexto sentido, a atração, a paixão e o amor.

Mais Informações: (74) 9198.2750 / (74) 8838.1528

Realização: Cereja Produções

Espetáculo “As Sereias da Zona Sul’ com os atores globais, Sidney Sampaio e Felipe Cunha chega a JUAZEIRO, dias 01 e 02 de novembro às 20h, no Centro de Cultura João Gilberto.

Considerado um dos maiores sucessos do teatro brasileiro, a produção tem texto do consagrado ator e diretor Miguel Falabella.

A peça é um exemplo de crítica social. Deboche e muitas gargalhadas são os ingredientes principais desse espetáculo, que de forma inteligente e ao mesmo popular, os atores conseguem criar situações que são rapidamente identificadas pelo público.

Mais Informações: (74) 9198.2750 / (74) 8838.1528

Realização: Cereja Produções

SECA

Por Robson Patrício Falando Pra Você

Quando criança eu tinha medo de assistir ao Globo Repórter, corria pra debaixo dos travesseiros, pois as reportagens só falavam em miséria e seca no Nordeste; falavam deste nordeste e que eu nem sequer tinha noção de que se tratava do nosso lugar; certa vez perguntei a minha mãe, “onde fica este lugar que o jornal esta mostrando de barro rachado”, ela respondeu, “nós moramos aqui e este é o nosso nordeste”; dali por diante passei a compreender que mesmo estando ao pés do Velho Chico, irmãos do nordeste sofriam as mazelas da seca.

Também ainda quando criança vi meu pai e outros tantos como ele, serem beneficiados por lotes no Projeto Nilo Coelho, terras irrigadas, trazendo esperança a tantos homens que vivenciaram a fome e a miséria por dentro do nosso sertão a fora, homens como meu pai que foram obrigados em sua infância a comer cuscuz de mucunã para sobreviverem, ali também passei a compreender que melancia não nascia em árvore e sim de uma planta de rama, pois estava lidando com uma terra que o Governo havia oportunizado ao povo sertanejo, o sofrimento dos meus pais já era aliviado aos seus filhos.

De tudo isto que coloco aos meus irmão sertanejos e que muitos mais jovens do que eu e que assim como eu não vivenciaram as piores marcas que a seca pode deixar em seu povo; peço que em um tempo de eleição como este em que estamos passando, onde temos apenas duas escolhas e que para tanto não podemos errar, façam uma reflexão e aos mais jovens, falem com seus avós sobre o que é o povo pobre do sertão sem ter oportunidade e não ter quem olhe por eles.
Confiantes em um Deus que nos ama é que acredito que ele ira nos iluminar e dizer o que devemos escolher, a tempo peço que ouçam a musica de Luiz Gonzaga e conheçam o nosso sertão – Vozes da Seca - http://www.youtube.com/watch?v=gZ1LuWmuBeo

6º BPM conduz motorista embriagado à delegacia

Policiais da 3ª Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar conduziram Domingos Araújo do Nascimento, 32 anos, por infração à Lei Seca, no Centro da Cidade de Andorinha, nesta segunda feira (20), às 19h50.

Após denúncias de que o condutor do veículo S10, de placa HPZ1318, encontrava-se embriagado, colocando em risco a vida de transeuntes, os policiais saíram em diligência à procura do mesmo. O motorista, ao avistar a viatura, empreendeu fuga, sendo logo alcançado e, após teste do bafômetro qu  comprovou a embriaguez, foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Senhor do Bonfim para as medidas cabíveis.

ASSISTA VÍDEO

De mal a pior - Petrobras

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou o rating global em moeda estrangeira e local da Petrobras de Baa1 para Baa2, e manteve a perspectiva negativa. Segundo a agência, o rebaixamento refleto alto endividamento da estatal e a visão de que ele vai diminuir significativamente apenas depois de 2016. Entre os principais agravantes do endividamento estão as pressões negativas sobre os preços do petróleo e sobre o real, assim como os altos compromissos de investimentos. O endividamento da empresa ultrapassa 300 bilhões de reais, segundo o último relatório de resultados.

“Embora a Petrobras tenha sido relativamente bem-sucedida na execução de seu ambicioso programa de capital e tenha atingido metas de produção agressivas, a alavancagem continua crescendo em 2014, tendo em vista principalmente sua incapacidade de repassar os custos relacionados aos derivados de petróleo importados, à desvalorização da moeda local e ao agressivo programa de investimentos”, afirmou Nymia Almeida, da Moody’s.

Os ratings da Petrobras poderão ser rebaixados ainda mais se o aumento do endividamento for sustentado por uma proporção entre dívida e Ebitda acima de 5 vezes ou se o crescimento da produção cair abaixo das metas, segundo a Moody’s. Um rebaixamento do rating soberano do Brasil também pode pressionar a classificação da empresa.

A agência afirmou que não vê uma elevação dos ratings da Petrobras no curto a médio prazo. “No longo prazo, porém, poderá haver uma elevação se houver redução da alavancagem e um aumento na produção lucrativa e nas reservas, em conjunção com um rating soberano mais alto.”

Desde 2012 os aumentos do valor do barril no mercado internacional não são integralmente repassados pela Petrobras aos consumidores, num intento do governo de frear o avanço da inflação. Apenas em 2014, o prejuízo da área de Abastecimento, que controla as importações de gasolina, chega a 7 bilhões de reais. A estatal deixou de ganhar 45 bilhões de dólares desde 2012 devido ao congelamento de preços da gasolina, segundo levantamento do CBIE. (Veja)

Aécio diz que institutos de pesquisa estão devendo explicações ao país (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

Aécio concede entrevista coletiva em Camo Grande (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta terça-feira (21) durante entrevista coletiva em Campo Grande (MS), que os institutos de pesquisa devem explicação ao “povo brasileiro” sobre o resultado das pesquisas eleitorais. Levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Instituto Datafolha* indicou o presidenciável com 48% das intenções de voto contra 52% de Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

Aécio foi indagado nesta terça sobre a perda da intenção de votos de parte do eleitorado. “Se eu me abalasse com pesquisas, certamente não teria tido o resultado que tive no primeiro turno. Eu acho que, na verdade, os institutos de pesquisa estão devendo aos brasileiros explicações. Desde o primeiro turno os erros foram grosseiros. Absolutamente grosseiros em toda a parte”, declarou.

Nos dias anteriores à votação do primeiro turno, tanto Ibope quanto Datafolha vinham apontando a tendência de alta de Aécio e de queda de Marina Silva, presidenciável derrotada do PSB. No entanto, nenhum instituto mostrou a intensidade do crescimento do candidato do PSDB registrado nas urnas. Dilma ficou com 41,59%, Aécio com 33,55% e Marina com 21,32%.

Os diretores dos dois principais institutos de pesquisa, Márcia Cavallari (Ibope) e Mauro Paulino (Datafolha) explicaram que as evoluções das pesquisas mostram uma tendência, e que cada levantamento é um retrato daquele exato momento em que a pergunta é feita pelo pesquisador. Mas que a decisão final do eleitor só é confirmada na hora do voto.

Apesar de citar “erros grosseiros” nas pesquisas, Aécio disse considerar ser o “presidente eleito”, com base nos levantamentos. “Pelo que nós vimos nas pesquisas do primeiro turno, essas pesquisas do Datafolha estão me dando como eleito. Sou o próximo presidente da República, se a referência for essa [...]. Todas as nossas pesquisas técnicas que estamos fazendo, estamos com uma margem enorme e muito maior que essa sobre a candidata [do PT, Dilma Rousseff]“, disse.

O tucano também voltou a questionar a participação do governo federal em ações que poderiam ter prevenido a crise hídrica em São Paulo. “Infelizmente, se o governador de São Paulo tivesse tido uma parceria maior com o governo federal nessa questão, se a ANA (Agência Nacional de Águas) não estivesse gastando seu tempo, e seus diretores, preferindo fazer negócios ao invés de cuidar da questão hídrica, os resultados teriam sido melhores para São Paulo”, afirmou.

Aécio falou, ainda, sobre a importância de reforçar o controle das áreas de fronteira em Mato Grosso do Sul, como forma de melhorar a segurança pública, e prometeu “atenção especial” à questão indígena.

Após entrevista coletiva, o candidato participou de ato político na Associação Nipo-Brasileira de Campo Grande, ao lado do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul pelo PSDB, Reinaldo Azambuja, e da candidata a vice, professora Rose Modesto. Aécio falou sobre ataques políticos que diz ter sofrido. “A cada mentira que lançarem sobre nós, vamos falar dez verdades sobre eles. Comigo, não. Não tenho medo do PT”, afirmou.

*O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014. (G1)

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em forte queda nesta terça-feira (21), reagindo à última pesquisa eleitoral, que mostrou vantagem númerica da presidente Dilma Rousseff contra Aécio Neves, no segundo turno da eleição presidencial.

O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, caiu 3,44%, aos 52.432 pontos. Perto do horário de fechamento, os papéis da BM&F Bovespa apareciam entre as maiores perdas, caindo mais de 8%. A Eletrobras, a Petrobras e o Branco do Brasil perdiam cerca de 7%. Veja cotação.

Na semana, a Bovespa acumula queda de 5,91% e no mês, de 3,11%. No ano, há valorização de 1,8%.

Dados mostrando que a China cresceu no terceiro trimestre no ritmo mais fraco desde a crise financeira corroboravam o tom negativo. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 7,3% entre julho e setembro sobre o ano anterior, de acordo com dados oficiais.

O dólar também reagiu ao cenário eleitoral e fechou em alta nesta terça. A moeda norte-americana avançou 0,52%, a R$ 2,4766 na venda. (G1)

CAFÉ COM LEITE

aécio

De São Paulo para Minas

Aécio Neves termina sua campanha em São Paulo nesta quarta (22). E no final da tarde, segue para Belo Horizonte para um último comício na cidade.

Por Lauro Jardim

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, cumpre agenda eleitoral em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (21)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, cumpre agenda eleitoral em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (21) ( Marco Miatelo/Estadão Conteúdo)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, visita nesta terça-feira a cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Com o cenário bastante acirrado no Estado, o tucano busca garantir ao PSDB nova vitória em um colégio eleitoral com 1,8 milhão de eleitores – no primeiro turno, Aécio obteve 41,32% dos votos em MS, à frente de Dilma Rousseff (PT). Sobre a pesquisa Datafolha divulgada na noite de segunda-feira, em que Dilma aparece numericamente à frente, o tucano não demonstrou preocupação: “Pelo que nós vimos no primeiro turno, essa pesquisa do Datafolha já está me dando como eleito. Sou o próximo presidente da República se a diferença for essa. Todas as nossas pesquisas apontam uma margem enorme, muito maior do que essa, sobre a candidata”.

Para reforçar seu argumento, Aécio lembrou sua virada no primeiro turno. “Se eu me abalasse com pesquisas, certamente não teria tido o resultado que tive. Com o resultado que tive no primeiro turno, os institutos de pesquisas estão devendo aos brasileiros explicações, porque os erros foram grosseiros”. Sobre o aumento em seu índice de rejeição, afirmou: “O Brasil vai saber responder nas urnas”.

Aécio falou na chegada ao aeroporto ao lado do candidato tucano ao governo de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).  Seguiu para encontro com lideranças políticas locais na Associação Nipo-brasileira. De lá, viaja para evento de campanha em Goiânia.

Acerca dos depoimentos de envolvidos no esquema desbaratado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal que envolvem tucanos, o presidenciável disse que o partido vai “investigar doa a quem doer e punir quem quer que seja”. Afirmou ainda que, ao contrário do que faz o PT, não pretende “homenagear” os investigados caso se comprove a ligação deles com o esquema. “O PT transforma punidos e pessoas a serem punidas em heróis nacionais. No nosso governo isso não acontecerá”.   (Veja)

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, acompanhada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, participa de comício na cidade de Goiana, na zona da Mata Norte de Pernambuco, nesta terça-feira (21)

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, acompanhada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, participa de comício na cidade de Goiana, na zona da Mata Norte de Pernambuco, nesta terça-feira (21)

A presidente-candidata Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula encerraram a campanha petista no Nordeste nesta terça-feira com um comício em tom raivoso no Centro Antigo do Recife, capital de Pernambuco. No auge dos ataques ao PSDB e a Aécio Neves, adversário de Dilma no segundo turno, Lula comparou os tucanos aos nazistas, responsáveis pelo Holocausto judeu na 2ª Guerra Mundial, e hostilizou Aécio.

“Se o Nordeste ouviu, leu ou viu as ofensas contra nós, o preconceito contra nós… De vez em quando, parece que estão agredindo a gente como os nazistas agrediam no tempo da 2ª Guerra Mundial. Eles são intolerantes. Outro dia eu dizia para eles, vocês são mais intolerantes que Herodes que mandou matar Jesus Cristo quando ele nasceu com medo de ele virar o homem que virou. E vocês querem acabar com o PT, com a nossa presidente, querem achincalhar ela, chamar ela de leviana. Só pode ser feito por um filhinho de papai.”

“Seria bom que ele não tivesse nenhum voto aqui porque ele nunca lembrou do Nordeste. O máximo que ele lembrava do Nordeste é que vinha passar fim de semana com o governador de Alagoas, nas praias de Alagoas. Mas ele nunca foi ao sertão, e não sabe o que é um sertanejo trabalhar de sol a sol para levar comida para casa.”

Colega de Aécio no Senado, o coordenador da campanha de Dilma em Pernambuco, Humberto Costa, anunciou no carro de som que os trackings locais do PT apontam Dilma com 64 pontos e o “playboy” com 24 pontos.

Confira na íntegra

(Foto: Blog doAnderson)

Um ex-vereador foi morto a tiros em casa na noite da segunda-feira (20) em Belo Campo, a 616 km de Salvador. Segundo informações da Polícia Civil, a polícia trabalha com a hipótese de que Edgar José da Silva foi morto durante um assalto a sua residência, que fica na zona rural da cidade.

Os bandidos invadiram a casa e mantiveram Edgar e a mulher, única testemunha do crime, como refém. Não se sabe se o ex-vereador, que atuava como comerciante, reagiu ao assalto, mas ele acabou sendo baleado e morreu no local. Os ladrões, que seriam dois, levaram uma quantia de dinheiro e uma TV.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Vitória da Conquista. A delegacia local investiga o caso. A mulher de Edgar ainda não prestou depoimento por estar muito abalada. (Correio da Bahia)

Após o crime muita gente se concentrou na frente da faculdade

Um jovem de 17 anos morreu na manhã desta terça-feira, 21, após uma tentativa de assalto dentro do estacionamento da Faculdade Área 1, na avenida Paralela.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), que enviou duas guarnições ao local, Railan da Silva Santana tentou roubar uma motocicleta de um policial, que revidou e atirou contra ele.

Em nota, a Faculdade Área 1 explicou que, após ser atingido, o assaltante fugiu para dentro do prédio da instituição, mas foi retirado por policiais militares.

Informações iniciais davam conta que o acusado estava supostamente em surto psicótico e teria disparado cinco tiros para dentro do estabelecimento, mas a informação foi desmentida pela Polícia Militar (PM). A polícia investiga quem utlizava uma arma encontrada em um matagal da localidade.

Por conta do disparos, todos os alunos da instituição ficaram trancados nas salas de aula, mas ninguém ficou ferido.

Já o suposto assaltante foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Roberto Santos, mas morreu antes de chegar ao local.

Leia na íntegra/Assista vídeo

Um das três advogada que assumiram a defesa do vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, que confessou ter matado 39 pessoas, em Goiânia, afirmam que o cliente “está sendo coagido em algumas situações”. Porém, não informaram como ele está sendo forçado e nem em que momentos. O grupo começou a representar o suposto serial killer na tarde de segunda-feira (21), após Thiago Húascar deixar o caso alegando “divergências nos honorários”.

As atuais defensoras não deram declarações de como está o andamento do caso. “No momento, estamos estudando o caso”, disse a advogada Leonaine Alves Camargo. Ainda segundo ela, existe a possibilidade de que os depoimentos que já foram dados por Tiago sejam invalidados, mas não explicou como se daria esse processo.

O argumento de que Tiago estaria sendo coagido já apresentado pelo ex-advogado. Na última quinta-feira (16), Húascar afirmou que o vigilante alegou estar sendo pressionado a confessar os crimes. “Para mim, a priori, ele negou os crimes. Ele falou que estava sozinho com um agente de polícia e realmente confessou os crimes, mas que não teria sido ele, que ele foi coagido”, disse na época.

Segundo o advogado, o depoimento não foi feito de maneira correta. “Tudo começou com base em um depoimento que ele deu no interrogatório, sem a presença de um advogado, sozinho, à noite”, ressaltou Húascar.

Porém, um dia após essa declaração, ao acompanhar os depoimentos do suposto serial killer, o advogado disse que se impressionou com a riqueza de detalhes que Tiago descrevia os crimes. “Eu fiquei realmente perplexo. Nunca vi nada igual”, afirmou, na ocasião. Para ele, o jovem é “insano” e precisa de tratamento.

Leia na íntegra/Assista vídeo

PROTÓGENES CONDENADO

Protógenes tempos difíceis

Protógenes: tempos difíceis

Terminou há pouco no STF (Terça-feira 21) o julgamento de Protógenes Queiroz, acusado de desmandos na condução da Operação Satiagraha.

Protógenes foi condenado por unanimidade a dois anos e seis meses de prisão, que pode ser trocada por serviços comunitários.

E mais: perderá o que lhe resta de mandato (que o povo de São Paulo acertadamente cassou pelo voto no último dia 5) e está inelegível por oito anos.O STF encaminhará à Câmara um pedido de cassação imediata do mandato.

Protógenes perde também o posto de delegado da PF.

Não cabe recurso.

Antes de o julgamento começar, Protógenes tentou o impedimento de Gilmar Mendes, mas o ministro não compareceu.

Por Lauro Jardim

 

SERIAL KILLER MATOU DOIS POR DINHEIRO

Thiago Henrique Gomes da Rocha é apontado como serial killer em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil de Goiânia acredita que o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, preso após confessar o assassinato de 39 pessoas, tenha matado duas pessoas por dinheiro. Segundo a polícia, Rocha teria assassinado um comerciante por R$ 1 mil e uma funcionária pública por R$ 3 mil.

Os nomes de quem encomendou as mortes e outros detalhes da suposta atuação de Rocha como matador de aluguel ainda estão sob sigilo para não prejudicar as investigações. Novos exames de balística ligam o vigilante a dois assassinatos ocorridos neste ano em Goiânia. As vítimas são uma assessora parlamentar e um comerciante. Com os resultados, o número de mortes com provas confirmadas passa para oito, dos 39 assassinatos que Rocha já confessou.

A perícia mostrou que conferem com o revólver calibre 38, usado pelo vigilante, os exames dos projéteis recolhidos dos corpos da assessora parlamentar Ana Maria Victor Duarte, de 26 anos, e do comerciante Mauro Ferreira Nunes, de 51. Ana Maria foi assassinada em uma sanduicheria no Setor Bueno, na frente do namorado e de uma amiga, em uma sexta-feira, dia 14 de março.

Nunes foi morto em uma loja na Cidade Jardim duas semanas depois, também em uma sexta-feira, dia 28 de março. As outras seis vítimas que tiveram exames de balística confirmados foram Ana Lídia de Souza Gomes, Isadora Cândida, Rosirene Gualberto, Thamara da Conceição, Juliana Dias e Thaynara Rodrigues Cruz. Elas fazem parte da lista que o vigilante enumerou durante interrogatório, memorizando a ordem das mortes. Ana Maria, por exemplo, citou ele, “foi a 23”, enquanto o comerciante Mauro foi a número 38. (Correio da Bahia)

6º BPM realiza prisão por tráfico de drogas e posse de arma de fogo

Policiais da ROCAM do 6º Batalhão de Polícia Militar prenderam José Olimpio da Silva de Santana por tráfico de entorpecentes e posse ilegal de armas de fogo, na localidade de Fazenda Varzinha, Povoado de Missão do Sahy, Município de Senhor do Bonfim, nesta segunda feira (20), às 17h50.

Os policiais adentraram a residência utilizada como ponto de drogas, após autorização da esposa do acusado, onde encontraram duas espingardas calibre 36, chumbo, pólvora e espoletas distribuídos em potes, uma touca tipo brucutu, um saco contendo maconha, outro contendo sementes, além de três dolões da mesma erva, três balanças, sendo uma de precisão, duas facas tipo peixeira e material para embalagem da droga.

José Santana foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material apreendido.

O brasiliense Sérgio Gabriel Ribeiro Gomes, de 10 anos, que sofre de gigantismo, e a mãe, Ricardene Ribeiro (Foto: Raquel Morais/G1)

O brasiliense Sérgio Gabriel Ribeiro Gomes, de 10 anos, que sofre de gigantismo, e a mãe, Ricardene Ribeiro

O brasiliense Sérgio Gabriel Ribeiro Gomes, que mede quase 2 metros aos 10 anos de idade, perdeu a visão de um olho e adquiriu diabetes e uma infecção após passar por cirurgia para retirar parte de um tumor no cérebro, segundo a mãe, Ricardene Ribeiro. A Secretaria de Saúde confirma o diabetes, mas não as outras complicações.

O garoto está internado no Hospital de Base do Distrito Federal, onde foi feita a cirurgia no último dia 7. O tumor na hipófise, glândula situada na base do cérebro, causava um quadro de gigantismo. Ricardene diz que não recebe informações da equipe médica e que não foi avisada dos riscos do procedimento.

“Lá no Hospital Universitário [de Brasília], me disseram que ele poderia ficar cego se não fizesse a cirurgia. Ele fez e aconteceu a mesma coisa. Nem sabia que existia esse tipo de diabetes aí”, afirma.

Segundo a secretaria, o garoto está sendo acompanhado diariamente por vários profissionais e tem quadro estável, recebendo medicação intravenosa.

O gigantismo foi descoberto quando Sérgio tinha 6 anos de idade. O tumor tinha o tamanho aproximado de um limão e prejudicava o funcionamento da glândula, responsável pelos hormônios de crescimento e por uma série de funções corporais.

A endocrinologista Luciana Naves, uma das responsáveis pelo procedimento, havia dito antes da cirurgia que o tratamento de Sérgio Gabriel seria extenso. O menino deve passar por radioterapia, além de tomar injeções mensais e remédios pelos próximos anos para impedir o avanço do tumor.

Lá no Hospital Universitário [de Brasília], me disseram que ele poderia ficar cego se não fizesse a cirurgia. Ele fez e aconteceu a mesma coisa. Nem sabia que existia esse tipo de diabetes aí”
Ricardene Ribeiro, mãe de Sérgio Gabriel, garoto de 10 anos que sofre de gigantismo

O garoto mora no Novo Gama (GO), cidade no Entorno do DF, e só conseguiu a cirurgia na rede pública da capital quatro anos após o primeiro diagnóstico.

Confira na íntegra

(Foto: Sigi Vilares)

Duas pessoas ficaram feridas em um grave acidente na noite desta segunda-feira (20) na BR-020, próximo a cidade de Luis Eduardo Magalhães, que fica a 947 quilômetros de Salvador. Segundo informações da Polícia Militar, o acidente aconteceu por volta das 17h30 e envolveu três veículos.

Ainda de acordo com a polícia, por conta de obras que estão sendo realizadas na BR-242, o trânsito foi alterado para a BR-020. Porém, o tráfego foi liberado e alguns motoristas não perceberam. No final da tarde de ontem, um caminhão seguiu pelo trecho errado e freou. Dois veículos que estavam atrás não conseguiram parar e acabaram batendo.

O Volkswagen Saveiro que estava entre os caminhões foi prensado e ficou completamente destruído. Isaías Teixeira de Lima, 39 anos, ficou com lesões leves. Já Emanoel Paiva Ferreira, 45 anos, teve ferimentos graves. Os dois foram socorridos por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Os veículos foram removidos por um guincho. O trânsito no local ficou congestionado. Este é o 15º acidente registrado nesse mês na rodovia pela Polícia Militar. Acidentes foram por agentes de trânsito e Polícia Rodoviária Federal (PRF) não estão incluídos. (Correio da Bahia)

Homem paraplégico volta a andar depois de transplante com células do nariz
(Foto: Reprodução/BBC News)

Um homem búlgaro paralisado da cintura para baixo voltou a andar depois de um transplante de células nervosas, uma operação inédita feita por médicos poloneses. O tratamento foi divulgado nesta terça-feira (21).

Darek Fidyka é a primeira pessoa a se recuperar depois de ter ficado com o nervo da coluna vertebral completamente danificado, após ser esfaqueado, informa artigo publicado na revista científica Cell Transplantion.

“Para mim, é mais impressionante que os primeiros passos do homem na Lua”, comentou o professor Geoffrey Raisman, do Instituto de Neurologia da University College de Londres (UCL).  O homem pode andar com auxílio de um suporte e dirigir um automóvel.

Ele tem uma vida normal quatro anos depois da agressão. Fidyka destacou que “quando isso [a capacidade de andar] começa a voltar”, se sentiu como estivesse revivendo. “É uma sensação incrível, difícil de descrever”, disse em um programa da BBC.

A operação foi feita por uma equipe de médicos poloneses dirigida por Pawel Tabakow, da Universidade de Wroclaw. Os cirurgiões utilizaram células nervosas do nariz do paciente, nas quais se desenvolveram os tecidos cortados.

A técnica, descoberta pela UCL, obteve bons resultados em laboratório, mas nunca foi testada com sucesso em seres humanos. “Pensamos que o procedimento constitui uma descoberta essencial que, se for desenvolvido, trará uma alteração histórica para pessoas que sofram de lesões na coluna vertebral”, disse Geoffrey Raisman. (Correio da Bahia)

 piscina-traficantes

Foto: Reprodução Facebook

Nos debates televisivos entre os candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff tem festejado o sistema de segurança montado para a Copa do Mundo. E promete reprisá-lo nos Jogos Olímpicos de 2016, dos quais o Rio de Janeiro será o anfitrião. Caso consiga a reeleição improvável, é bom que Dilma se entenda com os chefes dos bandos que controlam o tráfico e a vida das favelas cariocas, reiterou nesta segunda-feira a foto principal da primeira página do jornal Extra.

Quem ouve a discurseira da doutora em nada tem o dever de acreditar que os morros do Rio, graças às UPPs e à política de segurança parida em parceria pelo Planalto e pelo governador Sérgio Cabral, são mais tranquilos que os corredores do Vaticano. O otimismo dos fundadores do Brasil Maravilha colide frontalmente com a cena registrada há uma semana na piscina da Vila Olímpica Félix Mielli Venerando, inaugurada em 2012 para descobrir e aperfeiçoar campeões em esportes aquáticos.

Na imagem que ilustra a reportagem do Extra, bandidos que dominam o lugar usam o horário de folga para a prática de um esporte brasileiríssimo: o nado sincronizado com fuzis. Pena que não haja tempo para incluir a invenção na lista oficial das modalidades olímpicas. O pódio seria decerto monopolizado por uma trinca de delinquentes nativos. (Veja/Augusto Nunes/Direto ao Ponto)

 

 

 

 

Até recentemente, o Brasil esquecia a cada 15 anos o que havia acontecido nos 15 anos anteriores.O intervalo entre os surtos de amnésia foi dramaticamente reduzido. No caso das pesquisas eleitorais, por exemplo, o país agora esquece a cada 15 dias o que aconteceu faz 15 dias. O afundamento do Datafolha e do Ibope consumado em 5 de outubro mal completou duas semanas. Mas parece mais antigo que o naufrágio do Titanic, informa a credulidade de incontáveis nativos reapresentados a levantamentos estatísticos que prenunciam a reprise do desastre.

A pesquisa divulgada pelo Datafolha nesta segunda-feira é apenas outro chute de longa distância que vai mandar a bola às nuvens ou fazê-la roçar o pau de escanteio. Na sopa de algarismos servida pelo instituto na semana passada, Aécio Neves tinha 51% dos votos válidos e Dilma Rousseff, 49%. Nesta tarde, ela apareceu com 52% e ele com 48%. Quer dizer que a candidata à reeleição ultrapassou o adversário tucano e lidera a corrida?

Não necessariamente, previne a margem de erro de 2% (para cima ou para baixo). O que há é um “empate técnico”, expressão que quer dizer “em cima do muro”. Tanto ela quanto ele podem ganhar, descobriram os videntes de acampamento cigano. Em números absolutos, Dilma teria subido em quatro dias 4 milhões de votos. (Ou 2 milhões, murmura a margem de erro para baixo; ou 6 milhões, grita a margem de erro para cima).

Confira na íntegra

NOVO TOM

Aécio: propostas

Aécio: propostas

Propostas, propostas e mais propostas. Nesta ordem, serão esses os assuntos da campanha de Aécio Neves até domingo.

As pesquisas encomendadas pelo PSDB revelam que o eleitor indeciso quer é saber o que o futuro presidente fará por ele. Não quer saber de ataques.

Por isso, eles diminuirão bastante, embora não cessem por completo.

Quem vibra com ataques pesados, garantem as pesquisas, são os eleitores fieis tucanos. Mas estes já estão garantidos. (Veja)

Por Lauro Jardim

Joaquim Barbosa preside sua última sessão do Supremo Tribunal Federal

Joaquim Barbosa preside sua última sessão do Supremo Tribunal Federal (Pedro Ladeira/Folhapress/Folhapress)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Distrito Federal concedeu nesta segunda-feira a reativação do registro de advogado do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa. Aposentado desde o final de julho, Barbosa solicitou a reativação do documento no último dia 12. O presidente da OAB-DF, contudo, havia pedido a impugnação do registro, afirmando que Barbosa “não atende aos ditames do Estatuto da Advocacia”. O caso foi analisado por uma comissão de conselheiros.

Ao longo das quatro páginas do documento em que pede a rejeição da carteira de advogado para Barbosa, Rocha enumerou uma série de desentendimentos entre o ex-ministro e advogados. Um dos casos citados se deu em março do ano passado durante votação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), do qual Barbosa também era presidente. Após os conselheiros decidirem aposentar um juiz acusado de relação indevida com advogados, Barbosa afirmou que havia “muitos juízes para colocar para fora”. E continuou: “Esse conluio entre juízes e advogados é o que há de mais pernicioso. Nós sabemos que há decisões graciosas, condescendentes, absolutamente fora das regras”. A afirmação provocou manifestação conjunta Conselho Federal da OAB, da Associação dos Juízes Federais (Ajufe) e Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Em sua decisão, a comissão que analisou o caso avalia que Barbosa “flertou muitas vezes com a ilegalidade, com o desrespeito à lei que rege a classe”. Mas prossegue: “não cabe, entretanto, no conceito que se tem de inidoneidade, tal como admitido na jurisprudência deste Conselho Seccional e na do Conselho Federal”.

Barbosa também bateu de frente com os magistrados ao se opor à criação de novos Tribunais Regionais – projeto que acabou sendo aprovado após uma manobra no Congresso Nacional. Ao criticar os gastos desnecessários com a criação de tribunais, Barbosa afirmou que os locais serviriam “para dar empregos para advogados”, e que seriam criados “em resorts” ou em “alguma grande praia”. (Veja)

 

Dólar em alta

O dólar opera em alta nesta terça-feira (21), após pesquisa Datafolha de intenções de voto mostrar pela primeira vez a presidente Dilma Rousseff (PT) em vantagem numérica contra Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições, empatados no limite da margem de erro. No início dos negócios, segundo a agência Reuters, a cotação chegou a R$ 2,50.

Por volta das 10h20, a moeda norte-americana avançava 1,15%, a R$ 2,492 na venda. Veja cotação.

Na manhã desta terça, o Banco Central dá continuidade às intervenções diárias no mercado de câmbio, com oferta de até 4 mil swaps com vencimentos em 1º de junho e 1º de setembro de 2015. O BC também faz nesta terça mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em 3 de novembro, que equivalem a 8,84 bilhões de dólares, com oferta de até 8 mil contratos. Até agora, a autoridade monetária já rolou cerca de 62% do lote total.

dólar fechou em alta na segunda-feira (20), após passar a maior parte do dia operando em alta. A moeda norte-americana subiu 1,28%, a R$ 2,4637. No mês, o dólar acumula alta de 0,64% e no ano, de 4,5%.

Enquanto o dólar sobe, a Bovespa recua na manhã desta terça-feira (20). Por volta do mesmo horário, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, caía perto de 4%, puxado pelo recuo de 8% das ações da Eletrobras e pela baixa de 7%, da Petrobras. Os papéis da BM&FBovespa e do Bradesco também apareciam entre as maiores perdas. (G1)

CLÁSSICOS BRASILEIROS NO LESTE EUROPEU

 

machado de assis

Machado de Assis: traduzido para o búlgaro

O Leste Europeu passou a se interessar por obras brasileiras e pediu apoio financeiro à Biblioteca Nacional para traduzir as seguintes obras este ano para publicação em 2015:

- Perto do Coração Selvagem (Clarice Lispector) – Romênia
- Antologia de Contos (Machado de Assis) – Bulgária
- Macunaíma (Mario de Andrade) – Macedônia
- Triste Fim de Policarpo Quaresma (Lima Barreto) – Bulgária
- Raízes do Brasil (Sérgio Buarque de Holanda) – Ucrânia (Veja)

Por Lauro Jardim

 

 

Térmicas: a todo vapor

Térmicas: a todo vapor

Os níveis dos reservatórios do Sudeste estão abaixo daqueles observados em 2001, em pleno racionamento de energia da era FHC.

De acordo com dados do próprio governo, hoje : os níveis dos reservatórios do Sudeste chegaram a 21,1%, ou seja, 0,19% abaixo dos níveis observados no dia 31 de outubro de 2001.

No Sul, estão abaixo do registrado em outubro de 2001, embora no Nordeste e no Norte, os níveis dos reservatórios estão acima do observado naquela data.

Como hoje, cerca de 27% da energia consumida no Brasil vem das usinas térmicas, o país vai levando sem apagão.

A propósito, o custo do megawatt-hora médio das termelétricas para esta semana foi fixado pelo governo em 852,70 reais. No início do ano, custava 247 reais. Ou seja, um aumento de 245%.

É um valor oito vezes mais do que o valor do megawatt-hora médio oito vezes maior do que das hidrelétricas. (Veja)

Por Lauro Jardim

 

Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB): quem conquistar quem ganha entre dois e cinco salários mínimos terá mais chances de vencer

Na reta final da disputa presidencial, as campanhas de Dilma Rousseff e Aécio Neves procuram focar na conquista do chamado eleitor “remediado”, cuja faixa de renda varia entre dois e cinco salários mínimos. Mais dependente das ações do Estado, este eleitor era considerado natural do PT, por ter se beneficiado, ao longo dos governos de Dilma e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de diversos programas sociais, entre eles o Bolsa Família, a maior ação de distribuição de renda dos governos petistas. No entanto, nesta faixa de renda, Dilma tem disputado, com desvantagem em relação ao tucano. Aécio tem investido neste eleitorado com principalmente com o discurso de alta inflação.

“Este eleitor depende muito de seu salário. Ele tem sentido que ele nunca pagou tanto imposto e tem sofrido com a inflação em alta que consome sua renda antes que o mês acabe. Ou seja, sobra mês. É para essas pessoas que o nosso candidato tem falado”, observou Duarte Nogueira, presidente do diretório de São Paulo do PSDB e integrante da coordenação de campanha do tucano.

Já a campanha de Dilma tenta manter os “remediados” com promessas de melhor prestação de serviços nas áreas de Saúde, Educação e, principalmente, mobilidade urbana, uma das áreas consideradas de maior impacto.

O diagnóstico feito pela campanha petista é de que para as pessoas com renda entre dois a cinco salários mínimos, a vida melhorou “para dentro de casa” e agora ele quer ver melhorias nas redondezas.

“Muitos moram em favelas, mas da porta de casa para dentro, passaram a ter televisão de tela plana, acesso a planos populares de internet. O que falta é melhoria da porta de casa para fora”, diagnosticou Alberto Cantalice, vice-presidente do PT e integrante da campanha de Dilma.

Confira na íntegra

Churrasco goiano é um dos atrativos da Feira do Núcleo Bandirante (Foto: Vianey Bentes/ TV Globo)

Carne e cerveja ficaram mais caras
(Foto: Vianey Bentes/ TV Globo)

Em outubro, a carne e a cerveja ficaram mais caras e influenciaram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), conhecido como prévia da inflação oficial. Depois de avançar 0,39% em setembro, o índice acelerou para 0,48% no mês seguinte, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o indicador acumula alta de 5,23% e, em 12 meses, de 6,62%, acima do teto da meta de inflação do Banco Central (BC), de 6,5% ao ano. Em outubro do ano passado, o IPCA-15 mostrou a mesma variação do 10º mês deste ano, de 0,48%.

Segundo o boletim Focus divulgado pelo BC na véspera, a expectativa dos economistas para a inflação deste ano ficou em 6,45%. Para 2015, a previsão do mercado ficou estável em 6,30%.

Entre os itens de consumo analisados pela pesquisa, os alimentos foram os responsáveis pelo aumento da inflação. Nesse grupo, a alta passou de 0,28% para 0,69%, puxada pelos preços das carnes, que subiram 2,38%, da cerveja (3,52%), do frango (1,75%) e do arroz (1,35%).

O segundo grupo de despesas que mais influenciou o desempenho do IPCA-15 foi o relacionado à habitação, cuja taxa subiu de 0,72% para 0,80%. A energia elétrica ficou 1,28% mais cara e o gás de cozinha, 2,52%.

Também avançaram os preços de vestuário (de 0,17% para 0,70%), saúde e cuidados pessoais (de 0,30% para 0,37%) e despesas pessoais (de 0,31% para 0,40%).

“Nas Despesas Pessoais (de 0,31% para 0,40%), o item empregado doméstico, com 0,73%, merece destaque, tendo em vista que as informações de rendimentos da Pesquisa Mensal de Emprego – PME das regiões metropolitanas de Porto Alegre e Salvador não estiveram disponíveis para os cálculos dos índices de julho, agosto e setembro, o que levou à adaptação da metodologia”, diz o IBGE, em nota.

A alta de preço das passagens áreas caiu 17,58% para 1,4%, fazendo com que o avanço do grupo de gastos recuasse de 0,45% para 0,25%. Também seguiram a mesma tendência de queda os grupos artigos de residência (de 0,43% para 0,13%), educação (de 0,20% para 0,08%) e comunicação (de 0,56% para zero).

Entre as capitais pesquisadas pelo IBGE, Brasília mostrou a maior taxa, de 0,73%, devido ao reajuste da energia elétrica, de 5,99%. O menor índice foi o de Belém (-0,04%), onde os alimentos consumidos em casa (-0,01%) registraram queda. (G1)

Comércio de carne de morcego

O início da recente epidemia de ebola pode ter se dado em uma vila na Guiné, no leste da África, quando uma criança que comeu morcegos. Apelidada de infante zero, a criança vivia no vilarejo de Gueckedou, uma região em que a carne deste animal é consumida frequentemente. A família deste paciente disse ter caçado duas espécies de morcego conhecidas por hospedar o vírus. A criança morreu em dezembro de 2013.

Morcegos não são os únicos animais menos convencionais que podem parar nas mesas de famílias africanas: chimpanzés, ratos, cobras e até porco-espinhos são mortos para um consumo. Nem sempre apenas a fome é levada em conta neste hábito. Trata-se de uma prática popular, porque alguns tipos de animais são considerados uma iguaria.

Estima-se que na Bacia do Congo, por exemplo, as pessoas comam cinco milhões de toneladas de carne de animais selvagem por ano. A questão é que alguns desses animais podem estar contaminados e transmitir uma série de doenças. Os morcegos são hospedeiros ideais por oferecerem grande resistência ao vírus.  Por meio de suas fezes ou mesmo de algumas frutas que tocaram, eles podem infectar animais como chimpanzés e gorilas.Mas ainda não se sabe exatamente como o ebola é transmitido de animais para humanos. Em entrevista à BBC Brasil, Johnathan Ball, virologista da Universidade de Nottingham, afirmou que frequentemente há uma “espécie intermediária” no processo, apesar de também haver evidências de que se possa pegar ebola diretamente de morcegos. “Mas é difícil para o vírus saltar a barreira das espécies até os humanos.

O vírus teria que primeiramente ganhar acesso via sangue, contaminando células, para se replicar”, disse. A maioria dos consumidores da carne de animais selvagens já compra o produto cozido ou defumado. O risco é muito maior para quem manuseia o material cru. Em Gana, país que ainda não foi afetado pelo ebola, mais de 100 mil morcegos são mortos anualmente. Uma recente enquete revelou que caçadores frequentemente tiveram contato com o sangue dos animais e em alguns casos foram mordidos ou arranhados por eles.

A atual epidemia de ebola mostra que, embora as chances de infecção sejam raras, elas são possíveis. A doença tem origem animal . Apesar disso, a disseminação do vírus, do infante zero até agora, teria sido causada por contatos humanos. Na Libéria, um dos países mais afetados pela atual crise, a venda de carne de animais selvagens foi proibida. Mas há quem alegue que este tipo de decisão vá apenas forçar que a venda deste tipo de carne ocorra num mercado negro, além da questão cultural. (Correio da Bahia/Reportagem iBahia)

Os agentes da Polícia Federal (PF) de todo o país entrarão em greve de 72 horas a partir desta quarta-feira (22). A paralisação das atividades será seguida de atos públicos de protesto em frente às unidades da PF. Na Bahia, a mobilização acontece a partir das 16h30 de quarta, em frente à Superintendência Regional da Polícia Federal localizada na Avenida Oscar Pontes, no bairro de Água de Meninos.

Os agentes protestam contra a alteração na lei 9.266, assinada pela presidente Dilma Rousseff no último dia 13, que inclui a definição de que a Polícia Federal é parte da “estrutura básica” do Ministério da Justiça.

A greve é realizada, ainda, por conta do não cumprimento do acordo assinado com o governo federal, no final da greve de 2012, onde havia sido prometida a modernização da carreira na PF e o reconhecimento das atividades realizadas por todos servidores, ainda regidos por leis da época da ditadura militar.

“A Polícia Federal está sendo destruída, enquanto a população brasileira precisa do combate ao crime organizado e corrupção. Estamos sendo engolidos pela burocracia. O servidor deve ser reconhecido pelo que faz, e não pelo que está no papel. Queremos critérios de eficiência para as chefias, independente do cargo, e o fim da politicagem dentro da PF”, explica Jones Borges Leal, presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef).

ones Borges, disse à Coluna Esplanada que a recente Medida Provisória (MP) 657 seria um afago estranho aos delegados em meio à eleição e às investigações de corrupção no governo, sendo uma ação decisiva para a realização da greve.

A MP beneficiou apenas o cargo de delegado, criando uma espécie de concurso para chefe no serviço público federal.

Confira na íntegra

SAIBA O QUE COMER ANTES E DEPOIS DA ACADEMIA

Recomenda-se que seja ingerido 20 gramas de proteína até uma hora depois do treino para melhorar a recuperação muscular 

A alimentação é fundamental para garantir os benefícios da atividade física – e comer de forma indevida pode impedir que o tempo gasto em uma academia surta efeitos positivos, como o aumento da massa muscular, por exemplo. Alimentos consumidos antes e depois do exercício de força devem cumprir determinadas funções, como oferecer energia e ajudar a regenerar a musculatura. Itens ricos em carboidratos e proteínas, como frutas e ovos, são essenciais nesses momentos.

Durante o exercício de força, o corpo tem como fonte de energia o glicogênio, que são moléculas derivadas do carboidrato presentes no tecido muscular. Por isso, o músculo deve ter um estoque da substância para garantir um bom desempenho na atividade física e evitar a perda de massa magra. Esse estoque pode ser formado por meio do consumo de carboidratos antes do exercício, incluindo pães, massas, cereais e frutas.

Segundo o fisiologista Rodrigo Maduro, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o ideal é que sejam consumidos carboidratos com baixo índice glicêmico, como pães e massas integrais, por exemplo. Isso porque a glicose presente nesses alimentos é absorvida pelo corpo mais lentamente, fazendo com que o açúcar demore para chegar às células. Com isso, o corpo recorre à queima de gordura para obter energia. Recomenda-se a ingestão desses alimentos pelo menos uma hora antes da atividade física, tempo suficiente para o organismo os digerir completamente e absorver todos os nutrientes.

Confira na íntegra/Tire dúvidas

Pregão eletrônico da Bovespa em São Paulo

Pregão eletrônico da Bovespa em São Paulo (Reinaldo Canato/VEJA)

Em mais um dia de fortes oscilações em meio a expectativas sobre o resultado das eleições, a bolsa caiu e o dólar subiu em relação ao real. O Ibovespa, principal índice da BM&FBovespa, fechou o pregão em queda de 2,55%, aos 54.302 pontos. A cautela com a proximidade da votação do segundo turno da eleição presidencial, após pesquisas recentes terem reforçado o quadro equilibrado na disputa, pesou na sessão.

As ações da Petrobras caíram 6,12% (preferenciais, sem direito a voto) e 5,83% (ordinárias, com direito a voto). Os papéis da Banco do Brasil, que também faz parte do chamado ‘kit eleições’, composto por empresas estatais altamente sensíveis à mudança de governo, também figuraram entre as maiores perdas: a queda das ações ordinárias foi de 5,78%.

A Oi também registrou forte queda, de 6,40%, na BM&FBovespa, com incertezas sobre seu processo de fusão com a Portugal Telecom. Ela chegou a cair quase 9% no intraday (durante o pregão), mas recuperou – um pouco – as perdas. Os papéis de sua sócia portuguesa chegaram a recuar 21% no dia, mas fecharam em queda de 10,05% na Bolsa de Lisboa.

Câmbio - O dólar fechou em alta de mais de 1% sobre o real nesta segunda-feira, a poucos dias do segundo turno das eleições presidenciais. A moeda norte-americana fechou com alta de 1,28%, a 2,4637 reais na venda, depois de atingir 2,4658 reais na máxima, nos últimos negócios da sessão. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 830 milhões de dólares. (Veja)

Bandeiras de campanha eleitoral da presidente da República e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, são vistas penduradas em um prédio público da prefeitura de São Paulo

Bandeiras de campanha eleitoral da presidente da República e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, são vistas penduradas em um prédio público da prefeitura de São Paulo (NILTON FUKUDA/Estadão Conteúdo)

Três bandeiras do PT em alusão à candidata à Presidência Dilma Rousseff foram penduradas em frente a um órgão público da prefeitura de São Paulo, comandada por Fernando Haddad (PT). O material estava exposto na fachada de um dos Centros de Acolhida de Adultos, administrado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social. Segundo a Justiça Eleitoral, a propaganda política de candidatos em prédios públicos é proibida por lei. Logo após a visita do jornal O Estado de S. Paulo na tarde desta segunda-feira, o material de campanha foi retirado pela gerência do órgão.

O Centro de Acolhida Zancone, na Avenida Imperatriz Leopoldina, no Alto da Lapa, na Zona Oeste da capital, atende 220 pessoas em situação de rua por dia, inclusive aos finais de semana. As bandeiras com o slogan de Dilma estavam fixadas na parte superior do portão de entrada do local. A coordenação do centro alegou desconhecer o responsável pela propagada. “Quando cheguei hoje (ontem) pela manhã, vi as bandeiras, mas desatentei e esqueci de pedir para retirarem”, disse a gerente de serviços Rosa Jesus Amaral. “O pessoal que se abrigou durante o fim de semana pode ter pendurado, porque na semana passada não tinha nada aqui na frente”, comentou.

Segundo moradores da região, as bandeiras já estavam na fachada desde a semana passada. “Eu passo aqui na avenida todos os dias e me lembro de ter visto há vários dias”, disse o administrador Alfredo Gomes. “Cheguei a comentar com as minhas vizinhas na semana passada que tinha bandeiras na frente do Centro, mas achei que podia, não sabia que era proibido”, contou a aposentada Clarice Nunes.

A gerente negou que a propaganda tenha sido instalada há dias e descartou envolvimento de funcionários da Prefeitura. “Ninguém da prefeitura nos pediu para colocar as bandeiras. Os funcionários também não tomaram nenhuma posição de partido”, afirmou. Em nota, a prefeitura de São Paulo disse que a gerência do Centro e a secretaria responsável pelo prédio “não têm relação alguma com a ação e retiraram o material fixado na parte externa do prédio tão logo identificado”.

Multa - Segundo a Lei Eleitoral nº 9.504/97, a veiculação de propaganda política em bens públicos pode gerar uma multa que varia entre 2.000 e 8.000 reais, caso o responsável pela irregularidade não remova a infração no prazo de 48 horas. A regulamentação proíbe qualquer veiculação – pichação, inscrição à tinta, fixação de placas, estandartes, faixas – de candidatos em prédios, fachadas, iluminação pública e placas de trânsito. (Veja/Com Estadão Conteúdo)

 

PT JÁ CANTA VITÓRIA, É CEDO PRA ISSO!

DATA POR REGIÃO UM

Data por região dois

Com uma arrogância muito característica, os petistas já cantaram vitória num encontro havido ontem à noite no TUCA, o teatro da PUC, em São Paulo. Aproveitaram para demonizar e ironizar os adversários, tratando-os como inimigos do povo, que têm de ser eliminados da vida pública. Entendo. O Brasil tem de ficar entregue a patriotas como aqueles que cuidavam da Petrobras. Muito bem: segundo o Datafolha, se a eleição tivesse acontecido ontem, a petita Dilma Rousseff teria obtido 46% das intenções de voto, contra 43% do tucano Aécio Neves. Ocorre que as eleições não aconteceram ontem. Em cinco dias, ele teria oscilado dois pontos para baixo, e ela, três para cima. Os dois continuam empatados na margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos. Em votos válidos, o placar é 52% a 48%. Seis por cento dizem não saber em quem votar, e 5% votariam em branco ou nulo.

Aécio aparece na frente nas regiões Sudeste (49% a 40%), Sul (51% a 33%) e Centro-Oeste (48% a 39%), e Dilma, no Norte (55% a 39%) e Nordeste (64% a 27%). Segundo o Datafolha, a mudança mais significativa teria acontecido no Sudeste, onde o tucano teria oscilado de 50% para 49%, e a petista, crescido de 35% para 40%. O eleitorado do Sudeste corresponde a 43,44% do total. No Nordeste, Dilma teria avançado três pontos, de 61% para 64%, e Aécio, oscilado dois para baixo: de 29% para 27%. Vejam os dados.

Confira na íntegra

João Vaccari Neto, bancário, tesoureiro do PT, ex-presidente da Bancoop, em 2010

João Vaccari Neto, bancário, tesoureiro do PT, ex-presidente da Bancoop, em 2010 

Desde que o depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa veio a público, a campanha da presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) entrou em pânico: criou uma força-tarefa para evitar que as novas revelações causassem estrago no projeto de reeleição da petista, redobrou os ataques ao adversário Aécio Neves (PSDB) e barrou o depoimento do tesoureiro João Vaccari Neto à CPI da Petrobras. Não à toa: nove anos após o estouro do escândalo do mensalão, outro homem-forte responsável por cuidar das contas do partido aparece às voltas em um caso de corrupção, agora como o pivô de um esquema bilionário de lavagem de dinheiro.

Paulo Roberto Costa afirmou textualmente que parte da propina desviada da estatal chegou às mãos de Vaccari.  “Dentro do PT, a ligação que o diretor de serviços tinha era com o tesoureiro na época do PT, o senhor João Vaccari. A ligação era diretamente com ele”. Ainda segundo o delator, dois terços da propina ficavam para o PT quando a diretoria era comandada pelo PP. Já nos setores diretamente controlados por petistas, a propina seguia diretamente para o caixa do partido.

A função de Vaccari, no entanto, vai além de cuidar do financeiro do PT: ele tem posto privilegiado no projeto eleitoral da presidente Dilma. Documento obtido pelo site de VEJA mostra que o tesoureiro foi nomeado delegado da campanha de Dilma e tem a função-chave de representar a candidata no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Tamanha é a autonomia que Vaccari, tem, inclusive, a prerrogativa de fazer petições e assinar as credenciais dos fiscais da coligação.

Confira na íntegra

Uma quadrilha de empresários que montava empresas para combinar preços e ganhar editais e licitações públicas foi desarticulada nesta segunda-feira (20) pela Polícia Federal durante a “Operação A-Gate”

Em coletiva, a polícia informou que dentre os sócios de uma das empresas estava um vendedor ambulante de picolés. O homem era um dos “laranjas” usados pelos empresários, que também envolveram alguns familiares de seus funcionários. Todos os “laranjas” sabiam que seus nomes estavam sendo usados em fraudes, mas aceitavam o uso em troca de uma quantia mensal. De acordo com a polícia, nenhum deles foram presos nesse momento, mas terão de responder por suas condutas.

Dos seis mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal contra os empresários, cinco já tinham sido cumpridos ainda pela manhã; quatro deles em Salvador e um em Feira de Santana. Também foram expedidos 14 mandados de busca e apreensão, a maioria em Salvador.

Os suspeitos de chefiar o esquema foram ouvidos e levados para o sistema prisional na capital baiana. Eles ficarão presos por ao menos cinco dias, prazo que pode ser prorrogado por mais cinco. Se comprovada a participação, serão indiciados pela prática dos delitos de falsidade documental, fraudes a licitações e formação de quadrilha.

Segundo a polícia, pelo menos seis empresas figuram nas fraudes que causaram um prejuízo estimado de R$ 2,5 milhões entre os anos de 2010 e 2013, sempre na atividade de fornecimento de mão-de-obra para serviços gerais. A quadrilha colocava as seis empresas do grupo para disputarem um mesmo processo licitatório ou edital; cinco delas com preços baixos e uma com um preço maior. As que tinham ofertado os preços mais baixos afastavam a concorrência das empresas que não pertenciam ao grupo, mas eram desclassificadas logo em seguida por conta de dívidas ou de falta de documentação. Com isso, restava somente a única empresa do grupo que havia ofertado o valor mais alto e ela acabava sendo aprovada.

As investigações começaram há um ano, após uma denúncia do Ministério do Trabalho. Além de vitimar diversos órgãos federais, a exemplo da Delegacia Regional do Trabalho, Fundação Nacional de Saúde, Marinha do Brasil e Anatel, as empresas envolvidas no golpe também acumularam diversas ações trabalhistas, já que antes de findar o tempo de prestação de serviço, deixavam de pagar os salários e as contribuições previdenciárias dos funcionários. (Correio da Bahia/ Com informações da repórter Amanda Palma)

JÁ DEU

Petrobras: símbolo de encrencas

Petrobras: símbolo de encrencas

O escândalo de corrupção da Petrobras continua surpreendendo, com novos nomes implicados sendo revelados às toneladas – o último que apareceu, no sábado, foi o de Gleisi Hoffmann, mantendo a tradição de chefes da Casa Civil dos governos do PT metidos em encrencas (José Dirceu, Erenice Guerra e Antônio Palocci).

Mas eleitoralmente, por incrível que pareça, já deu o que tinha que dar. A avaliação das duas campanhas é que o estrago que tinha que fazer na campanha de Dilma Rousseff já foi feito. E dificilmente ela perderá mais votos do que já perdeu com isso nesta reta final. (Veja)

Por Lauro Jardim

 

Datafolha: Dilma tem 52%, e Aécio, 48% (Datafolha: Dilma tem 52%, e Aécio, 48% (Datafolha: Dilma tem 52%, e Aécio, 48% (Editoria de arte/G1)))

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (20) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 52%
- Aécio Neves (PSDB): 48%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

De acordo com o Datafolha, na reta final da eleição, os candidatos continuam empatados, no limite da margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, mas Dilma aparece pela primeira vez numericamente à frente de Aécio em um levantamento feito após o primeiro turno.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.

Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

- Aécio Neves (PSDB): 46%
- Dilma Rousseff (PT): 43%
- Em branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 6%

Na margem de erro, os candidatos estão empatados tecnicamente.

O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

Certeza do voto
O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum. Veja os números:

Dilma
45% – votariam com certeza
15% – talvez votassem
39% – não votariam de jeito nenhum
1% – não sabe

Aécio
41% – votariam com certeza
18% – talvez votassem
40% – não votariam de jeito nenhum
2% – não sabem

1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país). (G1)

Assaltantes ateiam fogo em comerciante em Feira; veja vídeo

Empresário morreu no último domingo
(Foto: Reprodução/Acorda Cidade)

A Polícia Civil de Feira de Santana já tem o nome de um suspeito de incendiar o corpo de um empresário no último sábado (18). Ao ser socorrido, Manoel Carlos Santana, 61 anos, disse para sua esposa o nome da pessoa que teria cometido o crime. A vítima do crime morreu no Hospital Geral Clériston Andrade, na tarde de ontem (19).

A delegada titular da Delegacia de Homicídios da cidade, Ana Cristina Carvalho, disse que a Polícia Civil já descartou a hipótese de latrocínio, que foi levantada após o crime. “Estamos trabalhando com informações passadas por familiares”, disse ao Correio24horas, se referindo ao nome indicado pela esposa da vítima.

Ana Cristina não revelou qual a relação entre Manoel Carlos e o suspeito de cometer o crime, mas disse que os dois “estavam envolvidos em questões patrimoniais”. Pessoas que estavam perto do local do crime também indicam que um segundo criminoso participou da morte do empresário. Até o momento, ninguém foi preso.

Entenda o caso
Manoel teve o corpo queimado por criminosos dentro do próprio restaurante em Feira de Santana. O crime aconteceu na tarde deste sábado (18). As imagens do momento em que o empresário teve as chamas do corpo apagadas foram gravadas por testemunhas.

O vídeo mostra o momento em que o empresário, mesmo com as mãos amarradas, consegue sair do restaurante e pedir ajuda. Desesperadas, algumas pessoas que veem o homem em chamas tentam apagar o fogo com água e extintores de incêndio. “Joga água, joga água. Meu Deus”, grita um homem, enquanto tenta apagar o fogo. (Correio da Bahia)

« Artigos Anteriores  Próxima Página »

Últimos Posts

    Últimos Comentários

      Mais Comentados