MAIS UMA DERROTA

Propaganda contestada pelos vegetarianos

Propaganda contestada pelos vegetarianos

Os vegetarianos sofreram mais uma derrota em sua cruzada contra os comerciais da Friboi no Conar (leia mais aqui). A reclamação da vez recaiu sobre a propaganda em que Roberto Carlosdiz ter voltado a consumir carne vermelha.

Se os vegetarianos já criticavam Roberto por ter abandonado seus hábitos alimentares em troca do dinheiro da Friboi (leia aqui), a formalização do descontentamento veio sob o pretexto de que o comercial menospreza os hábitos vegetarianos. O Conselho de Ética do Conar arquivou a queixa por unanimidade. (Veja)

Por Lauro Jardim

Deputado Luiz Moura (PT-SP) e seu irmão vereador Senival Moura (PT-SP)

IRMÃOS ENCRENCA – O deputado Luiz Moura e seu irmão Senival Moura: dupla petista omitiu bens à Justiça Eleitoral (Vera Massaro/Alesp e Renatod’Sousa/Câmara Municipal de São Paulo/VEJA)

Investigados em inquéritos do Ministério Público de São Paulo sobre a relação de cooperativas de transporte públicio com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), os irmãos petistas Senival Moura, vereador na capital paulista, e Luiz Moura, deputado estadual, omitiram bens na declaração exigida dos candidatos pela Justiça Eleitoral neste ano. A lista patrimonial é um requisito previsto em lei para o deferimento da candidatura.

Levantamento feito pelo site de VEJA na Junta Comercial de São Paulo mostra que ao menos três empresas recém-abertas pelos irmãos com familiares – eles não são sócios entre si – não constam na declaração. Se comprovada, a omissão pode configurar crime eleitoral previsto no artigo 350 do Código Eleitoral – em caso conduta dolosa ou de má fé do candidato. A norma prevê pena de reclusão de até cinco anos e pagamento de multa para quem “omitir, em documento público ou particular, declaração que dele deveria constar”. De acordo com a resolução 23.405/14 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os candidatos devem assinar e entregar uma “declaração atual de bens” ao registrar suas candidaturas.

Luiz Moura deixou de informar que é sócio majoritário em ao menos um posto de gasolina no município de Guarulhos, na Grande São Paulo. O Auto Posto R66 tem capital social de 300.000 reais, sendo que Moura possui 297.000 reais em cotas –- os 3.000 reais restantes são da mulher do parlamentar. Eles compraram a empresa em novembro do ano passado. O patrimônio informado pelo deputado neste ano, sem o posto em Guarulhos, soma 1.063.100,27 reais distribuídos em imóveis, aplicações bancárias e outros quatro postos de gasolina – um deles, que soma 100.000 reais de capital, foi vendido pelo deputado e sua mulher há um mês.

Leia na íntegra

Menina morreu dentro de ambulância após sofrer duas paradas cardíacas  (Foto: Ubaitaba Urgente)

“Foi uma fatalidade. Isso poderia acontecer com qualquer profissional da área”, lamenta a secretária de Saúde do município de Ubaitaba, Yolanda Soares Carneiro. Em entrevista aoCorreio24horas, ela comentou o caso que chocou a cidade na terça-feira (29), quando umamenina de 4 anos morreu após se engasgar com um dente durante uma extração.

Segundo a Polícia Militar de Ubaitaba, onde aconteceu o caso, a menina ficou sufocada e sofreu duas paradas cardíacas, morrendo após a segunda. Durante a operação, a garota estava acompanhada por um responsável.

A dentista deixou um dente que era extraído escapar do alicate e ele caiu na garganta da menina. O médico e sua assistente, que é socorrista do Samu, ainda tentaram fazer a menina desengasgar, mas não conseguiram e a encaminharam para o hospital de Ubaitaba.

“Geralmente quando a criança engole um dente, ele vai para o esôfago. Neste caso, foi para a traqueia. Foi um procedimento tão comum e aconteceu algo que ela não esperava”, comenta a secretária Yolanda. “Ela [a dentista] está muito abalada, em estado de choque. Só faz chorar. Como ela está grávida de três meses, estamos dando um tempo até que ela melhore antes de ouvi-la sobre o caso”.

O corpo da criança foi enterrado na quarta-feira (30), sem passar por uma necrópsia. Na manhã de hoje, a mãe da menina foi ouvida na delegacia de Ubaitaba. Segundo informações da Polícia Civil, a dentista e outras testemunhas devem prestar depoimento nos próximos dias. Além da Secretaria de Saúde de Ubaitaba, o conselho de odontologia da região também investiga o caso.

A PM não revelou a identidade da vítima. Em entrevista ao site local Ubaitaba Agora, uma amiga da família relatou que a menina não queria ir ao consultório da dentista: “Parece até que a garotinha estava prevendo alguma coisa, ela saiu de casa chorando e chorou muito ao entrar na sala da dentista”, disse. (Correio da Bahia)

Rielson Lima foi morto na última terça (Foto: Radar64)

A delegacia da cidade de Itagimirim investiga se a morte do prefeito do município, Rielson Santos Lima (PMDB), 51 anos, foi provocada por uma dívida com ciganos. Segundo a Coordenadora da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), Valéria Fonseca, a suspeita surgiu a partir de um boato entre moradores do município.

A esposa da vítima ainda deve prestar depoimento ao delegado da cidade, José Hermano, para esclarecer a suspeita. “A esposa deve ter conhecimento dessa dívida, caso ela realmente existiu”, declarou a coordenadora Valéria Fonseca.

O delegado de Itagimirim já ouviu testemunhas do crime e o primo da vítima, que acompanhava o prefeito em um bar no momento do crime. Segundo Valéria, ele desmentiu a versão inicial do homicídio, que apontava dois envolvidos no caso: “Ele disse que um homem encapuzado desceu de uma motocicleta com dois revólveres e disparou. Ele era o único ocupante do veículo”, relata.

O acusado pelo crime, que aconteceu na última terça-feira (29), ainda não foi encontrado. O delegado José Hermano ainda deve ouvir policiais militares que estavam fazendo ronda no momento do crime, incluindo o PM que prestou socorro ao prefeito. (Correio da Bahia)

6º BPM prende dois irmãos por violência doméstica

Policiais da CETO do 6º Batalhão de Polícia Militar prenderam dois irmãos por violência doméstica, nesta quarta feira (30), às 19 horas, no Bairro Barbosa Santos, em Senhor do Bonfim.

Eliel Francisco da Silva, 35 anos, que teve um corte na cabeça e Elionai Maria da Silva, 30, que teve um corte no braço esquerdo, agrediram-se mutuamente.

Após serem socorridos pelo SAMU para o hospital e medicados, os irmãos foram apresentados na delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante.

A Universidade de São Paulo (USP) é a instituição da América Latina mais bem colocada na edição de 2014 da lista de 1.000 universidades avaliadas pelo Centro de Rankings Universitários Mundiais (CWUR, na sigla em inglês), uma instituição da Arábia Saudita. A USP ocupou a 131ª posição da lista, divulgada nesta quarta-feira (31).

O ranking do CWUR é divulgado desde 2012, mas nos anos anteriores a lista contava apenas com as 100 universidades com as melhores colocações.

A instituição que liderou o ranking em 2014 foi a Universidade Harvard, seguida da Universidade Stanford e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês). Além das três americanas, duas instituições britânicas completam o top 5: a Universidade de Cambridge, na quarta posição, e a Universidade de Oxford, na quinta colocação.

Entre as brasileiras, as melhores posicionadas, além da USP, foram a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 329º lugar, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 437º, e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 496º.

Veja a colocação das universidades brasileiras no ranking:
131ª – Universidade de São Paulo (USP)
329ª – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
437ª – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
496ª – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
585ª – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
626ª – Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
683ª – Universidade Estadual Paulista (Unesp)
845ª – Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
852ª – Universidade Federal Fluminense (UFF)
894ª – Universidade de Brasília (UnB)
898ª – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
919ª – Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
925ª – Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
929ª – Universidade Federal do Paraná (UFPR)
940ª – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
964ª – Universidade Federal do Ceará (UFC)
967ª – Universidade Federal da Bahia (UFBA)
983ª – Universidade Federal do ABC (UFABC)

Sobre o ranking da CWUR
Segundo o centro, o ranking mede oito critérios diferentes de qualidade, e prioriza a qualidade dos ex-alunos das instituições: 25% da nota das universidades é medida pelo número relativo de pessoas formadas nelas que ganharam prêmios internacionais importantes, de acordo com o tamanho da instituição, 25% é medida pelo número de formandos que atualmente ocupam cargos de dirigentes nas melhores empresas do mundo, e 25% da nota mede a qualidade dos professores, a partir do número de prêmios e medalhas de relevância.

O resto da pontuação é composto do número de publicações em jornais de reputação, do número de publicações em jornais de grande influência, do número de citações em pesquisas, do índice que mede o impacto geral da instituição e das patentes internacionais solicitadas pela universidade. (G1)

Teresa Collor (Foto: AGNEWS)

A empresária Thereza Collor está prestes a aceitar o convite da cúpula do PSDB para disputar o Senado por Alagoas. Se entrar no páreo, Thereza disputará o mandato contra o ex-cunhado, o senador Fernando Collor (PTB), candidato à reeleição. Teresa embarcou para São Paulo junto com o governador do estado, Teotônio Vilela, também tucano. Ambos devem se reunir ainda hoje com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que é amigo de Thereza. A empresária deixou Alagoas balançada. Com brilho nos olhos, ela sempre esteve próxima da política e, aos amigos, diz que sonha em poder colaborar. Viúva de Pedro, irmão mais novo de Fernando Collor, Thereza ganhou notoriedade nacional durante o processo de impeachment do ex-cunhado. Em luta contra o câncer que o vitimou, Pedro denunciou as relações de Fernando com o tesoureiro de sua campanha, Paulo César Farias, o PC. A jovem Thereza, de beleza notável, ficou ao lado do marido durante todo o processo.

Com a morte de Pedro, mudou-se para São Paulo, onde ingressou no mundo dos negócios e se casou com o empresário Gustavo Halbreich. A ligação familiar de Thereza com a política não se encerrou com os Collor. Deputado pelo PTB alagoano, seu pai, o usineiro João Lyra, foi candidato ao governo do estado. A entrada de Thereza na campanha é um dos movimentos mais impressionantes da campanha alagoana, que começa tumultuada. A sucessão do governador Teotônio Vilela é disputada pelo deputado Renan Filho (PMDB), herdeiro político do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), pelo senador Benedito de Lira (PP) e já foi abalada na semana passada pela renúncia do até então candidato tucano Eduardo Tavares. (Época)

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos, controlada pelo Partido Republicano, de oposição, autorizou nesta quarta-feira (30) a abertura de um processo judicial contra o presidente Barack Obama por abuso de poder.

O procedimento é incomum e foi classificado de eleitoreiro pelos democratas.

Por 225 votos contra 201, a Câmara aprovou uma resolução que autoriza o presidente da Casa, o republicano John Boehner, a iniciar um procedimento judicial contra o presidente. Obama é acusado de ter violado suas responsabilidades constitucionais por não aplicar fielmente a lei de reforma do sistema de Saúde, de 2010.

Todos os democratas votaram contra.

Os correligionários de Obama apontam a contradição da acusação, já que os próprios republicanos são contrários a essa reforma, apelidada de ‘Obamacare’.

“O presidente Obama se excedeu em seus poderes constitucionais, e é responsabilidade da Câmara de Representantes defender a Constituição”, explicou Boehner, em artigo publicado na segunda-feira.

O futuro do procedimento da Câmara é incerto, porque a Justiça se mostrou até agora reticente a arbitrar os conflitos entre os Poderes Executivo e Legislativo.

Nos últimos dias, os aliados democratas do presidente afirmaram que o objetivo republicano é, na realidade, o “impeachment” de Barack Obama, um destino reservado a presidentes acusados de crimes graves, como o também democrata Bill Clinton. Mas os líderes republicanos negam que essa seja sua intenção real.

“Em vez de apresentar uma ação contra mim, porque estou fazendo meu trabalho, quero que o Congresso cumpra o seu e faça a vida dos americanos que o elegeram um pouco melhor”, atacou Obama, nesta quarta, durante uma reunião no estado do Missouri.

“Parem de fazer teatro!”, completou o presidente. (G1)

AS DIFICULDADES DO PT

Por Cristiana Lobo

A última rodada de pesquisas feita pelo Ibope deve ter acionado o sinal de alerta no PT. Segundo as pesquisas, o PT está tendo dificuldades com os candidatos aos governos de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal. Nestes locais, o PT só está na frente em Minas, ainda assim, Fernando Pimentel (com 25% das intenções de voto) estacionou na pesquisa e está empatado tecnicamente com o tucano Pimenta da Veiga que está em curva ascendente, com 21%.

O mais preocupante para o partido é o desempenho de Alexandre Padilha em São Paulo. O movimento dele tem sido muito lento, está com apenas 5% das intenções de votos, mesmo com a queda de Paulo Skaff, do PMDB que continua em segundo lugar com 11%. À frente na disputa está o tucano Geraldo Alckmin com larga vantagem ao bater 50% das intenções de votos. A notícia boa para o PT em São Paulo é que, no estado, Dilma Rousseff se mantém à frente de Aécio Neves com 30% das intenções de voto contra 25% para o tucano.

No Rio de Janeiro, o candidato petista Lindberg Farias está com 11% das intenções de votos, mas em situação de empate técnico com Crivella (16%) e Pezão com (14%) – a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Neste caso, há perspectiva de movimento na campanha, uma vez que, segundo o Ibope, 65% dos consultados acompanham com pouco ou nenhum interesse a disputa eleitoral de outubro. No Estado,  a vantagem de Dilma sobre o tucano é maior: ela tem 35% das intenções de voto e Aécio 15%, abaixo de sua média na última pesquisa Ibope.

Em nenhum destes lugares a situação do PT é tão delicada como no Distrito Federal, onde o governador petista Agnelo Queiroz é campeão de rejeição com 46% dos consultados declarando que não votariam nele de jeito algum, porcentual maior do que o dado a José Roberto Arruda, ex-governador que perdeu o mandato e foi preso após o escândalo que ficou conhecido como o mensalão do DEM de Brasília.

Arruda, mesmo com a candidatura questionada com base na Lei da Ficha Limpa (o registro ainda será julgado pela Justiça Eleitoral), aparece na frente com 32% das intenções de votos. Em Brasília, Agnelo pode ficar em terceiro lugar, atrás também de Rodrigo Rollemberg (PSB) que hoje tem 15% das intenções de votos. Em Brasília, o tucano está à frente, mas em empate com Dilma – 26% a 25% das intenções de voto.

Nesta rodada de pesquisas feitas pelo Ibope, o cenário mais tranquilo para o PT é na disputa ao Senado em Pernambuco onde o deputado João Paulo está na frente, com larga margem de voto. Até Eduardo Suplicy, senador há 24 anos, perdeu a dianteira para José Serra que tem 30% das intenções de votos contra 24% para o petista.

Os petistas argumentam que a campanha mal começou e que o quadro pode mudar. Que pode, pode, mas que o PT vai precisar melhorar o desempenho nos principais estados do país e na capital, isso também vai. (G1)

 

Os resultados saem em 30 minutos

Os resultados saem em 30 minutos

O Centro de Saúde Santo Inácio, localizado na Alameda 56, s/n, no bairro de Santo Inácio, promoverá nessa quinta-feira (31/7), das 8h às 17h, mais um mutirão de testes rápidos com resultados divulgados em 30 minutos.

Durante o evento também serão ofertados testes gratuitos de gravidez para as mulheres da comunidade. A iniciativa faz parte da estratégia de mobilização para ampliar o diagnóstico de HIV, sífilis e hepatites B e C em Salvador, dentro do projeto Fique Sabendo, da Secretaria Municipal de Saúde.

O Fique Sabendo tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da detecção precoce do HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis, garantindo a qualidade de vida da pessoa infectada, através de acompanhamento e tratamento gratuitos na rede pública de saúde.

Os pacientes soropositivos identificados no mutirão serão encaminhados para o Serviço Municipal de Assistência Especializada (Semae), na Liberdade, ou para o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Marymar Novais, no Dendezeiros, para iniciarem o tratamento totalmente gratuito.

Salvador é a 12ª cidade entre as capitais brasileiras em incidência do vírus da Aids. Para enfrentamento da patologia, a SMS ampliou o número de unidades de saúde que realizam o teste rápido para detecção do HIV de 33, no início de 2013, para 96 unidades em maio de 2014. Além disso, capacitou mais de 260 profissionais entre médicos e enfermeiros da atenção básica para a realização desses exames. (Tribuna da Bahia)

Deputado Luiz Moura (PT-SP) e seu irmão vereador Senival Moura (PT-SP)

Deputado Luiz Moura (PT-SP) e seu irmão vereador Senival Moura (PT-SP) (Vera Massaro/Alesp e Renatod’Sousa/Câmara Municipal de São Paulo/VEJA)

Irmão do deputado estadual Luiz Moura (PT) – flagrado pela polícia em reunião com dezoito integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) –, o vereador paulistano Senival Moura (PT) é alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo por suspeita dos crimes de formação de quadrilha e corrupção, aponta relatório sigiloso ao qual o site de VEJA teve acesso. Há uma semana, o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Márcio Fernando Elias Rosa, apresentou representação criminal contra o deputado Moura para apurar sete crimes: organização criminosa, extorsão, constrangimento ilegal, apropriação indébita, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e abuso de autoridade.

Ligados a perueiros que operam no sistema de transporte público de São Paulo, os irmãos Moura constam em inquéritos abertos para desvendar vínculos do PCC com as cooperativas. As investigações sobre Senival e Luiz Moura foram conduzidas até julho pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As citações ao deputado, porém, foram remetidas ao procurador-geral de Justiça, a quem cabe investigar parlamentares estaduais, que têm foro privilegiado.

Senival Moura consta como investigado no procedimento investigatório criminal (PIC) nº 22/11, aberto em maio de 2011 para apurar como o PCC havia se “infiltrado” em quatro cooperativas de lotações. Além dele, também são alvos do inquérito o deputado Luiz Moura e mais dez pessoas, cinco delas vinculadas a cooperativas de transporte. O Gaeco já apurou que dois deles foram sócios de uma empresa com Luiz Moura e movimentaram milhões de reais em imóveis comprados com dinheiro vivo e empresas de fachada, como a Happy Play Tour, integrante do Consórcio 4 Leste. Luiz Moura chegou a figurar no quadro societário da Happy Play Tour com o capital de 4 milhões de reais em cotas. Em um dos endereços da empresa, segundo o Gaeco, funcionava um açougue.

Confira na íntegra

‘NACIONALISMO CANHESTRO’

MERVAL PEREIRA

Publicado no Globo desta quarta-feira (30)

De duas, uma: ou há uma conspiração internacional contra o Brasil, ou o governo brasileiro está flertando perigosamente com o perigo, alheio às advertências que partem de todos os lados sobre as fragilidades de nossa economia. Ontem foi o Fundo Monetário Internacional (FMI) que colocou o país entre as cinco economias mais vulneráveis do mundo, ao lado de Índia, Turquia, Indonésia e África do Sul.

Também a agência de classificação Moody’s divulgou um relatório onde afirma que a Petrobras é, entre as empresas petrolíferas da América Latina, a que corre o maior risco financeiro por que está sendo usada politicamente para segurar a inflação com o represamento dos preços de combustíveis no País.

E o que respondem nossos dirigentes? Ao mesmo tempo em que vibram com a derrota política que impuseram ao banco espanhol Santander, tratam de declarar platitudes à espera de que as coisas melhorem por si, sem demonstrar a menor intenção de fazer mudanças no rumo tomado. Ao contrário, consideram que não o que mudar. (Coluna do Augusto Nunes/Veja)

» Clique para continuar lendo

 

Ministro da Fazenda, Guido Mantega

Ministro da Fazenda, Guido Mantega (Ueslei Marcelino/Reuters/VEJA)

O governo central (formado pelas contas do Tesouro, do Banco Central e da Previdência Social) registrou déficit primário de 1,95 bilhão de reais em junho, o pior resultado para junho desde o início da série histórica, informou o Tesouro Nacional nesta quarta-feira. Nos seis primeiros meses do ano, a economia feita para o pagamento de juros acumula saldo positivo de 17,24 bilhões de reais, metade do valor visto em igual período do ano passado e também o pior resultado para o período desde o ano 2000.

O resultado fiscal é a diferença entre os gastos e receitas do governo central. Quando as receitas superam as despesas, há o superávit primário, usado para arcar com os juros da dívida. Contudo, esse é o segundo mês consecutivo em que as contas ficam no vermelho. A deterioração das contas públicas tem sido motivo de apreensão tanto no governo quanto para investidores. O resultado de 2014 é, inclusive, pior do que o verificado em 2008 e 2009, anos de crise, em que a arrecadação foi penalizada e o governo teve de financiar políticas anticíclicas para amenizar os efeitos da crise financeira internacional.

O resultado negativo foi impactado, sobretudo, pelo resultado da Previdência Social, que apresentou, no mês passado, déficit de 4,508 bilhões de reais — alta de 16,2% em relação a maio. O impacto positivo foi o recebimento de 1,48 bilhão de reais em dividendos de estatais, muito acima dos 780 milhões de reais vistos em maio.

Em junho, as receitas líquidas do governo central somaram 78,46 bilhões de reais, quase 15% a mais frente a maio. No acumulado do semestre, somam 491,2 bilhões de reais, o que representa alta de 6,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as despesas somaram 80,41 bilhões de reais em junho, com alta de 2% em comparação ao mês anterior. Nos seis primeiros meses do ano, elas somam 473,96 bilhões de reais, alta de 10,6% em relação ao ano passado.

O resultado ruim mostra que as contas públicas seguem influenciadas pela economia fraca, o que tem levado o governo a recorrer às receitas extraordinárias para tentar fechar suas contas. Neste ano, a projeção é de que elas somarão 31,6 bilhões de reais. Também têm pesado as fortes desonerações tributárias que, no semestre passado, somaram cerca de 51 bilhões de reais, quase 45% a mais do que em igual período de 2013.

Em 2014, a meta de superávit primário do setor público consolidado (a soma das contas do governo central, Estados, municípios e estatais) é de 99 bilhões de reais, o equivalente a 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB). (Veja/Com Reuters)

 

Presidente da Argentina, Cristina Kirchner, ao telefone

Presidente da Argentina, Cristina Kirchner, ao telefone 

A agência de classificação de riscos Standard & Poor’s declarou nesta quarta-feira a dívida da Argentina em categoria de moratória seletiva (Selective Default, no termo em inglês), rebaixando-a de sua posição anterior, CCC-. Até às 18h30 desta quarta (horário de Brasília), o país não havia depositado o pagamento aos detentores de seus títulos renegociados em 2005 e 2010, e que haviam sido alvo de calote em 2001.

Segundo a S&P, a Argentina não honrou o pagamento de 539 milhões de dólares em juros sobre os bônus reestruturados que vencem em 2033. O pagamento deveria ter sido feito em 30 de junho, mas o país recebeu prazo extra de 30 dias para conseguir renegociar a dívida com seus credores. O prazo termina, na prática, às 19 horas (horário de Brasília), que corresponde à hora de fechamento dos bancos americanos que devem receber os pagamentos.

Os representantes da Argentina estão em reunião com o mediador do impasse, Daniel Pollack, desde meio-dia, mas ainda nenhum acordo foi anunciado. Com a nota de default, o país perde acesso aos mercados internacionais e pode ter seus bens no exterior confiscados por credores.

Nesta quarta, ocorre o segundo vencimento de uma parcela de 539 milhões de dólares relativos a juros que devem ser pagos a credores nos Estados Unidos. O governo Kirchner não pagou o montante no primeiro vencimento determinado pelo juiz Thomas Griesa, em 30 de junho. Griesa é o responsável pela decisão que obriga a Argentina a pagar não apenas os juros devidos aos credores, mas também os valores integrais referentes aos títulos detidos pelos chamados fundos abutres, que são detentores de bônus que não aceitaram a reestruturação da dívida argentina nos anos de 2005 e 2010 e, por isso, acionaram o país na justiça para receber montante total da dívida. A reestruturação se deu depois do calote de 2001 e impôs perdas aos investidores dos papéis do país. No caso dos credores da dívida reestruturada, as perdas foram da ordem de 40%. Os abutres, contudo, são fundos especializados em compra de títulos de países caloteiros, justamente para acioná-los na justiça e tentar receber o valor total.

Confira na íntegra

O serviço é gratuito e funciona das 10h às 17h

O serviço é gratuito e funciona das 10h às 17h

Os triciclos usados como velo-táxis vão circular obedecendo a um cronograma iniciado nesta quarta-feira (30/7) e que vai até o dia 10 de agosto, priorizando as áreas turísticas da cidade e o transporte de idosos, gestantes e pessoas com dificuldade de locomoção.

Onde estarão

Até sexta-feira, na região do Campo Grande (Corredor da Vitória/Graça/Av. 7 de setembro/Av. Carlos Gomes)

De 2 a 3 de agosto, no Farol da Barra (Porto da Barra/Barravento)

De 4 a 8 de agosto, na Praça Thomé de Souza (Centro Histórico – Pelourinho)

Dias 9 e 10 de agosto, voltando à Barra (Porto da Barra)

O serviço é gratuito e funciona das 10h às 17h.

De acordo com o secretário do Escritório Municipal da Copa, Isaac Edington, a proposta é avaliar novas áreas onde os velo-táxis possam atuar na cidade. “Queremos testar os triciclos como alternativa para pequenos deslocamentos, especialmente áreas turísticas ou com restrição para circulação de veículos convencionais”, explica. (Tribuna da Bahia)

 

Ministro da Economia argentino, Axel Kicillof, fala à imprensa no Consulado da Argentina, em Nova York depois de uma reunião de mediação sobre a dívida do país

Ministro da Economia argentino, Axel Kicillof, fala à imprensa no Consulado da Argentina, em NY 

A Justiça dos Estados Unidos disse na noite desta quarta-feira que o calote da dívida da Argentina era iminente, depois de os representantes do país não chegarem a um acordo com os chamados fundos abutres. A confirmação veio no final do dia, quando o prazo para chegar a um entendimento com os credores se esgotou. No mesmo instante em que o fracasso das negociações foi anunciado, o ministro da Economia da Argentina, Axel Kicillof, conduzia uma coletiva de imprensa em Nova York sem informar aos jornalistas sobre a situação de calote. Durante toda a coletiva, o ministro afirmou que a Argentina havia efetuado o pagamento dos juros aos credores que aceitaram a reestruturação da dívida — e negou moratória. Quando confrontado por uma jornalista argentina que possuía a nota da Justiça americana informando sobre o default, Kicillof afirmou que desconhecia a informação: “Estou surpreso com o que você acaba de dizer. Esse comunicado me parece escrito para favorecer uma das partes. Eu não entendo a Justiça americana”, afirmou.

Em comunicado, o mediador designado pela Justiça para resolver o impasse, Daniel Pollack, afirmou que o default da Argentina era “iminente”. O país não honrou o pagamento de 539 milhões de dólares aos credores que aceitaram a reestruturação da dívida em 2005 e 2010 porque seus representantes não acataram a decisão da Corte dos Estados Unidos, que determinava o pagamento, concomitante, dos fundos abutres. Tais investidores são aqueles que não aceitaram a reestruturação e querem receber o valor total da dívida. ”Default não é uma mera condição técnica, mas um evento doloroso e real que vai afetar as pessoas”, afirmou Pollack na noite desta quarta-feira. “As consequências desse default não são previsíveis, mas certamente não são positivas”, disse.

Leia na íntegra/Tire dúvidas

O Proativo, Programa de Atividade Física do 6º Batalhão de Polícia Militar, proporcionou alegria e descontração para um grupo de vovós e vovôs em comemoração ao “Dia dos Avós”, na tarde do dia 25, no Centro Educacional Professora Edneilda Marques.

Além de atividades lúdicas, foram realizados exercícios físicos e orientações sobre os benefícios da prática regular de atividade física aos presentes.

 

O paracetamol não é eficaz contra dores lombares, afirma um estudo que envolveu mais de 1.600 pacientes afetados por lombalgias agudas realizado na Austrália.

Os pacientes “tratados” com placebo apresentaram recuperação mais rápida – um dia em média – em comparação aos que tomaram paracetamol, um tratamento corrente contra esta “dor na parte inferior das costas”, afirmam os autores do estudo, publicado nesta quinta-feira na revista médica The Lancet.

Estes “resultados sugerem que o paracetamol não influi em nada no tempo de restabelecimento de uma lombalgia comum aguda” e “a prescrição universal do paracetamol para este grupo de pacientes levanta uma questão”, destaca a equipe australiana que realizou o estudo.

O paracetamol também não tem qualquer efeito sobre a dor, função, mudança geral dos sintomas, sono ou qualidade de vida do paciente com lombalgia. As dores lombares são a principal causa de invalidez no mundo, e o paracetamol é prescrito “universalmente” como tratamento de primeira linha, segundo The Lancet.

O estudo, batizado de “PACE”, avaliou 1.652 indivíduos de 235 centros de cuidados primários de Sydney (Austrália), durante três meses. Um primeiro grupo recebeu doses regulares de paracetamol (3 vezes ao dia por até 4 semanas), um segundo, doses em caso de necessidade (até 4g/dia), e um terceiro foi submetido a placebo.

Ao final de sete dias seguidos sem dores ou quase sem dor, o paciente era considerado restabelecido. O prazo médio de recuperação foi de 17 dias para os dois primeiros grupos e de 16 dias para o grupo placebo. (UOL/Notícias)

Muitos ciclistas não utilizam os acessórios de segurança

Em pesquisa realizada pela Proteste Associação de Consumidores, Salvador foi considerada a cidade onde há um maior número de ciclistas que já sofreram acidentes, correspondendo a 56% dos entrevistados.  O Proteste realizou a pesquisa em sete cidades brasileiras para saber o comportamento dos condutores de bicicletas.

Após Salvador, vem Curitiba, com 55%, e, empatados em terceiro lugar, Brasília e São Paulo, com 52%. Rio de Janeiro ficou com 51% e Porto Alegre com 37%. A maioria (75%) sofreu machucados leves ou de média gravidade, enquanto que 13% se feriram gravemente.

A pesquisa mostrou também que muitos ciclistas são imprudentes. Entre os 1.857 pesquisados nestas cidades, 21% afirmaram avançar sinais de trânsito e 10% não respeitam outras regras como, por exemplo, trafegar na mesma mão dos carros.

A imprudência no guidão também é percebida quando a pergunta é sobre o uso de acessórios de segurança. De acordo com o levantamento, 27% dos brasileiros confessaram que nunca usam capacete, apesar de ele ser recomendável como item de segurança e diminuir as chances de traumatismo craniano nos casos de queda. Refletores ou sinais luminosos também não são usados ao pedalar à noite para 20% dos ciclistas, enquanto 41% não têm buzina em suas bicicletas.

Por outro lado, os resultados do levantamento mostram que há muitos ciclistas interessados em mudar de atitude: 96% dos entrevistados acham que sinais luminosos dianteiro e traseiro deveriam ser obrigatórios no período noturno (de acordo com as normas de trânsito, eles já são – mas muita gente não os usa).

Na opinião de 82% deles, também deveria ser obrigatória a utilização de gestos e sinais durante a condução do ciclista em ruas e estradas.

Por isso, 77% dos brasileiros afirmam que os ciclistas deveriam ser multados em caso de direção perigosa em vias públicas.

Para a pesquisa, realizada entre novembro e dezembro de 2013, foram enviados questionários online para associados e não associados da Proteste das cidades de Salvador, Curitiba, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte. Os ciclistas foram questionados sobre o grau de satisfação com as ciclovias, seus hábitos enquanto pedalam e os cuidados que têm com suas bicicletas. (A Tarde)

Na época da Operação Tesouro, em 2007, computadores foram apreendidos

Dois grupos de empresários de Salvador, dos ramos alimentício e de informática, foram denunciados nesta quarta-feira, 30, pelo Ministério Público estadual, por crimes de formação de quadrilha e sonegação fiscal.

Segundo investigações da “Operação Tesouro”, deflagrada em 2007, as fraudes lesaram os cofres públicos estaduais em mais de R$ 14 milhões. Entre os denunciados, estão proprietários, administradores e funcionários das empresas GME Comércio de Bar e Restaurante Ltda., da Networks Informática Ltda., e da CDP Alimentos Ltda.

Realizada pelo MP, em conjunto com a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e a Delegacia de Crimes Contra a Administração Pública (Dececap), a operação levantou provas de que o proprietário da Networks, em associação com donos de restaurantes de Salvador, montaram um esquema de sonegação de impostos, por meio da instalação de versões não autorizadas do software Colibri nos computadores da empresa. Segundo a denúncia, este programa de informática permitia a desativação do Emissor de Cupom Fiscal (EFC), o que impediu o registro de operações tributáveis durante o período de 2004 a 2007.

As provas levantadas contra os denunciados foram obtidas a partir de mandados de busca e apreensão, interceptação telefônica e quebra de sigilo bancário e fiscal, expedidos pela 1ª Vara Crime de Salvador. Segundo informações do Gaesf, as evidências forneceram detalhes da participação de cada investigado no esquema fraudulento, inclusive revelando que o dono da Networks, além do software ilegal, oferecia treinamento aos funcionários dos restaurantes de como lesar o fisco por meio do Colibri. O Gaesf informou ainda que as investigações continuam, pois outros estabelecimentos alimentícios foram autuados pela Sefaz. O esquema envolveria um total de 27 restaurantes. (A Tarde)

O humorista Fausto Fanti (direita), do grupo Hermes & Renato (Foto: Divulgação)

O humorista Fausto Fanti (direita), do grupo Hermes & Renato (Foto: Divulgação)

O comediante Fausto Fanti, o Renato do grupo de humor Hermes & Renato, foi encontrado morto em seu apartamento em Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo, nesta quarta-feira (30), segundo o 23º Distrito Policial. O corpo de Fanti, que tinha 35 anos, foi encontrado pelo amigo Adriano Silva, que interpreta o personagem Joselito, segundo o investigador do caso. Ainda segundo a Polícia Civil, o corpo tinha um cinto no pescoço. No boletim de ocorrência, a morte foi tratada inicialmente como suicídio. O investigador disse que o comdiante estava se separando da mulher e tinha uma filha de oito anos.

De acordo com informações iniciais da investigação, Fanti deveria ter buscado a filha em compromisso, mas não foi. Isso preocupou a mulher dele, que enviou mensagens de telefone, não respondidas. Preocupada, a mulher pediu para que o amigo, Adriano, fosse até o apartamendo para ver o que havia acontecido. Após não conseguir entrar no apartamento, Adriano chamou o síndico do prédio e pediu ajuda. Lá, ele encontrou, segundo a Polícia, Fanti morto com um cinto no pescoço.

Fanti fazia parte do grupo Hermes e Renato, criado na cidade de Petrópolis (RJ) em 1990. O programa de humor escrachado com paródias de programas de TV e outras esquetes começou a ser exibido pela MTV em 1999. O quadro Hermes & Renato, que batizou o programa, era inspirado em pornochanchadas dos anos 70. Outros personagens famosos foram o Palhaço Gozo, Boça e Joselito. Eles também fizeram clipes que caçoavam de estilos musicais como metal (Massacration), indie (Também sou hype), axé (Coração Melão) e gospel (Padre Gato).

Após a passagem pela MTV, o grupo foi contratado pela Record e mudou de nome para Banana Mecânica. Depois disso, começou a publicar suas piadas no YouTube e assinou contrato com os canais Fox. Segundo a emissora de TV por assinatura, o grupo havia gravado apenas pílulas da série que iria ao ar no canal FX no ano que vem. (G1)

Uma ossada humana foi encontrada em um terreno vazio próximo ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, Belo Horizonte, na terça-feira (29). A polícia fez buscas na região em um lote de Vespasiano pelos restos mortais de Eliza Samudio depois de indicação de Jorge Luiz Rosa, primo do ex-goleiro Bruno.

Os ossos foram localizados por um funcionário de uma empresa de coleta de lixo na região e encaminhados para o Instituto Médico Legal de Belo Horizonte. Ainda não é possível saber se os restos são do corpo de uma mulher, segundo o jornal O Tempo. De acordo com a Record, a estimativa é de que a ossada tenha 4 anos.

O servente Reinaldo da Sagrada Família, 37 anos, encontrou a ossada “por acaso”. Os ossos estavam espalhados por aproximadamente 3 metros, perto de uma pequena árvore que fica em um terreno da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O corpo estava a pouco mais de 1 km do terminal de embarque de passageiros.

O servente contou que foi verificar o nível da água em uma nascente quando avistou o crânio e vários ossos espalhados. “Fiquei tremendo de medo com o susto que levei e subi o barranco correndo”. A polícia foi chamada e recolheu a ossada, que passará por exames para determinar a quem pertence.

Antes o local, que é um sítio da Infraero, tinha uma floresta, que passou por queimada. Isso pode ter atrapalhado a localização da ossada. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, chegou a morar perto da região. (Correio da Bahia)

José Genoino (GloboNews)  (Foto: Reprodução GloboNews)

José Genoino faz exames antes de voltar à cadeia em maio (Foto: Reprodução /GloboNews)

A juíza da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal Leila Cury descontou nesta quarta-feira (30) 34 dias da pena do ex-deputado federal e ex-presidente do PT José Genoino (SP), um dos condenados no processo do mensalão do PT e que cumpre pena no presídio da Papuda, nos arredores de Brasília.

Segundo dados da VEP, com os dias remidos (condenados que trabalham e estudam podem ter dias de pena descontados), Genoino já cumpriu um sexto da pena, exigência legal para a progressão de regime, e adquiriu em 20 de julho o direito de migrar para o regime aberto, cumprido em prisão domiciliar. Até agora, ele já cumpriu 8 meses e 16 dias da pena total de 4 anos e 8 meses.

A decisão da juíza será enviada para o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, relator das execuções penais do processo do mensalão do PT. Ele julgará pedido da defesa de Genoino para mudar do regime semiaberto para o aberto e ir para casa cumprir pena

Genoino foi preso em novembro do ano passado, mas passou mal dias depois e obteve direito a prisão domiciliar provisória.

Desde 1º de maio deste ano voltou ao presídio por decisão do ministro do STF Joaquim Barbosa, que se baseou em laudos médicos e entendeu que não havia necessidade de ele continuar a se tratar em casa. No dia 25 de junho, o plenário do Supremo confirmou que Genoino deveria continuar na cadeia porque não poderia ter “tratamento diferenciado” em relação a outros detentos.

Na ocasião, Barroso lembrou que Genoino teria direito a pedir progressão para o regime aberto a partir do dia 24 de agosto. Segundo Barroso, como não há estabelecimento penal específico no Distrito Federal para detentos do regime aberto, o ex-deputado teria benefício de cumprir a pena em casa.

Na decisão desta quarta, Leila Cury afirma que Genoino trabalhou e estudou dentro da cadeia e que deve ter 34 dias descontados e pede que os documentos sejam encaminhados “em caráter de urgência” para Barroso.

O pedido de Genoino é o segundo de progressão de regime apresentado por presos do mensalão do PT. Antes dele, pediu o benefício da prisão domiciliar o ex-tesoureiro do extinto PL Jacinto Lamas.

Pedido de progressão de Genoino
Os advogados afirmam que, apesar de faltar um mês para o cumprimento de um sexto da pena, Genoino teve 34 dias remidos em razão de trabalho e estudo dentro da cadeia.

No documento encaminhado à Justiça, a defesa de José Genoino afirma que, desde o retorno da prisão em 1º de maio, o ex-parlamentar trabalhou 42 dias na biblioteca do presídio, além de ter participado de dois cursos de educação à distância – direito constitucional com carga de 180 horas e introdução à informática e internet com carga de 60 horas.

Para a defesa, o ex-deputado preenche o requisito “objetivo” para mudar para regime de prisão mais brando, que é o cumprimento de um sexto da pena, e também o requisito “subjetivo”, caracterizado pelo bom comportamento.m (G1)

IBOPE: COM 50%, ALCKMIN VENCE NO PRIMEIRO TURNO

Candidatos ao governo do Estado de São Paulo: Geraldo Alckimin, Paulo Skaf e Alexandre Padilha

Candidatos ao governo do Estado de São Paulo: Geraldo Alckimin, Paulo Skaf e Alexandre Padilha(Divulgação/VEJA)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), seria reeleito no primeiro turno, com 50% das intenções de votos, segundo pesquisa Ibope divulgada na noite desta quarta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo em parceria com a TV Globo.

De acordo com o levantamento, Paulo Skaf, do PMDB, aparece com 11% em segundo lugar, e Alexandre Padilha, do PT, tem 5% da preferência dos entrevistados. Outros 15% afirmaram que pretendem votar em branco ou nulo, e 14% não souberam opinar. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Aprovação e rejeição – Segundo o instituto, Padilha detém a maior rejeição entre os candidatos ao Palácio dos Bandeirantes: 19%. Alckmin registrou 18%, e Skaf, 13%. O Ibope também avaliou o desempenho da atual gestão de Alckmin: o percentual de aprovação – ótimo – é de 6%. 34% dos entrevistados consideram o desempenho do governo como bom e 11% dos ouvidos apontam a avaliação como péssima.

Há quinze dias o instituto Datafolha também analisou a disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. O cenário mostrado foi bastante similar ao retrato pela pesquisa Ibope. Na avaliação divulgada em 17 de julho, Alckmin aparece com 54% das intenções de voto, seguido por Skaf, com 16%, e Padilha, 4%.

Disputa ao Senado – O Ibope avaliou também as intenções de voto ao Senado Federal. O ex-governador José Serra (PSDB) tem 30% das intenções. Na sequência, o petista Eduardo Suplicy (PT) aparece com 23%. O ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) tem 5%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo 00013/2014. Conforme os dados registrados, foram ouvidos 1.513 eleitores, nos dias 26 e 28 de julho, em 78 municípios paulistas. Essa é a primeira vez que o instituto avalia o cenário paulista na corrida eleitoral neste ano. (Veja)

Os candidatos ao Senado Geddel Vieira Lima (PMDB) e Otto Alencar (PSB) entraram em desavença por redes sociais. O governador Jaques Wagner (PT) entrou no meio para defender o vice-governador. Wagner atacou o ex-aliado Geddel, dizendo que “ele não tem nada para mostrar, por isso ataca”.

O caso começou depois que Otto Alencar afirmou que Geddel “ficou dizendo que seria candidato a governador para depois sair para o Senado”. Geddel respondeu afirmando que a Bahia não precisa de “subserviência no Senado” e que Otto está “à disposição do PT”.

Depois, em réplica a internautas, ele falou sobre a “baixaria” entre os candidatos. “Também acho, mas aceitar provoca e agressão passivamente não é do meu estilo, eles botam a música, eu danço”. “Quiser e debato a minha a sua e a de quem quiser O nível você é escolhe”, postou.

Wagner interveio posteriormente. Ele elogiou Otto. “Você tem história, tem a ficha limpa”. Otto também voltou ao ataque. “@Geddel_ acha que lealdade é sinônimo de subserviência. Recebi o convite de @jaqueswagner, Lula, @dilmabr e 9 partidos p disputar ao Senado

Nesta manhã, também, pelo Twitter, Otto partiu para cima de novo. Na tréplica, ele disse que “Geddel acha que lealdade é sinônimo de subserviência” e que “nunca imaginei que Geddel fosse se apropriar da herança do senador ACM, o político que mais ele atacou, agrediu, caluniou e xingou”.

“A minha candidatura não foi imposta ou forçada. É um fruto de um convite e da parceria e trabalho com o gov @jaqueswagner, Lula e @Dilmabr”, escreveu. (Correio da Bahia)

(Foto: Divulgação)

O hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, confirmou nesta quarta (30) que o apresentador de televisão Jô Soares, 76, permanece internado e seu estado de saúde é estável. O humorista está hospitalizado desde sexta-feira (25), com quadro de infecção pulmonar.

Segundo a assessoria do hospital, o estado de saúde do apresentador é o mesmo informado no último boletim médico, divulgado na segunda (28). Segundo o texto, o paciente foi tratado com antibióticos e deve ter alta nos próximos dias.

O diretor do “Programa do Jô”, Willen van Weerelt, disse à reportagem que conversou com o apresentador, e ele afirmou que já se sentia melhor após o tratamento.

Na segunda, o “Programa do Jô” apresentou a entrevista do escritor, dramaturgo e poeta Ariano Suassuna, que morreu, aos 87 anos, na última quarta-feira (23). O programa foi ao ar originalmente em julho de 2007. Jô voltou de férias em 14 de julho. (Correio da Bahia)

Menina morreu dentro de ambulância (Foto: Ubaitaba Urgente)

Uma menina de quatro anos morreu na manhã desta terça-feira (29) após se engasgar em uma operação de extração dentária. Segundo a Polícia Militar de Ubaitaba, onde aconteceu o caso, a menina ficou sufocada e sofreu duas paradas cardíacas, morrendo após a segunda.

Durante a operação, a garota estava acompanhada por um responsável. A dentista deixou um dente que era extraído escapar do alicate e ele caiu na garganta da menina. O médico e sua assistente, que é socorrista do Samu, ainda tentaram fazer a menina desengasgar, mas não conseguiram e a encaminharam para o hospital de Ubaitaba.

Ainda de acordo com a PM, ao chegar no Sociedade Hospitalar São Vicente de Paula, um médico a encaminhou para uma unidade médica da cidade de Itabuna. Ela foi levada por uma ambulância de Ubaitaba, acompanhada por socorristas do Samu.

A menina sofreu as duas paradas cardíacas no trajeto até Itabuna e morreu após a segunda. O enterro da garota de quatro anos aconteceu na manhã desta quarta-feira (30). A PM não revelou a identidade da vítima e até a tarde de hoje a família ainda não havia prestado queixa na delegacia da cidade.

Em entrevista ao site local Ubaitaba Agora, uma amiga da família relatou que a menina não queria ir ao consultório da dentista: “Parece até que a garotinha estava prevendo alguma coisa, ela saiu de casa chorando e chorou muito ao entrar na sala da dentista”, disse. (Correio da Bahia)

Os filhos do casal foram levados pelos criminosos. Suspeito de cometer o crime é o proprietário da fazenda onde eles moravam

Um vaqueiro foi morto e a mulher dele escapou após se fingir se morta na zona rural de Alcobaça, no sul da Bahia. O crime aconteceu na residência do casal, na frente dos filhos deles. Segundo a delegada responsável pelo município de Alcobaça, Rosângela Santos de Souza, o proprietário da fazenda Ribeirão, para quem o vaqueiro trabalhava, é o principal suspeito de cometer o crime.

“Eles tinham discutido naquela manhã, depois que a vítima pediu as contas e pediu uma rescisão”, conta a delegada Rosângela. “O crime noite da segunda-feira (28), por volta das 21h, quando o dono da fazenda chegou na casa das vítimas já atirando”.

Ele estaria acompanhado de dois homens, que ainda não foram identificados pela polícia. Eles atiraram três vezes em Alexandro Neves de Souza, 31 anos. O vaqueiro, que foi atingido na cabeça, ombro e braço direito, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O trio ainda atirou na cabeça da mulher de Alexandro, Irineuza Costa Chaves, 28 anos.

Ela ainda foi atingida por 14 golpes de faca, e se fingiu de morta. Eles colocaram a mulher no carro, com a intenção de abandonar seu corpo em outro local, e fugiram levando os dois filhos do casal – um menino de 3 anos e uma menina de 2 anos. A família morava na fazenda há seis meses.

“A Irineuza conseguiu chegar em uma casa da região no dia seguinte ao crime, e entrou em contato com a polícia. Foi aí que começaram as buscas pelos criminosos”, relata a delegada. A mulher foi socorrida para um hospital em Alcobaça, e posteriormente transferida para um hospital de outra cidade. Ela não corre risco de morte.

Os meninos, que estavam desaparecidos, foram localizados na tarde desta quarta-feira (30) em uma creche em Teixeira de Freitas. A polícia já entrou em contato com os avós das crianças. O corpo do vaqueiro foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itamaraju, onde aguarda a chegada dos familiares para realizar a identificação.

Ainda conforme a delegada de Alcobaça, a prisão preventiva do proprietário da Fazenda Ribeirão já foi decretada, mas ele é considerado foragido da polícia.(Correio da Bahia)  

A Grande diva da TV brasileira EVA WILMA está chegando em JUAZEIRO-BA com a comédia do teatro “Azul Resplendor”, dias 20 e 21 de agosto (quarta e quinta) às 20h, no Centro de Cultura João Gilberto. Também no espetáculo, os atores globais Genézio de Barros, Guilherme Weber e grande elenco.

Ingressos promocionais antecipados. Garanta o seu. Vendas no portal SG.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou ontem o número oficial do eleitorado brasileiro, totalizando 142.822.046 aptos a votar nas eleições gerais de 2014 em todo o Brasil, um aumento de 5,17% em relação às eleições de 2010.

Na Bahia, o quantitativo é de 10.185.417 eleitores em condições regulares de comparecerem às urnas em outubro deste ano. Desse quantitativo, 417.820 já vão votar com a identificação biométrica.

As mulheres são maioria, somam 5.304.570 eleitores, 52% do total de votantes, enquanto os homens têm número um pouco menor: 4.874.046 eleitores (47,8%). Os demais, 6.801 (0,06%), não informaram o sexo. (IG)

Tucano promete “ambiente de segurança” para elevar investimentos a 24% do PIB

O candidato à Presidência da República do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), disse que a situação econômica do país é pior que a derrota da seleção brasileira contra a Alemanha na Copa do Mundo. “A derrota por 7 a 1 na Copa foi muito triste. Mas o pior é o 7 a 1 que o governo vai deixar: 7% de inflação e 1% de crescimento”, ironizou ele nesta quarta-feira (30) durante sabatina a empresários na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. Hoje, a inflação beira os 6% ao ano e o crescimento do PIB no ano passado foi de 2,3%.

Hoje, os empresários entrevistaram também o candidato Eduardo Campos (PSB), que criticou as alianças políticas de Aécio da presidente Dilma Rousseff (PT), que será sabatinada a partir das 15h.

Na conversa com os industriais, Aécio disse que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) é “pífio” e culpa do governo atual, não das circunstâncias internacionais ou dos baixos investimentos feitos pelos empresários. “Os resultados pífios da economia brasileira são obra de brasileiros, consequência de decisões erradas”, afirmou ele, que mencionou “arrogância” na gestão de Dilma.

Aécio chegou a admitir que os governos Lula e Fernando Henrique foram iguais ao menos em um aspecto. Em suas duas administrações, o Brasil cresceu na mesma média que os países vizinhos. “Nesse ano, o PIB será 2,5% menor do que na América Latina”, afirmou o tucano.

Apesar de condenar a gestão Dilma por culpar a situação internacional como motivo para o baixo crescimento atual, Aécio disse que esse foi um dos fatores que pesaram nas taxas maiores do PIB durante a gestão de Lula (2003-2010).

Ele afirmou que não é preciso dar tanta atenção ao boletim do banco Santander, criticado por Dilma por afirmar que sua eleição vai “piorar” a economia, porque ele a opinião seria igual a “centenas” de outras. “Vamos ficar na FGV [Fundação Getúlio Vargas]: o pessimismo é crescente.”

O senador disse que seu governo não vai fazer pacotes e programas, mas “regras claras” para o empresariado poder investir num “ambiente de confiança” com taxa de juros menor.Busca da competitividade deve ser feita como obsessão absoluta

Ele ainda prometeu “enfrentar a simplificação do sistema tributário na largada do governo”. Horas antes, Eduardo Campos dissera aos empresários na CNI que, na primeira semana que governo, iria lutar pela reforma tributária no país.  “O que quero oferecer não é um plano milagroso, mesmo que os resultados não venham em sua totalidade.”

Aécio afirmou que, se eleito, vai perseguir a meta de, até 2018, elevar a taxa de investimos dos atuais de 18% para  24% do PIB. Ele prometeu “uma grande articulação do governo com o setor privado”. “Quero oferecer a vocês uma nova esperança.”

O senador do PSDB afirmou que terá a “coragem” para “tomar todas as medidas necessárias, para um novo ciclo de crescimento” no país. (Congresso em Foco)

 

Paulo Souto rebateu críticas de Rui Costa e Lídice da Mata

“É um extermínio dos baianos, um holocausto, o que está acontecendo na saúde, greve de mais de 100 dias na educação e greve da PM”, disse o ex-governador Paulo Souto (DEM), nessa quarta-feira, 30, em resposta às críticas do petista Rui Costa, que disse ontem, terça, 29, que o democrata deveria pedir desculpas à população.

“Se alguém tem que pedir desculpa é ele, que é um representante do governo (de Jaques Wagner)”, completou Souto, o terceiro entrevistado do “Que Venha o Povo”, da TV Aratu, durante o projeto Vota Bahia (uma parceria entre os grupos A TARDE, TV Aratu e Metrópole).

O ex-governador também rebateu a acusação de Rui Costa de que adversários teriam empresas em nome de parentes que se beneficiariam de acordos políticos para prestar serviço público. Assim como Lídice da Mata (PSB), o democrata afirmou que a acusação não se aplica a ele e argumentou que manteve a ética ao exercer as duas gestões como governador (em 1994 e em 2002).

Paulo Souto, que usou praticamente todos os 12 minutos da entrevista como uma réplica a Rui Costa e Lídice da Mata, questionou os dados apresentados pelo petista para dizer que os números de violência aumentaram durante suas gestões. Ele alega que a média anual de homicídio durante o seu segundo governo foi de 2.600 ocorrências, já na gestão do PT é de 5.100.

Para melhorar a situação, o ex-governador sugeriu que seja “reconquistada a confiança dos policiais com o governo”, para que cada um exerça sua função. Ele também disse apostar em uma redistribuição do efetivo e terceirização com funcionários civis para funções administrativas das polícias. “Isso é perfeitamente possível. Claro, que ninguém vai implantar isso em janeiro. Tem que ser discutido”, informou.

Souto também criticou a gestão das áreas de saúde e de educação, dizendo que ambas precisam ser melhoradas. Ele ainda reclamou da situação financeira do Estado, alegando que há dívidas e que o governador Jaques Wagner está pedindo empréstimos para cobrir os débitos oriundos de gastos descontrolados durante a gestão petista. (A Tarde)

6º BPM realiza apreensão de veículo roubado

Na Cidade de Queimadas, na rodovia BA 120, nesta terça feira (29), às 18 horas, policiais da  Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar prenderam Luciano Santana Bispo, 28 anos, por conduzir o veículo Montana, de cor cinza, placa GNR1700, licença de Salvador, com restrição de roubo constatada no sistema do DETRAN.

O acusado, juntamente com o veículo, foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Queimadas.

6º BPM realiza prisão por furto

Policiais da  Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar realizaram uma prisão por furto na Praça Marechal Castelo Branco, Bairro Mercado, em Senhor do Bonfim, nesta terça feira (29), às 15 horas.

Jhonatan Carneiro Duarte, 23 anos, furtou um fardo de cachaça de um mercado e fugiu. Os policiais localizaram o acusado com o objeto do furto.

Na delegacia de Polícia Civil, onde foi lavrado o flagrante, constatou-se que o acusado tinha passagem pela polícia, em Juazeiro, por tráfico e era foragido da justiça.

6º BPM apreende veículo adulterado

Na Cidade de Andorinha, nesta terça feira (29), às 11h20, durante abordagens, policiais da  Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar apreenderam e apresentaram na delegacia de Polícia Civil de Andorinha a motocicleta CG 125, cor vermelha, placa EJ 476, licença de Uberlândia, Minas Gerais, por adulteração na numeração do motor.

O proprietário do referido veículo também foi apresentado à autoridade judiciária para adoção das medidas pertinentes.

6º BPM realiza prisão por embriaguez ao volante

Policiais da  Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar prenderam Maicon Lima Castro, 27 anos, por direção perigosa, ao conduzir embriagado um ônibus Mercedes Benz, placa CNI0574, na Praça Nova do Congresso, em Senhor do Bonfim, nesta terça feira (29), às 21h50.

6º BPM apreende adolescente com arma de fogo

Na Cidade de Filadélfia, na Rua Antonio Cesário, Bairro Novo, nesta terça feira (29), às 22 horas, policiais da  Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar, após abordagem, apreenderam um adolescente de 16 anos, com um revólver calibre 38 com quatro munições intactas. A arma estava engatilhada na cintura do rapaz.

O adolescente foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Senhor do Bonfim, acompanhado de um representante do Conselho Tutelar.

CAÇA AOS INFIÉIS

dilma

Campanha atenta a traições

Se entre a base aliada nacional Dilma Rousseff já está tendo que conviver com um caminhão de traições, imagina nas disputas estaduais. Esse é o raciocínio do comando da campanha petista.

Os caciques do partido, na reunião com os coordenadores regionais (Leia mais aqui), pediram atenção redobrada aos candidatos infiéis.

O PT começou a enviar para os estados, na semana passada, os materiais de campanha com diferentes imagens de Dilma e Lula. Boa parte contém um espaço em branco, onde entra o rosto do candidato aliado.

A cúpula do partido pediu aos coordenadores para ser comunicado imediatamente de todos os casos em que foram identificados candidatos supostamente aliados estampados em cartazes posando ao lado de Aécio Neves.

Todo mundo sabe que isso acontecerá aos potes. A urgência na comunicação desses episódios explica-se: evitar acúmulo de processos na Justiça Eleitoral. (Veja)

Por Lauro Jardim

Deputado estadual Luiz Moura (PT) na reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa de São Paulo

DEPUTADO-BOMBA – O deputado estadual Luiz Moura (PT), investigado por ligações com a facção criminosa PCC(Vera Massaro/ALESP/VEJA)

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou nesta quarta-feira recurso do PT para excluir o deputado estadual Luiz Moura das eleições de outubro. Flagrado pela Polícia Civil em reunião na qual participaram dezoito integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Moura foi afastado por sessenta dias do partido e ficou impedido de obter uma legenda para concorrer ao seu segundo mandato na Assembleia Legislativa. O deputado recorreu à Justiça comum e conseguiu, provisoriamente, anular a suspensão. Ele também chegou a  invalidar a Convenção Estadual que definiu os candidatos ao Legislativo e homologou a candidatura de Alexandre Padilha ao governo do Estado, mas a Justiça revalidou o encontro partidário posteriormente.

Em decisão unânime, a 5ª Câmara de Direito Privado decidiu na manhã desta quarta “não conhecer” o agravo de instrumento apresentado pelo Diretório Estadual com objetivo de derrubar a liminar que anulou a suspensão e concedeu ao deputado o direito de registrar sua candidatura individualmente. O relator do processo, desembargador Edson Luiz de Queiroz, votou contra o partido: ”Não conheço o agravo, na medida em que não houve uma representação processual regular do agravante. Inicialmente estou rejeitando [a admissibilidade], haja vista que a matéria é de competência desta Justiça estadual e não do Tribunal Regional Eleitoral. Portanto, eu estou rejeitando a preliminar e não conheço o pedido”, disse o desembargador, contrariando a tese do setor jurídico petista.

Queiroz reafirmou a decisão da Justiça Eleitoral, que já havia encaminhado o caso para o TJ. O presidente da 5ª Câmara, desembargador Erickson Gavazza Marques, disse “lamentar”, mas também considerou o recurso petista inadmissível, sem análise de mérito. O voto foi acompanhado ainda pelo desembargador Mônaco da Silva.

Os advogados do PT, Marcelo Rossi Nobre e Othon de Sá Funchal Barros, argumentavam que o Judiciário não poderia interferir em decisão partidária: ”A escolha dos candidatos é ato interna corporis do partido, não podendo ser alterada pelo Judicário, principalmente em medida liminar”. Os defensores do PT também afirmavam que a suspensão a Moura foi aplicada de acordo com o estatuto da sigla, “em estrito cumprimento do dever legal” – tese que o juiz Renato de Abreu Perine, da 17ª Vara  Cível, rejeitou em análise anterior, determinando que Moura pedisse o registro de sua candidatura.

Na semana passada, Luiz Moura obteve o registro de CNPJ para começar a fazer campanha. O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, porém, ainda precisará validar o registro de candidatura do petista – ou considerar regular apenas a chapa de candidatos a deputado estadual enviada pelo PT, lista que exclui Moura. O caso será julgado pela desembargadora Diva Malerbi. (Veja)

Leia também:
-
Deputado do PT foi sócio de empresa suspeita de lavar dinheiro para o PCC

-O dilema do PT para se livrar do deputado-bomba

-O (explosivo) braço político do PT no mundo dos perueiros

Cristina Kirchner recebeu na terça (29) o apoio do Mercosul no impasse com os fundos especulativos (Foto: AFP)

Cristina Kirchner recebeu na terça (29) o apoio do Mercosul no impasse com os fundos especulativos 

Termina nesta quarta-feira (30) o prazo para que a Argentina encontre uma saída para evitar um novo calote, quase 13 anos depois da moratória de 2001. O país busca um acordo com os fundos especulativos ou a suspensão da decisão da Justiça dos Estados Unidos que força o país a negociar com investidores que não aceitaram participar das restruturações da dívida e exigem o pagamento integral.

Nesta terça (29) o ministro argentino da Economia, Axel Kicillof, foi até Nova York participar de uma reunião com o mediador judicial Dan Pollack e tentar pôr um fim ao impasse, mas não conseguiu chegar a um acerto. Segundo o ministro, as conversas devem prosseguir nesta quarta. Nos últimos dias, o país participou de várias reuniões com o mediador designado pela corte norte-americana.

O governo da presidente Cristina Kirchner continua tentando uma saída judicial e pede que a Justiça norte-americana conceda uma medida cautelar que permita o desbloqueio da parcela da dívida reestruturada e dê mais tempo para o país resolver os problemas com os chamados “fundos abutres”.

Na véspera, a presidente argentina recebeu o apoio dos países do Mercosul, reunidos em Caracas, que manifestaram “sua solidariedade militante” na disputa com os fundos especulativos.

A presidente Dilma Rousseff defendeu “foros imparciais” para julgamento de ações sobre a restruturação de dívidas de nações. “O problema que atinge a Argentina é ameaça não apenas para o país irmão, mas atinge todo o sistema financeiro internacional. Não podemos deixar que a ação de poucos especuladores coloque em risco a estabildade e o bem-estar de países inteiros”, disse.

Já Cristina Kirchner reafirmou que seu governo está disposto a pagar todas as suas dívidas. “Tentam de fora e de dentro (do país) nos assustar, insinuando que, se não fizermos o que eles dizem que temos de fazer, virão as dez pragas do Egito (…) A Argentina afirma mais uma vez sua vontade, suas convicções, suas decisões e suas ações, que estarão direcionadas ao pagamento de 100% dos credores, mas de forma justa, equitativa, legal e sustentável”, disse.

O governo argentino tem deixado claro que não aceita ser responsabilizado pelo eventual novo calote, uma vez que depositou o valor correspondente ao vencimento da parcela, cujo prazo de carência vence nesta quarta.

Leia na íntegra

Prefeito foi atingido por quatro tiros (Reprodução | Vermelhinho BA)

Prefeito de Itagimirim (a 602 km de Salvador), Rielson Santos Lima (PMDB) foi assassinado na noite desta terça-feira, 29. De acordo com o Blog do Anderson, o prefeito estava com um primo em um bar quando dois homens chegaram em uma moto e atiraram contra a vítima. O gestor foi atingido por quatro tiros.

Segundo o site Radar 64, o prefeito ainda tentou fugir após ser baleado pela primeira vez, mas foi perseguido por um dos criminosos, que efetuou os demais disparos. Depois do crime, os bandidos fugiram.

Ele foi levado para o Hospital Regional de Eunápolis em uma ambulância escoltada, onde foi submetido a uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 23h, quatro horas após ter sido baleado. Não há informações sobre a autoria e a motivação do crime.

O vice-prefeito Rogério Andrade de Oliveira (PP) deve assumir o município. (A Tarde)

Pelo menos em um quesito concordaram os seis candidatos que participaram, juntos pela primeira vez, da sabatina realizada pela Academia de Letras da Bahia, com transmissão ao vivo da TVE Bahia: aumentar o orçamento do estado para a Cultura, que hoje beira a um total de 0,5%.

Enquanto Paulo Souto (DEM) e Lídice da Mata (PSB) falaram em porcentagens, defenderam 1,5% e Marcos Mendes (PSOL) 2%, Rui Costa (PT), Renata Mallet (PSTU) e Rogério Tadeu Da Luz (PRTB) não falaram em números, mas também garantiram diálogo para definição de acréscimo para desencadear ações e cumprir futuras metas ao setor.

Cada candidato teve pouco mais de 15 minutos para explanar suas ações na área de cultura, divididas em três blocos: estrutura e desenvolvimento da cultura; patrimônio, memória e contemporaneidade e as considerações finais.

A sabatina, realizada nos mesmos moldes da eleição de 2012 para prefeitura de Salvador, foi idealizada por uma comissão de 24 pessoas, sendo 12 acadêmicos e quatro convidados, cuja organização aconteceu em quatro encontros.

Para o presidente da ABL, Aramis Ribeiro Costa, o evento teve o propósito de enfatizar o segmento como uma pauta importante das ações de governo dos postulantes, seja na construção das propostas, seja na concretização delas quando assumirem a cadeira no Executivo. “O País é grande pela economia, mas também pela educação e a cultura. O que for dito será gravado e entrará para história e poderão ser cobrados por isso quando forem eleitos”, destacou.

O clima só esquentou, de fato, com os pronunciamentos de Mendes, Mallet e Da Luz. Os três foram os únicos que atacaram os adversários, principalmente Paulo Souto e Rui Costa.

O psolista, além de reconhecer avanços da gestão de Jaques Wagner (PT), comparou a administração do petista e a do democrata, que apontou tratar a cultura como balcão de economia e em favor do trade turístico. Já a esquerdista lembrou de “legados do carlismo”, como, por exemplo, a diminuição da cultura como indústria carnavalesca, e a continuidade de ações anteriores na gestão petista.

Souto enalteceu o setor cultural como fomentador da identidade popular e, de antemão, chamou as lideranças para o diálogo futuro na gestão, caso seja eleito. Classificou a Bahia como um estado privilegiado pela riqueza cultural. Defendeu a valorização dos museus e aumento dos recursos ao longo do tempo.

O democrata também rememorou o Fazcultura e o Fundo de Cultura e enalteceu o financiamento público do desenvolvimento das atividades culturais.

A senadora Lídice da Mata argumentou que defenderá a cultura como ponto fundamental da gestão. Lembrou que é uma das poucas parlamentares que defende a cultura do estado em debates e projetos que tem participado e pregou um acesso mais facilitado ao financiamento dos recursos às ações culturais do estado.

Já Rui Costa, além de reconhecer e defender o diálogo para fundamentação das atuações, propôs a análise da volta do Irdeb à Secretaria de Cultura, como defendido por Lídice e Souto, e foi mais propositivo que os demais.

Além de lembrar de Ariano Suassuna e João Ubaldo Ribeiro, o petista destacou as ações do Neojiba para o desenvolvimento da música na Bahia e lembrou da escola em tempo integral, cuja defesa foi de um turno voltado para manifestações artísticas.

O petista também garantiu a construção de centros de cultura nos territórios de identidade e a transversa­lidade da cultura com os setores de comunicação, educação e turismo. (Tribuna da Bahia)

‘QUANTO CUSTA CHEGAR LÁ’

Coluna do Augusto Nunes (Veja)

Publicado no Estadão desta terça-feira (29)

Foi um escândalo quando, nos anos 1990, horrorizado com a disparada dos custos das campanhas eleitorais, o governador paulista Mário Covas (1930-2001) defendeu o fim da exibição de cenas externas no horário de propaganda — cuja produção é o item singular mais caro do rol de despesas dos aspirantes a cargos executivos nos três níveis da Federação. Se dependesse dele, cada candidato usaria os seus minutos para explicar, apenas com a cara e a coragem, por que vinha pedir o voto do eleitorado. A fatura ficaria reduzida a uma sombra do que era.

Os primeiros, nem de longe os únicos, a ridicularizar a ideia foram os políticos com os bolsos decerto mais fundos do que os do tucano, ou talvez menos desconfortáveis do que ele com a servidão de retribuir, uma vez no poder, à largueza dos grandes financiadores — construtoras e bancos, notadamente. A boa vontade de seus controladores variava e jamais cessaria de variar na razão direta da expectativa de rentáveis oportunidades de produzir bens ou prestar serviços aos futuros governantes. Os valores dos depósitos, evidentemente, acompanhando à risca as variáveis chances de êxito dos principais candidatos: mais pontos nas pesquisas, doações mais gordas. Mas, se aos políticos com prósperos amigos incomodava a perspectiva de um terreno de luta aplainado praticamente por igual, outros se puseram a protestar para defender o pão doce de cada dia.

» Clique para continuar lendo

 

A taxa média de juros cobrada das famílias pelos bancos subiu pelo sexto mês seguido em junho, para 43% ao ano. E atingiu o maior patamar desde que o Banco Central começou a divulgar esses dados, em março de 2011. A alta aconteceu mesmo depois que o BC parou de subir os juros básicos da economia, o que levou as instituições financeiras a pagarem juros menores para captar recursos no mercado.

Entre abril do ano passado e maio deste ano, o BC subiu os juros básicos da economia (a Selic) de 7,25% para 11% ano, um aumento de 3,75 pontos percentuais. Nesse período, a taxa de captação dos bancos, nas operações com pessoas físicas, subiu um pouco menos: 3 pontos percentuais, para 12% ao ano em maio de 2014. Essa taxa é o quanto as instituições pagam pelos recursos no mercado.

Já os juros cobrados pelos bancos de seus clientes subiram bem mais: entre abril de 2013 e maio deste ano, avançaram 8,1 pontos percentuais, para 42,5% ao ano em maio. A taxa se refere aos recursos livres para pessoas físicas, excluindo o crédito rural, habitacional e operações do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em junho, os juros bancários de pessoas físicas avançaram novamente, ao mesmo tempo em que houve queda da inadimplência nas operações com pessoas físicas e também da taxa de captação para 11,7% ao ano nas operações com pessoas físicas. Isso significa que, mesmo com menor risco e menor custo para as instituições oferecerem crédito, os juros não ficaram mais baixos.

O aumento dos juros bancários com intensidade maior que a alta da taxa básica, e não repasse do corte da taxa de captação em junho, gerou o aumento do chamado spread bancário, a diferença entre o que os bancos pagam pelos recursos e o que cobram dos clientes.

O spread é composto pelo lucro dos bancos, pela taxa de inadimplência, por custos administrativos, pelos depósitos compulsórios (que são mantidos no Banco Central) e pelos tributos cobrados pelo governo federal, entre outros.

Em abril do ano passado, antes do início do processo de alta dos juros básicos da economia, o spread bancário nas operações com pessoas físicas estava em 25,4 pontos percentuais. Em junho deste ano, já estava em 31,3 pontos percentuais – o maior valor da série histórica do BC, que começa em março de 2011.

No caso das operações dos bancos com as empresas, ainda com base nos chamados recursos livres, a taxa média caiu de 22,9% ao ano em maio para 22,6% ao ano em junho – o menor patamar desde dezembro do ano passado (21,4% ao ano).

Já a taxa média geral de todas as operações com recursos livres (pessoas físicas e empresas) ficou estável em 32% ao ano em junho. Com isso, os juros estão no maior patamar desde fevereiro de 2012 (32,5% ao ano). No acumulado de 2014, a taxa média de juros bancários avançou três pontos percentuais. (G1)

Incorporando o discurso de candidata oposicionista, questionado por muitos, a senadora Lídice da Mata (PSB), ex-aliada do governo estadual, disparou que não se pode manter o poder na mão de um só partido, leia-se o PT.

“Esse processo de democratização tem que ser permanente. Não podemos pensar em manter o poder na mão de um só partido. Na Bahia nós elegemos o PT para democratizar o estado, mas quando chega na administração só o PT se julga capaz de fazer esse processo. Ele se renova internamente, e isso é um comprometimento do projeto democrático”, mandou o recado.

A candidata socialista também criticou as alianças feitas pelo partido para ganhar tempo de TV e rádio durante o Horário Eleitoral, bem como as declarações do governador Jaques Wagner à Tribuna, de que Rui Costa iria demolir os concorrentes.

“A minha aliança com o PT terminou por considerar que o projeto está perdendo a criatividade e, embora tenha menos tempo de TV, irei me centrar em apresentar minhas propostas porque não sou boxeadora, nem pretendo demolir ninguém e sim apresentar um programa que mude a realidade dos baianos”, disse em entrevista à Rádio CBN.

A candidata socialista disse ainda que apesar de a Bahia ter avançado na política de inclusão social, ainda é desigual no desenvolvimento de cada região. “E o intuito de mudar esse cenário me inspira a lutar por me eleger governadora da Bahia.  Quero fazer o que melhor podemos fazer que é transformar a Bahia em um estado de igualdade de oportunidades integrado regionalmente”.

No quesito educação, Lídice frisou que o setor tem muito que melhorar e que, só assim, ocorrerão melhorias na oferta de mão de obra. “Temos índices ruins de desenvolvimento educacional nos municípios. Quando discutimos com indústria, comércio, todos são unânimes em dizer que há um hiato entre demanda de mão de obra qualificada e a oferta. Atuando na educação vamos atuar nessa área, para que possamos preencher essa demanda”, disse, reafirmando o desejo de repensar o modelo que está no poder. (Tribuna da Bahia)

O retorno de Anderson Silva ao UFC já tem data marcada. O astro brasileiro enfrentará Nick Diaz no dia 31 de janeiro de 2015. O anúncio foi feito nesta terça-feira por Dana White, presidente da entidade. O duelo vai acontecer em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Além de confirmar o retorno do Spider, Dana ainda confirmou que o combate será o principal do UFC 183, que será realizado um dia antes do Super Bowl (final do futebol americano e um dos espetáculos de maior audiência no mundo). O restante do card deve ser anunciado nos próximos dias, mas a ideia do UFC é contar com alguns de seus principais nomes.

“A luta que os fãs estavam esperando, a luta que os fãs estavam pedindo… nós fizemos Anderson Silva vs Nick Diaz, no dia 31 de janeiro, em Las Vegas. Será o evento principal e a luta terá cinco rounds”, disse o mandatário para a ESPN americana.

Pouco tempo depois do anúncio oficial, Anderson Silva publicou uma foto do personagem “Homem-Aranha”, em alusão ao seu apelido, e comemorou o fato de voltar ao UFC.

“Aí galera, dia 31 estou voltando e agora é pra valer”, vibrou em sua conta oficial no Instagram.

O combate entre Anderson e Nick Diaz já era especulado nos últimos dias. O norte-americano perdeu suas duas últimas lutas no UFC por decisões por pontos: uma disputa de título interino contra Carlos Condit, no UFC 144, e outra contra o então campeão George St-Pierre, no UFC 153, em 2012.

Depois das derrotas, e de ter conseguido um bom contrato de patrocínio, ele chegou a anunciar aposentadoria do UFC. Disse que só voltaria para uma superluta ou para disputar título.

O dono do UFC, Dana White, ofereceu ao bad boy várias lutas em 2013, mas ele recusou todas. Agora, o UFC confirmou que Diaz assinou um contrato de mais três lutas

Questionado sobre as condições físicas do brasileiro após a grave lesão sofrida na luta contra Chris Weidman, Dana afirmou que Anderson já está 100% pronto para o seu retorno.

“Anderson Silva se sente ótimo. Será o 13º mês que ele está fora. Ele está 100% recuperado. Ele está chutando. Ele se sente ótimo e está muito animado para essa luta”, completou.

A última luta de Anderson Silva foi em dezembro de 2013, quando ele foi derrotado por Chris Weidman numa revanche e teve uma grave fratura na perna. Weidman já havia derrotado o então campeão dos médios, em julho. Após a lesão, o brasileiro foi operado e precisou colocar uma haste de metal local para a correção da fratura. O retorno aos treinos aconteceu no primeiro semestre de 2014. (UOL)

Nestas imagens do Centro Médico da Universidade de Maryland, Richard Lee Norris aparece com o rosto deformado, antes da cirurgia de transplante de face que durou 36 horas. Na foto ao lado, Norris aparece 114 dias após o procedimento médico. Richard Lee Norris teve reconstruídas as mandíbulas, dentes, línguas, pele e os nervos e músculos, do topo da cabeça até o pescoço. Ele se feriu em um acidente com uma arma de fogo em 1997

Nestas imagens do Centro Médico da Universidade de Maryland, Richard Lee Norris aparece com o rosto deformado, antes da cirurgia de transplante de face que durou 36 horas. Na foto ao lado, Norris aparece 114 dias após o procedimento médico. Richard Lee Norris teve reconstruídas as mandíbulas, dentes, línguas, pele e os nervos e músculos, do topo da cabeça até o pescoço. Ele se feriu em um acidente com uma arma de fogo em 1997

Richard Lee Norris escondeu seu rosto desfigurado por 15 anos, até passar por um transplante facial que substituiu seu nariz, dentes e mandíbula. Dois anos depois, seu novo rosto estampa a capa de uma das revistas de moda masculina mais importantes do mundo.

Ele é o principal entrevistado da edição de agosto da GQ, revista sobre estilo e cultura que é conhecida por ter rostos bonitos nas capas.

Norris, de 39 anos, vivia em reclusão após ter sido gravemente ferido por um acidente com uma arma de fogo em 1997. Até o transplante, ele só saía à rua usando máscara.

Ele havia perdido seus lábios e seu nariz no acidente e tinha movimentos limitados na boca.

Agora, Norris, segundo a GQ, é “inegavelmente atraente”. “Barbeado, jovem, o tipo de cara que você contrataria para ser o garoto-propaganda da sua empresa”.

O transplante gerou polêmica, à época, porque a chance de sobreviver era de apenas 50% –e, ao contrário de outros tipos de transplantes, ele não precisava passar pelo procedimento para continuar vivo.

A revista afirma que, atualmente, ele não pode se queimar no sol, pegar um resfriado, beber, cair ou arriscar seu sistema imunológico de forma alguma.

Ele precisará tomar medicamento para não rejeitar o rosto pelo resto da vida. Até agora, já foi internado duas vezes devido a rejeições – que podem ser fatais.

À revista, Norris disse que tudo sobre seu novo rosto era ótimo. “Ele recebeu milhares de cartas de fãs. Uma das fãs agora é sua namorada. Ela mora em Nova Orleans. Ele disse que planeja conhecê-la pessoalmente”, diz a publicação. (UOL)

Corrida: Nem sempre, distância percorrida e tempo de exercício é o que importa

Corrida: Nem sempre, distância percorrida e tempo de exercício é determinante para beneficiar a saúde(Thinkstock)

Os benefícios da corrida são bem conhecidos, como o controle do peso, a melhora do condicionamento físico e a prevenção de doenças cardíacas. No entanto, a velocidade, distância e frequência com que uma pessoa pratica o exercício nem sempre são determinantes para surtir esses efeitos positivos. O que parece fazer a diferença é manter o hábito de correr durante vários anos.

Essas são as conclusões de um novo estudo americano, que mostrou que correr por apenas dez minutos ao dia, e cinco vezes por semana, já é suficiente para reduzir o risco de morte precoce. Segundo a pesquisa, o maior benefício é observado não em quem corre maiores distâncias, mas sim entre aqueles que praticam o exercício por pelo menos seis anos.

Correr de forma constante, mesmo menos do que 50 minutos por semana e uma distância menor do que 9 quilômetros, ajuda a reduzir o risco de mortalidade.

O estudo, feito na Universidade do Estado de Iowa, será publicado na edição de agosto do periódico Journal of the American College of Cardiology. Os pesquisadores acompanharam cerca de 55.000 adultos durante quinze anos.

Proteção  Ao longo desse tempo, 3.413 participantes morreram, sendo que 1.217 das mortes ocorreram por doença cardíaca. Segundo os resultados, as pessoas que praticavam corrida, em comparação com as que não faziam o exercício, tiveram um risco 30% menor de morrer por qualquer causa ao longo da pesquisa e 45% menor de morrer por alguma doença cardíaca. Além disso, elas viveram, em média, três anos a mais do que as outras.

O estudo indicou que os benefícios da corrida sobre o risco de mortalidade foram observados mesmo em pessoas que corriam, na semana, uma distância de até 9 quilômetros, menos de 50 minutos e em uma velocidade menor do que 9 quilômetros por hora.

Segundo os autores, pessoas que correm até uma hora por semana, por exemplo, parecem ter benefícios semelhantes mesmo em comparação com aquelas que correm mais do que três horas semanais. “Aparentemente, após correr uma determinada distância e por um certo período de tempo, os benefícios se mantêm os mesmos. Não sabemos ao certo o motivo pelo qual isso acontece”, disse à rede americana CNN Warren Levy, médica chefe do instituto de cardiologia Virginia Heart, nos Estados Unidos.

Segundo a pesquisa, os participantes que mantiveram a prática de corrida por pelo menos seis anos apresentaram maior proteção contra morte por problemas cardiovasculares. Eles tiveram um risco 50% menor de morrer por doenças cardíacas ou acidente vascular cerebral (AVC) em comparação com quem não corria.

“A maioria das pessoas diz que não tem tempo de se exercitar, mas mostramos que correr dez minutos por dia já proporciona efeitos positivos”, afirma Duck-chul Lee, professor da Universidade do Estado de Iowa e coordenador do estudo.

Leia na íntegra/Confira fotos

Vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas

O deputado André Vargas, ex-PT: sucessivas manobras para adiar o desfecho do seu processo de cassação do mandato (Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)

O deputado André Vargas (Sem partido-PR) voltou a ignorar o Conselho de Ética e recusou-se, pela terceira vez, a prestar depoimento ao colegiado nesta terça-feira, prazo final para a realização de audiências. Com isso, o relator do processo de cassação do mandato, Júlio Delgado (PSB-MG), tem dez dias para apresentar seu parecer sobre o caso.

Delgado afirmou que vai apresentar o relatório já na próxima semana, quando a Casa fará um esforço concentrado para esvaziar a pauta de votações. “Mas o esperado é que haja alguma medida protelatória que pode acabar atrapalhando o trabalho”, disse o relator.

Apesar de ter evitado assumir a linha de frente de sua defesa e encarar o Conselho de Ética, Vargas tem atuado nos bastidores para impedir a abertura do processo de cassação. Seu objetivo é conseguir a aplicação de pena mais branda, como uma suspensão ou advertência. A expectativa é que aliados do ex-petista peçam vista e adiem ao máximo a votação do parecer.

Pelo Twitter, Vargas já havia antecipado sua ausência no Conselho de Ética: “Não comparecerei ao Conselho de Ética pois o relator está atropelando meu direito de defesa e a decisão do Supremo Tribunal Federal, que deu acesso aos documentos”, escreveu. Vargas disse ainda que Delgado “deveria se dar por suspeito” para julgar o caso”.

Em mais uma das diversas manobras protelatórias, sua defesa solicitou ao Supremo o acesso aos autos da Operação Lava-Jato da Polícia Federal. Na semana passada, a corte acatou o pedido e estabeleceu até a próxima sexta-feira como prazo para o deputado se manifestar. A defesa alega que o encerramento das audiências só poderia ocorrer após o prazo estipulado pelo STF – argumento reiterado pela corte nesta terça-feira. Apesar de ter negado o pedido de Vargas para paralisar o processo no conselho, o ministro Ricardo Lewandowski determinou que seja respeitado o prazo de cinco dias para a audiência.

Com o encerramento das investigações, Delgado não pode mais solicitar audiências nem requisitar documentos relativos ao caso. Já Vargas pode se manifestar até a apresentação do relatório final. (Veja)

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (29) que vai incluir a vacina contra o vírus da hepatite A no Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) a partir deste mês. A imunização vai ser direcionada a crianças de 1 ano até 1 ano e 11 meses. A meta do ministério é imunizar 95% desse público em um ano, o que totaliza três milhões de crianças.

A vacina já está disponível nas unidades básicas de saúde pública de 11 estados (Acre, Rondônia, Alagoas, Ceará, Maranhão, Piauí, Pernambuco, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul) e do Distrito Federal, segundo o ministério. Nesses estados, os pais que levarem os filhos para vacinar já terão à disposição a nova vacina.

Amazonas, Amapá, Tocantins, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Pará e Santa Catarina terão a imunização implantada no mês de agosto. Para setembro, ficarão os estado de Roraima, São Paulo e Paraná.

Para atingir a meta de imunizar 3 milhões de crianças em um ano, o ministério informou que já foram distribuídas 1,2 milhão de doses desde o início de julho. A distribuição para o ano de 2014 segue até setembro. O investimento, segundo a pasta, é de R$ 111 milhões.

Com a vacinação contra a hepatite A, o Ministério da Saúde passa a oferecer, de graça, 14 vacinas de rotina no calendário. Ainda segundo o ministério, com a nova vacina, o Brasil passa a ofertar todas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, informou que o investimento nas doses de vacina de hepatite A vai “valer a pena” à medida que as mortes de crianças diminuírem. O governo estima reduzir em 65% o número de casos de hepatite A e em 59% as mortes causadas pela doença.

“Nós conseguimos reduzir o preço para R$ 19,85 a dose. São R$ 111 milhões para garantir a cobertura neste ano, mas à medida que a gente  conseguir reduzir os óbitos, esse investimento é um investimento que vale à pena”, afirmou o representante da pasta.

Hepatite A
A hepatite A é uma doença infecciosa aguda que atinge o fígado. De acordo com a OMS, a cada ano, ocorrem cerca de 1,4 milhão de casos no mundo. Nos países com precárias condições sanitárias e socioeconômicas, a Hepatite A apresenta alta incidência.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença é considerada comum no Brasil, que é considerado uma área de risco para a hepatite A. Foram 3,2 casos para cada 100 mil habitantes em 2013. De 1999 a 2012, foram 761 mortes.

De 1999 a 2013 foram registrados 151.436 casos de Hepatite A no Brasil. A maioria dos casos se concentra nas regiões Norte e Nordeste do país, que juntas representam 55,8% das confirmações do vírus. De 2% a 7% dos casos apresentam a forma grave da doença, que leva à hospitalização e à morte.

A principal forma de contágio da doença é a fecal-oral, por contato entre as pessoas infectadas ou por meio de água e alimentos contaminados. (G1)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou, nesta terça-feira (29), o perfil dos 142,8 milhões eleitores aptos a votar nas eleições de outubro. De acordo com os dados, a maioria do eleitorado tem ensino fundamental incompleto, faixa que representa 30,2% (43,1 milhões). Em comparação a pleitos anteriores, o número ficou estável.

O levantamento também mostra que 12% dos eleitores (17,2 milhões) apenas leem e escrevem. Analfabetos somam 5% (7,3 milhões). O percentual de eleitores que não terminou o ensino médio é de 19,2% (27,4 milhões). Em seguida, aparecem aqueles que conseguiram terminar essa etapa de ensino, 16,6% (23,7 milhões). Somente 5,5% dos eleitores (7,9 milhões) concluíram curso superior. Na comparação com os dados das eleições de 2008, 2010 e 2012, todos os números ficaram estáveis.

Nas regiões Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul, o percentual de eleitores com ensino fundamental completo varia entre 28% e 33%. A pesquisa é feita com é baseada nas informações que o eleitor presta à Justiça eleitoral quando se cadastra para votar.

Ainda conforme os números divulgados hoje pelo TSE, o eleitorado brasileiro cresceu 5,17% nos últimos quatro anos, saltando de 135.804.433 votantes, em 2010, para 142.822.046, aumento de cerca de 7 milhões.

A região Sudeste concentra o maior número de pessoas aptas a votar, 62.042.794 (43,44%), seguida do Nordeste, 38.269.533 (26,80%), Sul, 21.117.307 (14,79%), Norte, 10.801.178 (7,57%) e Centro-Oeste, 10.238.058 (7,17%).

Leia na íntegra

Conta da Eletropaulo e calculadora

Conta de luz: há expectativa de alta, mas impacto pode ser mitigado, diz diretor da Aneel (Itaci Batista/Estadão Conteúdo)

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse nesta terça-feira que o impacto do empréstimo dos bancos paras distribuidoras será de 8 pontos porcentuais na tarifa de energia. Esse aumento será repassado à conta de luz dos consumidores a partir de 2015 e permanecerá na tarifa por dois anos. “O reajuste leva em consideração um conjunto de fatores, mas podemos dizer que o empréstimo terá um impacto no reajuste dessa ordem de grandeza (8 pontos porcentuais)”, afirmou Rufino.

Segundo o diretor, esse aumento será tratado como um componente financeiro, que entrará na tarifa em 2015, permanecerá por dois anos, até 2017, e será retirado ao final desse período. O início do repasse dependerá da data do reajuste tarifário anual de cada distribuidora. O diretor-geral tentou voltar atrás no tamanho do impacto ao afirmou que outros fatores podem ajudar a mitigar a alta, de forma a reduzir o valor do reajuste de 2015. “Não estou querendo dizer que o reajuste no ano que vem será de 8%, pois o reajuste leva em consideração outros fatores”, acrescentou.

A devolução à União das usinas da Cesp, Cemig e Copel, que geram cerca de 5 mil MW médios, deve contribuir para reduzir o aumento, pois o valor cobrado pela energia dessas usinas na conta de luz será bem menor. Segundo Rufino, essa devolução terá um impacto “bastante relevante” e será capaz de “neutralizar, em grande parte, se não na totalidade, o impacto do empréstimo.” Ainda de acordo com ele, um regime de chuvas mais favorável pode contribuir para reduzir o valor da energia no mercado de curto prazo, o que ajuda a reduzir o patamar dos reajustes.

O financiamento feito pelo consórcio de bancos e intermediado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) deve totalizar 17,7 bilhões de reais para as empresas. Desse total, 11,2 bilhões de reais já foram repassados e outros 6,5 bilhões de reais devem ser liberados até o fim de agosto. (Veja/Com Estadão Conteúdo)

 

 

Um vídeo divulgado nesta terça-feira (28) pela Fundação Nacional do Índio (Funai) mostra o contato estabelecido no dia 30 de junho entre os índios isolados e os ashaninkas, na Aldeia Simpatia, da Terra Indígena Kampa e Isolados do Alto Rio Envira, próximo ao município de Feijó, no interior do Acre. As cenas mostram o instante em que um índio entrega um cacho de bananas aos isolados. Em outra parte do vídeo, é registrado o ‘saque’ de machados e outros utensílios dentro da aldeia. Índios isolados são aqueles que não têm contato com o mundo exterior.

“O vídeo é uma das cenas gravadas durante o período em que os isolados mantiveram contato com a equipe da Funai e com os ashaninkas. Foi no segundo dia de contato, no dia 30″, explica o coordenador-geral de Índios Isolados e Recém Contatados da Funai, Carlos Lisboa Travassos.

Segundo Travassos, um grupo formado por oito índios isolados estabeleceu um novo contato no último domingo (27) na base da Frente de Proteção Etnoambiental (FPE) Xinane, reativada no dia 7 de julho. O coordenador espera que um outro grupo de isolados chegue nos próximos dias.

“Eles disseram [no primeiro contato] que retornariam e deram um prazo de duas luas. Estávamos nos preparando melhor para essa situação, mas no último domingo (27) oito deles chegaram à base da Funai e disseram que mais pessoas da aldeia deles, não sabemos quantas, estão descendo para a base do Xinane. Estamos reforçando a nossa equipe e posteriormente está indo uma equipe de saúde também”, afirma.

Apesar da pressão de madeireiros e narcotraficantes na região e relatos de agressões nos últimos anos feito a índios isolados, o representante da Funai afirma que ainda não é possível dizer com clareza que razões específicas levaram este grupo a estabelecer contato. “A gente não tem essa informação consolidada, não sabemos exatamente qual o motivo de eles terem estabelecido este contato específico. Acreditamos que com uma comunicação maior a gente possa compreender melhor as razões”, ressalta.

Leia na íntegra/Assista vídeo

« Artigos Anteriores  Próxima Página »

Últimos Posts

    Últimos Comentários

      Mais Comentados