Juiz Flavio Roberto de Souza, afastado do caso Eike/GNews (Foto: Reprodução GloboNews)

Cinco processos foram instaurados contra o juiz Flávio Roberto de Souza. (Foto: Reprodução GloboNews)

O Órgão Especial do Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro decidiu instaurar cinco processos administrativos contra o juiz federal Flávio Roberto de Souza, a partir dos dados apurados nas sindicâncias da Corregedoria Regional da Justiça Federal da 2ª Região e na correição extraordinária realizada na 3ª Vara Federal Criminal do Rio, onde ele é titular. Cada um dos processos foi distribuído para um relator diferente.

O primeiro processo se refere ao uso indevido do carro e do piano do empresário Eike Batista. O segundo trata das declarações dadas pelo magistrado à imprensa, quando ele disse em entrevistas que o uso de bens apreendidos por juízes seria prática normal.

O terceiro julga o desvio de R$ 150 mil dólares e 108 mil euros, apreendidos de um traficante internacional, que estavam guardados no cofre da 3ª Vara.  O quarto se refere à apropriação de valores que pertenceriam à Eike Batista. E o quinto analisa o desvio de dinheiro derivado da venda antecipada de bens apreendidos em outra ação penal.

O sigilo dos processos foi suspenso nesta quinta-feira (26), pelo Órgão Especial, em razão de já terem sido cumpridas as diligências necessárias nas sindicâncias que levaram aos cinco processos e pelo cumprimento das medidas destinadas a rastrear os valores desviados.

O Órgão Especial confirmou também o afastamento de Flávio Roberto de Souza de suas funções por tempo indeterminado. Ao defender o seu cliente, o advogado do magistrado, Renato Tonini, afirmou que ele pode dar entrada em um pedido de aposentadoria por invalidez, devido a problemas psiquiátricos. Segundo ele, esta seria a justificativa para as irregularidades verificadas em processos relacionados a Flávio Roberto. Tonini afirmou que as licenças médicas sucessivas concedidas ao juiz são uma prova do problema.

Além dos processos administrativos disciplinares, o Ministério Público Federal também ajuizou uma ação cautelar, que poderá dar origem a uma denúncia criminal contra Flávio Roberto de Souza ao próprio Tribunal regional Federal da 2ª Região. (G1)

(Foto reprodução/Google)

A economia brasileira cresceu 0,1% em 2014, segundo informou nesta sexta-feira (27) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em valores correntes (em reais), a soma das riquezas produzidas no ano passado chegou a R$ 5,52 trilhões.

Em relação ao terceiro trimestre, o PIB do quarto trimestre de 2014 avançou 0,3%.

A previsão mais recente do Banco Central era de que o PIB tivesse recuado 0,1%, próxima à do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), chamado de “prévia do PIB”, que estimava uma contração de 0,15% no ano passado. Já a expectativa dos analistas do mercado financeiro era positiva, porque indicava uma alta de 0,15%, segundo o boletim Focus, do Banco Central.

O cálculo que mede as riquezas do país ficou diferente a partir deste ano. A nova metodologia incluiu dados que não existiam, deslocou informações e mudou a classificação de alguns itens, deixando a medição mais precisa. Novos dados foram incorporados a partir de 2010, gerando uma revisão de toda a série, até 1995.

O novo cálculo do PIB foi aperfeiçoado para seguir padrões internacionais recomendados por órgãos como a ONU, OCDE e Banco Mundial e que devem ser adotados pelos países até 2016. A mudança serve para garantir uma comparação e calibragem mais apurada entre as economias. A última mudança na metodologia havia ocorrido em 2007. (G1)

PF PRENDE SÓCIO DA GALVÃO ENGENHARIA

Polícia Federal de Curitiba
Polícia Federal deflagrou a 11ª fase da Operação Lava Jato(Ivan Pacheco/VEJA)

A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira em São Paulo o empresário Dário Queiroz Galvão, sócio da Galvão Engenharia. Ele já é réu em uma ação penal originada pela operação Lava Jato, acusado de pagar propina a políticos e executivos da Petrobras por facilidades em contratos da estatal.

Também foi preso no Rio de Janeiro o operador Guilherme Esteves de Jesus. Ele é um dos 11 operadores investigados na My Way, a nona fase da operação Lava Jato, e investigado de pagar propina a mando do estaleiro Jurong, segundo depoimentos em acordo de delação premiada do ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco.

Os dois foram alvos de mandados de prisão preventiva, ou seja, sem prazo para expirar. Os presos serão levados para a sede da Policia Federal em Curitiba.

Agentes da Polícia Federal cumprem três mandados judiciais em São Paulo e no Rio de Janeiro na 11ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta sexta-feira. São dois mandados de prisão preventiva, um em cada cidade, e um mandado de busca e apreensão na capital paulista.

Na décima fase da Lava Jato, deflagrada em 16 de março, foi preso o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, apontado pelos investigadores como um dos principais arrecadadores de propina do PT. (Veja)

A ex-presidente da Petrobras Graça Foster afirmou nesta quinta-feira (26), em depoimento à CPI da Petrobras, que a Operação Lava Jato muda a estatal “para melhor” e que o esquema de corrupção se formou fora da empresa.

Segundo ela, as suspeitas de corrupção envolvendo a estatal vieram à tona devido ao trabalho da PF e do Ministério Público Federal (MPF). De acordo com Graça Foster, mecanismos de controle interno e externo, como Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria Geral da União (CGU), não conseguiram detectar as irregularidades.

Funcionária de carreira da petroleira, Graça Foster deixou o comando da empresa em fevereiro desgastada pela crise motivada pelas revelações da Operação Lava Jato, que apura desvio de dinheiro e pagamento de propina na estatal.

Nesta quinta, ela foi ouvida pela quinta vez no Congresso Nacional – a primeira como ex-presidente – para dar explicações sobre as suspeitas de irregularidades na empresa.

“Eu não tenho dúvida do bem que a Operação Lava Jato já vem causando à Petrobras. Existe uma série de marcas que vão ficar na nossa história eternamente. Nós não vamos esquecer nunca o ano de 2014, mas a Lava Jato realmente muda a Petrobras para melhor, não tenho dúvida disso”, destacou a ex-presidente.

Leia na íntegra/Assista vídeos

Perguntada sobre o segredo da sua longevidade, Vovó acredita que foi um querer de Deus. ”Ele quis e estou aqui”. (Foto: Eli Cruz/iBahia)

Com um sorriso no rosto e unhas bem feitas. Foi assim que Vovó recebeu a equipe de reportagem do iBahia na tarde desta quarta-feira (25). A anciã, que pode ser uma das mulheres mais velhas do mundo, se chama Eurides Fagundes e ganhou o apelido carinhoso das cuidadoras da Associação Solidariedade Grupo de Apoio ao Paciente Portador de Câncer (ASGAP), no bairro de Cidade Nova, em Salvador, onde ela vive há 17 anos.

Dona Eurides soma 120 anos bem vividos. Nasceu no dia 6 de dezembro de 1894, em Salvador, segundo sua carteira de identidade, mas contesta e diz que nasceu e foi criada em Caboto, no município de Candeias, região metropolitana de Salvador. Para se ter uma ideia, ela chegou a conhecer Lampião e Maria Bonita que, por sinal, nasceram depois dela, em 1898 e em 1911 respectivamente. “Ele assustava todo mundo e não existia aquele que não tivesse medo”, conta.

Sem filhos e sem nunca ter casado, dona Eurides conta que após uma paixão não correspondida, ainda na adolescência, resolveu esquecer os homens. “Tinha um rapaz que morava perto da minha casa e que eu gostava, mas as ‘raparigas’ sempre tomavam ele de mim. Quando ele foi trabalhar em Nazaré das Farinhas, voltou com outra, aí eu não quis saber mais de ninguém”, revelou.

Vivos e que ela tenha ainda relação, sobraram apenas alguns sobrinhos que moram em Candeias e que vão visitá-la em datas comemorativas. “Vou passar essa Páscoa com eles. Em dezembro (mês do seu aniversário) eles estiveram aqui”, lembra. Vovó foi morar na casa de apoio após uma cirurgia, em 1995 no Hospital Santa Izabel, para a retirada do útero após descobrir um câncer na região e foi quando o vice-presidente da casa, Jorge Brito, resolveu adotá-la.

“Na época da cirurgia (quando tinha 101 anos) ela precisava de acompanhamento e deveria ter alguns cuidados especiais e o vice percebeu que ela não teria esses cuidados em Candeais – onde ela morou com os familiares por alguns anos – então ele decidiu deixá-la na casa mesmo curada” explica Maria Helena, cuidadora de Dona Eurides há dois anos. (Correio da Bahia)

Neymar marcou segundo gol do Brasil (Foto: Mowa Press)

O Brasil finalmente venceu a França na casa do adversário. Na reedição da final da Copa do Mundo de 1998, também no Stade de France, o Brasil deu o troco na seleção da casa ao vencer a partida por 3 a 1 de virada. O resultado foi importante para a seleção canarinha que faz os últimos amistosos preparatórios para a Copa América. De cabeça, Varane abriu o placar no primeiro tempo para os franceses. Ainda no primeiro tempo, Oscar empatou a partida. Já na segunda etapa Neymar e Luiz Gustavo viraram o jogo e sacramentaram a vitória para o Brasil.

O técnico Dunga segurou a escalação da seleção brasileira até o último minuto. Com a ausência de Diego Tardeli no ataque, o treinador brasileiro optou por Roberto Firmino para fazer dupla de ataque com Neymar. Já no meio do campo, Elias ganhou a chance de começar jogando e Fernandinho foi para o banco. Na vaga de David Luiz, cortado por lesão, Thiago Silva assumiu o posto de titular. (Correio da Bahia)

PAI DE SANTO NO PLANALTO

Dilma e Cunha: pendenga espiritual

Dilma e Cunha: pendenga espiritual

Depois do deputado Cabo Daciolo (leia mais aqui), hoje foi a vez de um pai de santo dirigir-se à portaria do Palácio do Planalto e pedir para falar com Dilma. Dizia ter uma carta para entregar.

Sabe-se lá por quê, o pai de santo foi encaminhado à Secretaria de Relações Institucionais. Foi recebido por uma secretária. Explicou o pai de santo, apontando para a Praça dos Três Poderes:

- Dilma tem que se proteger. Vim aqui falar isso com ela. Todo mundo aqui faz batuque.

Diante da surpresa da secretária, o pai de santo completou:

- A Dilma tem que se proteger do Eduardo Cunha.

Preocupada, a secretária interrompeu a conversa e, discretamente, telefonou para a segurança. Oito homens subiram até o quarto andar, onde fica a SRI, a Casa Civil e a Secretaria-Geral. Gentilmente, o pai de santo foi convidado a se retirar.

A secretária fez um apelo aos seguranças, indagando por que o pai de santo foi autorizado a subir. Eles tentaram tranquilizá-la, dizendo que já havia um alerta contra ele no terceiro piso, andar onde fica o gabinete de Dilma.

Ou seja: nenhum alerta no quarto andar. Te cuida, Mercadante. (Veja)

Por Lauro Jardim

Polícia Federal de Curitiba
Operação Zelotes combate maior esquema de sonegação do país, segundo diretor da PF

A Polícia Federal (PF) apreendeu nesta quinta-feira 1,3 milhão de reais em dinheiro vivo ao deflagar a Operação Zelotes para desbaratar um esquema criminoso que pode ter desfalcado os cofres públicos em19 bilhões de reais, quantia superior aos desvios de 10 bilhões de reais estimados na Operação Lava Jato. “Essa investigação é uma das maiores, se não a maior, de uma organização criminosa especializada em sonegação fiscal no Brasil, pelos valores e pelo modus operandi“, disse o delegado Oslain Campos Santana, diretor de Combate ao Crime Organizado da PF.

Os investigadores já possuem indícios suficientes para comprovar que a União deixou de arrecadar 5,7 bilhões de reais por causa da manipulação de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF). O conselho é vinculado ao Ministério da Fazenda e julga recursos de processos administrativos e multas de empresas autuadas pela Receita Federal, em segunda instância.

Leia na íntegra/Assista vídeo

MP VAI APURAR FARSA PARA BLINDAR GOVERNO EM CPI

TEATRO: Parecia uma encenação — e era mesmo. As perguntas que seriam feitas pelos parlamentares ao ex-presidente da Petrobras Sergio Gabrielli foram enviadas a ele antes do depoimento por José Eduardo Barrocas, chefe do escritório da estatal em Brasília, que aparece no detalhe da foto
TEATRO: Parecia uma encenação — e era mesmo. As perguntas que seriam feitas pelos parlamentares ao ex-presidente da Petrobras Sergio Gabrielli foram enviadas a ele antes do depoimento por José Eduardo Barrocas, chefe do escritório da estatal em Brasília, que aparece no detalhe da foto

O procurador da República Ivan Cláudio Marx, do Distrito Federal, determinou nesta quarta-feira a abertura de inquérito civil para apurar o envio prévio de um gabarito com as perguntas que seriam feitas por senadores a depoentes na CPI da Petrobras, no ano passado. Reportagem de VEJA revelou que governistas engendraram um esquema para treinar os principais depoentes à comissão de inquérito, repassando a eles previamente as perguntas e indicando as respostas que deveriam ser dadas. Para o PSDB, que recorreu ao Ministério Público com pedido de investigação, há indícios de que foram praticados os crimes de advocacia administrativa, falso testemunho e violação de sigilo funcional.

O ex-presidente da Petrobras Sergio Gabrielli, por exemplo, recebeu antes do depoimento as perguntas que lhe seriam feitas por meio de José Eduardo Barrocas, então chefe do escritório da estatal em Brasília.

Leia na íntegra

Revista afirma que, na gestão de Luciano Coutinho, BNDES promovou o 'carnaval do crédito'
Luciano Coutinho é presidente do BNDES desde abril de 2007(Folha Imagem/VEJA)

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, vai ocupar o lugar do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, na presidência do Conselho de Administração da Petrobras, conforme a estatal informou nesta quinta-feira. A nomeação foi aprovada nesta tarde pela maioria do colegiado. O ex-ministro Guido Mantega renunciou ao cargo.

No comunicado ao mercado, porém, a Petrobras informa que Coutinho foi eleito presidente só até a próxima assembleia do conselho, marcada para dia 29 de abril. “Essa eleição, conforme dispõem a Lei das Sociedades Anônimas e o Estatuto Social da Petrobras, é válida até a próxima assembleia geral de acionistas”, diz o texto.

Presidente do BNDES desde abril de 2007, ele vai acumular dois cargos em colegiados. Além de ser membro do Conselho de Administração da Petrobras desde abril de 2008, Coutinho também integra o Conselho de Administração da Petrobras Distribuidora.

O fato relevante não trouxe outras decisões, ou mesmo discussões, ocorridas na reunião do Conselho de Administração desta quinta-feira. Segundo uma fonte afirmou à agência de notícias Reuters na quarta-feira, a diretoria executiva da Petrobras apresentaria ao conselho o andamento dos trabalhos e os métodos usados para fechamento dos resultados financeiros auditados.

A Petrobras reiterou em nota que “continua trabalhando para disponibilizar as demonstrações contábeis revisadas do terceiro trimestre de 2014 e as demonstrações anuais auditadas o mais breve possível”.

A divulgação dos resultados está atrasada por causa das dificuldades da estatal em calcular as perdas decorrentes do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.A Petrobras disse em comunicado divulgado pela manhã que “está avaliando o tratamento contábil adequado para os pagamentos indevidos identificados no âmbito das investigações relativas à Operação Lava Jato”.

A companhia declarou também que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) não foi consultada sobre proposta de tratamento contábil para pagamentos indevidos e tampouco a autarquia se manifestou sobre o assunto. As ações da petroleira fecharam em queda de 5% nesta quinta-feira na Bovespa. (Veja/Com agência Reuters)

 

duque

Editorial contra Duque foi publicado em 2010

Se o ex-sindicalista Lula tivesse ouvido o Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) ainda em 2010, quando era presidente, os desvios e desmandos de Renato Duque à frente da Diretoria de Serviços da Petrobras poderiam ter sido menores.

A edição de 11 de março de 2010 do Surgente, o jornal do Sindipetro-RJ, traz um editorial cujo título não poderia ser mais claro: “Fora Renato de Souza Duque, diretor de Serviços da Petrobras!”. No editorial, os petroleiros reclamam de punições e demissões de funcionários por falhas, enquanto os gerentes, seus superiores, nunca eram punidos.

O texto ainda critica José Sérgio Gabrielli, “um rei, já que reina, mas não governa”, e descreve a estrutura desvendada pela Operação Lava-Jato anos depois: “cada diretor é dono de seu feudo e só deve satisfação ao partido de origem e ao seu padrinho”.

E quem seria o padrinho de Duque? Os petroleiros não têm dúvidas: “Renato Duque é afilhado político do ex-ministro chefe da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu”. (Veja)

Por Lauro Jardim

(Foto reprodução/Google)

A Procuradoria-Geral da República determinou, em um dos inquéritos da Operação Lava Jato, que a Polícia Federal investigue as relações políticas e a suposta prática de agiotagem por parte de João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho, um dos três empresários de Pernambuco que compraram o jatinho que em agosto de 2014 caiu e matou o candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB).

O Ministério Público Federal suspeita que João Carlos Lyra seja o dono da Câmara & Vasconcelos, uma das empresas que pagaram pela aeronave, vendida por 1,7 milhão de reais. Desde o ano passado, a PF investigava se os três empresários de Pernambuco eram “laranjas” usados para ocultar a compra do jato, que foi testado por Campos, dias antes de sua aquisição.

O ex-governador de Pernambuco foi um dos citados como beneficiário do esquema de desvio de recursos da Petrobras pelo ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa. Aliado de Campos, o atual senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) virou investigado pela suspeita de ter negociado com Costa o pagamento de 20 milhões de reais para a campanha de Campos à reeleição no Estado, em 2010. O senador rechaça as suspeitas.

O PSB e a família Campos negam irregularidades. No ano passado, Lyra divulgou nota afirmando que comprou o avião Cessna de prefixo PR-AFA e locou para a campanha de Campos. Algumas empresas, entre elas a Câmara & Vasconcelos, teriam emprestado os valores da compra.

O nome da empresa já havia aparecido na Operação Lava Jato no fim do ano passado, como beneficiária da lavanderia do doleiro Alberto Youssef. Foi identificado um depósito de 100.000 reais em janeiro de 2011. O que não se sabia era que João Carlos Lyra seria o dono da Câmara & Vasconcelos.

As suspeitas surgiram após Youssef afirmar, em delação premiada, em fevereiro, que o depósito para a Câmara & Vasconcelos referia-se a pagamento de dívida de campanha do senador Benedito de Lira (PP-AL), de 2010.

“Seria (a Câmara & Vasconcelos) uma empresa de Pernambuco. Eu sei que era para um agiota que ele (senador) estava devendo dinheiro que ele havia pegado para terminar a campanha. Ele me falou que esse agiota era do Recife”, contou Youssef.

Na petição em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou abertura de inquérito contra o senador e seu filho, o deputado Arthur Lira (PP-AL), foi pedida a oitiva de Lyra e o aprofundamento das investigações sobre a Câmara & Vasconcelos. A procuradoria quer que o empresário “esclareça as transferências mencionadas e a relação com os parlamentares” e se a empresa era utilizada por ele “para atividades de agiotagem”.

O senador nega recebimento de propina e irregularidades na campanha. João Carlos Lyra não foi encontrado. (Veja/Com Estadão Conteúdo)

 

(Foto reprodução/Google)

Criador do famoso personagem Zé Bonitinho, feio, de voz nasalada e de gestos robóticos, o ator Jorge Loredo morreu na manhã desta quinta-feira, 26, no Rio de Janeiro, aos 89 anos. Ele estava hospitalizado desde o dia 3 de fevereiro no Hospital São Lucas, no Rio. A causa da morte foi falência múltipla de órgãos. O velório ocorre nesta sexta-feira, 27, no Memorial do Carmo, Caju, na capital carioca.

O canal SBT divulgou uma nota oficial sobre Loredo. “O SBT lamenta a perda do ator e humorista Jorge Rodrigues Loredo”, diz o comunicado. “Loredo faz parte da história da emissora desde setembro de 2001, quando ingressou no elenco principal do humorístico A Praça é Nossa onde sempre encarnou seu o hilário Zé Bonitinho. Sua última participação no programa aconteceu no dia 8 de março de 2012, porém permaneceu funcionário do SBT até esta quinta-feira.”

Jorge Loredo nasceu em Campo Grande, no dia 7 de maio de 1925, e não parecia que viveria muito tempo. Aos 12 anos, foi diagnosticado com osteomielite na perna esquerda, doença que provocava uma dor constante e só foi curada na década de 1970. Como reflexo, Loredo foi um garoto tímido e introvertido. Quando completou 20 anos, foi internado em um sanatório com diagnóstico de tuberculose. O que para muitos representaria o fim tornou-se uma nova opção de vida – incentivado por médicos, Loredo ingressou em um grupo teatral no próprio hospital, onde descobriu sua vocação de ator.

Leia na íntegra/Assista vídeo

Comédia com Otávio Müller faz duas sessões no Centro de Cultura João Gilberto

Uma comédia pop que narra o universo da mulher feia e suas descobertas, revelando que ser feia é tão somente uma questão de espírito. Assim é “A vida sexual da mulher feia”, que traz Otávio Müller no papel de Maricleide, personagem que goza de uma autocrítica impagável e não perde tempo em se indispor à ditadura da beleza. O espetáculo chega a Juazeiro para duas sessões, dias 28 e 29 de março, no Centro de Cultura João Gilberto.

Peça narra universo da mulher feia e suas descobertas
Baseado no livro homônimo da gaúcha Claudia Tajes, a peça – dirigida pelo próprio Otávio – não deixa nenhuma mulher ou homem imune à insegurança da personagem. Afinal, quanto mais se olha no espelho, mais imperfeições aparecem. Claudia criou uma protagonista sem rosto: não esmiuçou descrições físicas, não impôs uma caracterização isolada. Esse recurso facilita a identificação ampla e abrangente do público.

Com a crueza de um consultório de terapeuta, é possível acompanhar suas aventuras amorosas, primeiro beijo e primeira transa. Embarcando no sucesso do livro, o espetáculo agrada a todos – homens e mulheres, feios ou não. Pois quem nunca esteve acima do peso? Quem nunca se viu apavorado ao constatar os estragos feitos pelos hormônios da adolescência?

Ao acompanhar os relatos hilários do diário amoroso da personagem, a identificação é inevitável, o que faz com que a história se torne ainda mais engraçada. É o rir de si mesmo. Não a risada sádica, que segrega as formosas das horríveis e aponta o dedo para torturar, mas a risada generosa e solidária, imbuída da reflexão e do combate aos condicionamentos.

Otávio Müller
Começou a carreira na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL). Em 1986, como formatura de sua turma, participou da montagem de “Ideias e repetições”, com textos de Jorge Luis Borges, Júlio Cortázar e Lygia Bojunga, direção de Bia Lessa. Com Bia, formou uma companhia e participou dos espetáculos “Orlando”, de Virgínia Woolf; “Viagem ao centro da Terra”, de Julio Verne; e “O Homem sem qualidades”, de Robert Musil. Entre mais de uma dezena de peças, reestreou em 2007, ao lado de Marcelo Serrado, “No retrovisor”, com texto de Marcelo Rubens Paiva e direção de Mauro Mendonça Filho.

Na TV, Otávio estreou em 1988, na novela da TV Globo “Vale Tudo”. Veio uma extensa sequência de novelas e minisséries: “O sexo dos anjos” (1989), “O dono do mundo” (1991), “Memorial de Maria Moura” (1994), “Engraçadinha” (1995), “Os ossos do barão” e “Anjo mal” (1997). Depois “Dona Flor e seus dois maridos” e “Labirinto” (1998), “Força de um desejo” e “Andando nas nuvens” (1999), “Você decide” (1998/2000), “Os Maias” (2001), “Os normais” (2001/2002)… entre outros. Atualmente, Otávio Müller integra o elenco da série “Tapas & beijos”, como Djalma.

Claudia Tajes
Nascida em Porto Alegre, em 1963, Claudia é redatora publicitária e estreou na literatura com “Dez (Quase) amores” (L&PM Editores, 2000). Seguiram-se “As pernas de Úrsula & outras possibilidades” (L&PM Editores, 2001) e o romance “Dores, amores & assemelhados” (L&PM Editores, 2002), “A vida sexual da mulher feia” (2005), “Louca por homem” (L&PM 2011), “Vida dura” (L&PM Pocket, 2008) e “Só as mulheres e as baratas sobreviverão” (L&PM Editores, 2009), “Por isso eu sou vingativa” (2011) e “Sangue quente” (2013). Além de escritora, Claudia Tajes é roteirista da Globo e em 2011 teve seu livro “Louca por homem” adaptado para uma série no canal HBO, chamada “Mulher de fases”.

Ficha técnica
Elenco: Otávio Müller
Texto: Claudia Tajes
Adaptação: Julia Spadaccini
Direção: Otávio Müller
Supervisão: Amir Haddad
Cenário e figurino: Adriana Schmidt
Designers de vídeo: Batman Zavareze / Nathalie Melot
Assistente de direção: Danilo Watanabe
Produtor geral: Sandro Chaim
Realização: Pathavidhatu Empreendimentos Culturais e Chaim XYZ Produções
Produção local: Cereja Produções

Serviço
“A vida sexual da mulher feia”
Dia 28 de março às 20h
Dia 29 de março às 20h
Centro de Cultura João Gilberto
Informações: (74) 9198.2750 / (74) 8838.1528
Classificação: 12 anos
Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)
À venda na Canard, Portal SG, Grande Hotel Juazeiro e bilheteria do teatro.

http://s1.lemde.fr/image/2015/03/24/644x322/4600310_3_1288_des-helicopteres-des-secours-francais-a_d75e1def08cdc07fcdf14058e61bb470.jpg

Piloto de avião que caiu estava trancado fora de cabine, diz jornal

Dados da caixa-preta da cabine de comando do Airbus 320, da Germanwings, que caiu na França e matou 150 pessoas, tentou retornar desesperadamente ao cockpit, segundo informou o jornal americano New York Times.

Segundo o jornal Le Monde, o copiloto da aeronave estava na cabine, enquanto o piloto estava do lado de fora durante a queda. O promotor de Marselha Brice Robin afirmou em entrevista nesta quarta-feira (26) que os áudios da cabine mostram que o copiloto, que estava no comando do avião durante a queda, estava “vivo e respirando”, o que demostra que ele não passou mal. O promotor disse ainda que o copiloto não demonstrou pânico na queda.

Indícios apontam que o copiloto parece ter acionado voluntariamente o mecanismo que colocou o avião em queda, com intenção de derrubar a aeronave. Ele teria se recusado a abrir a porta para o piloto entrar na cabine.

“O homem do lado de fora bate levemente na porta da cabine e não há resposta. Depois, bate mais forte, sem resposta. Nunca há uma resposta. Você consegue ouvir que ele está tentando derrubar a porta”, disse o investigador, descrevendo o áudio da gravação.

O jornal espanhol El País informou que a porta da cabine só pode ser fechada intencionalmente. Ainda não há confirmação do que o co-piloto fazia fora da cabine.

O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, disse nesta quarta (25) que a caixa-preta do está danificada, mas que é possível analisá-la. Na hora do acidente, as condições meteorológicas eram boas e esta causa parece remota para os especialistas em acidente aéreo ouvidos pela imprensa francesa.

Às 10h01m (hora local), o voo 4U9525 decolou com 26 minutos de atraso de Barcelona com 144 passageiros, entre eles dois bebês e seis tripulantes, rumo a Dusseldorf, onde deveria ter aterrissado às 11h55m. Porém, às 10h30m, quando já estava no espaço aéreo francês, um controlador de voo do Departamento de Aviação Civil (DGAC) do país constatou que o aparelho tinha saído da rota e perdido altitude. (Correio da Bahia)

Agentes do órgão lacraram a agência, que ficará fechada por 24 horas

Agentes do Procon interditaram na tarde desta quarta-feira, 25, a agência do Banco Itaú localizada na Praça da Piedade, no centro de Salvador.

O motivo foi o descumprimento da Lei Municipal nº 5.978/2001, que estabelece atendimento ao consumidor no setor de caixas em no máximo 15 minutos, que foi alvo de uma série de denúncias feitas ao órgão nos últimos meses.

Além disto, o banco não aceitava pagamentos de consumidores não correntistas, que também é considerada uma infração.

O banco ficará fechado por 24 horas e terá 10 dias úteis para apresentar defesa junto ao Procon. (A Tarde)

A empolgação com as milhares de pessoas que compareceram à Avenida Paulista no último dia 15 de março levará o próximo protesto contra a presidente Dilma Rousseff a começar mais cedo do que o anterior. É o que garante o líder do grupo Revoltados Online, um entre os três principais movimentos que organizaram os mais recentes atos pelo impeachment da presidente.

“Se bobear, a gente começa ainda na madrugada”, diz ao iG Marcello Reis, fundador do Revoltados. O grupo marcou seu ato para às 11h de 12 de abril, quatro horas antes do horário marcado pelo Movimento Brasil Livre (MBL). Também já agendaram seus atos para a mesma hora os grupos Oposição Reunida e SOS Forças Armadas.”Queremos mostrar a todos que representamos 100% a sociedade brasileira, para provar que a presidente realmente tem de cair e irá cair”, completa Reis.

Considerado o mais moderado dos grupos contra a presidente Dilma, o Vem Pra Rua ainda não divulgou oficialmente seu horário, mas a ideia é realizá-lo na mesma hora da manifestação do dia 15, às 14h, também no cruzamento da Rua Pamplona com a Paulista, em frente ao Metrô Trianon Masp. “Deve ser tudo na mesma dinâmica do anterior”, diz a assessora do movimento.

Apesar do novo horário marcado, o ato pelo impeachment de Dilma Rousseff do dia 15 começou a encher a Avenida Paulista ainda pela manhã, horas antes do início oficial. No auge, por volta das 16h, a Polícia Militar afirmou que um milhão de pessoas ocuparam as ruas da via. Segundo o Datafolha, protesto reuniu 210 mil.

“Queremos o impeachment e não vamos parar de ir às ruas até ele acontecer”, diz Marcello, resumindo o que já tem dito desde antes dos atos de duas semanas atrás. “Temos embasamento jurídico para isso. Não dá mais para negar”, faz coro Kim Kataguiri, co-fundador do MBL. (Tribuna da Bahia)

A direção do Complexo Médico-Penal de Pinhais, no Paraná, afirmou ao juiz federal Sérgio Moro, responsável por conduzir processos decorrentes da Operação Lava Jato, que tem condições de receber o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró, que está preso na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba e passa por tratamento psicológico.

A consulta sobre Cerveró foi feita por Moro nessa quarta-feira, 25. Nesta semana, o juiz autorizou a transferência de 12 presos da Lava Jato da carceragem da PF para a instalação mantida pelo governo estadual. A Polícia Federal solicitou a transferência alegando que já não podia mais comportar os presos em seu prédio. Na ocasião, Moro não havia autorizado a transferência de Cerveró. (Tribuna da Bahia)

Rui Costa se reuniu, também, com outros governadores do Nordeste

Rui Costa se reuniu, também, com outros governadores do Nordeste

Em meio ao cenário de contenção de gastos e de ajuste fiscal no país, a qualidade e a eficácia nas ações da administração pública tornam-se imprescindíveis. Esta avaliação foi feita pelo governador da Bahia, Rui Costa, após participar de encontro conjunto dos governadores do Nordeste com a presidente Dilma Rousseff, nesta quarta-feira (25/3), no Palácio do Planalto, em Brasília. Os gestores entregaram dois documentos com posições e pedidos à presidenta Dilma.

Manter as políticas de desenvolvimento regional e de distribuição de renda, a manutenção dos investimentos em curso do PAC e abertura de limite de crédito para os estados são as principais pautas de interesse dos chefes do Executivo da região. Eles querem também “alternativas de novas fontes para o financiamento na Saúde, com a taxação de grandes fortunas para este fim”, como descrito em um dos documentos, além de apoio para a segurança pública e para as ações de convivência com a seca.

Na avaliação do governador Rui, este é justamente o momento de apontar prioridades; diante do ajuste fiscal, “é preciso afunilar e alinhar”. Na Bahia, obras de infraestrutura hídrica e de logística, a exemplo de duplicação de rodovias e da implantação da Ferrovia de Integração Oeste-Leste são alguns dos empreendimentos do PAC imprescindíveis, conforme pontuou o governador. “Essas obras são estruturantes, fazem parte da política de desenvolvimento regional. A autorização de crédito pelo Ministério da Fazenda é fundamental para que possamos manter o nível de emprego e atividade”, assinalou Rui Costa.

O grupo composto por governadores compilou um posicionamento político num segundo documento divulgado também nesta quarta-feira. No texto, eles defendem valores democráticos. O governador Rui disse que “um dos pilares fundamentais de qualquer país democrático é o respeito às eleições diretas, em que o povo escolhe seus governantes e, portanto, a eleição é um valor universal”, pontuou ao alertar que é preciso a manutenção do Estado de Direito no país, sob pena de colocar em risco a Constituição Brasileira.

Os governadores vão solicitar agenda no Supremo para pedir análise da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que trata da questão dos royalties do petróleo – a ADI tramita há dois anos na Casa. Também está previsto um encontro entre eles e a bancada do Nordeste no Congresso. Esta agenda deve acontecer dia 15 de abril, na Câmara dos Deputados. O próximo encontro geral do grupo está marcado para dia 8 de maio, desta vez, sediado no Rio Grande do Norte. (Tribuna da Bahia)

(Foto: EBC)

Cerca de 300 estudante da Faculdade Maurício de Nassau que fazem uso do Fies, em Salvador e Lauro de Freitas, conseguiram o direito de prorrogar, em até 30 dias, o prazo para o aditamento dos contratos. O Fies é o programa de Financiamento Estudantil do Ministério da Educação. A liminar com a determinação foi concedida após o Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) acionar a Justiça Federal. Segundo a decisão, expedida pela juíza Rosana Kaufmann, da 6ª Vara, os alunos argumentaram que a faculdade estava sendo omissa no aditamento dos contratos e deixando como opção aos estudantes o pagamento das mensalidades ou a contratação de um financiamento da própria instituição. Ainda de acordo com o documento, a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento da faculdade não deu início aos trâmites legais do aditamento no prazo devido – até novembro do ano passado.

A Faculdade Mauricio de Nassau se pronunciou através de nota afirmando que os problemas foram provocados pelas instabilidades no site do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A instituição informou também que “mesmo antes da decisão já havia liberado que todos os estudantes que não conseguiram realizar o aditamento do Fies em 2014.2 estivessem em sala de aula”. A decisão dá um prazo de 30 dias para o FNDE reabrir o sistema para renovação dos contratos dos estudantes da Nassau. Estudantes de todo o Brasil têm enfrentado problemas com o aditamento dos contratos. Na semana passada a Defensoria Pública da União (DPU) na Bahia também acionou a justiça solicitando a renovação dos contratos, mas ainda não houve decisão. Em Brasília, na terça-feira, o MEC conseguiu na Justiça suspender a liminar que derrubava as novas regras que estabelecem teto de 6,4% para reajuste das mensalidades dos cursos financiados. Até o momento, segunda edição do programa este ano é incerta. (Correio da Bahia)

Resultado de imagem para 6º BPM EM SENHOR DO BONFIM

6º BPM realiza prisão por porte de arma de fogo e ameaça

Policiais da CETO do 6º Batalhão de Polícia Militar realizaram prisão por porte ilegal de arma de fogo, no Distrito de Igara, Município de Senhor do Bonfim, nesta quarta feira (25), às 20h15.

Após denúncia de que um homem havia adentrado uma residência e ameaçava duas mulheres, de 30 e 38 anos, com uma arma, os policiais foram até o local e renderam o acusado.

Misael do Nascimento Castro, de 21 anos, foi apresentado, juntamente com um revólver calibre 32 com três munições, na delegacia de Polícia Civil e autuado em flagrante.

(Foto reprodução/Google)

O lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, e Gerson Almada, ex-vice-presidente da construtora Engevix, serão transferidos da carceragem da Polícia Federal (PF), em Curitiba, para o Complexo Médico-Penal apenas depois de cumprirem compromissos com a polícia e com a Justiça Federal, segundo o delegado da PF Ígor Romário de Paula. A unidade prisional fica em Pinhais, na Região Metropolitana da capital paranaense.

De acordo com a PF, Almada presta depoimento à corporação na tarde desta quarta-feira e, talvez, seja ouvido na quinta novamente. Portanto, as transferências possivelmente vão ficar entre quinta e sexta-feira (27), segundo o delegado.

Fernando Baiano é apontado pela Polícia Federal como lobista que operava em favor do PMDB no esquema de corrupção na Petrobras. Já Almada é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter transferido quase R$ 16 milhões para o exterior às vésperas da deflagração da Lava Jato.

Na segunda-feira (23), a Justiça autorizou as transferências após a PF ter alegado superlotação na carceragem. O Complexo Médico-Penal é uma unidade do sistema penitenciário do Paraná destinada a presos provisórios ou condenados que precisam de atendimento psiquiátrico ou ambulatório. Dez presos foram transferidos na terça-feira (24).

Os investigados da Operação Lava Jato – executivos de empresas, ex-diretores, e supostos operadores – estão em celas separadas da maioria dos detentos e, assim como os demais presos, seguem as mesmas regras dos demais presos.

Todos são acusados de participação no esquema bilionário de corrupção, desvio e lavagem de dinheiro atuante dentro da Petrobras.

Cezinando Paredes, diretor do Departamento de Execução Penal (Depen) do Paraná, afirmou que após identificação dos presos, eles passaram por uma triagem. O exame de corpo de delito, realizado pelos presos no Instituto Médico-Legal (IML) no momento da prisão ainda é válido. De qualquer forma, os suspeitos passaram por uma nova vistoria médica. (G1)

 

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reagiu com indignação ao veto parcial da presidente Dilma Rousseff (PT) à Lei 13.107 que limita a fusão e incorporação de partidos políticos. Segundo Cunha, a relação entre governo e o PMDB piora com o veto parcial.

Esta lei estabelece tempo mínimo de cinco anos de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que partidos possam se fundir. No entanto, Dilma vetou dois trechos do texto, que tratavam da migração de parlamentares e do registro de legendas criadas por fusões. Um dos vetos retirou da lei a possibilidade de que políticos com mandato, eleitos por outras legendas, pudessem se filiar ao novo partido criado por fusão sem perder o mandato.

Para Cunha, o veto parcial foi uma manobra do governo federal e o PMDB pretende questionar a lei na Justiça, provavelmente por meio de uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente da Câmara classificou o veto como “estranho”. “Aquele veto é um veto estranho, porque atrapalha o problema das fusões e fala especificamente que não pode equiparar o processo de mudança partidária de fusão para a criação de partido. Vamos trabalhar com toda a força para derrubar este veto”, disse Cunha.

A maior irritação de Cunha ocorre porque o veto parcial favorece o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que articulava a fusão do PSD com o PR. “O que eu acho é que houve uma estrutura de governo que deixou para o último dia pra sancionar. Já programado”, analisou Cunha. “Tem um manancial de briga jurídica que eu duvido que algum parlamentar vai poder se filiar a esse partido enquanto não tiver definição se alguém pretende disputar as eleições de 2016. Então, você tem um campo muito fértil para a discussão”, complementou.

“Com certeza absoluta (houve a intenção) de enfraquecer o PMDB. Não vou utilizar a palavra golpe porque eu não tenho o hábito de atacar dessa forma”, analisou Cunha. “Eu vou no fato. Isso é um projeto de enfraquecimento do PMDB que já foi fartamente denunciado por todos nós. Então nós vamos combater esse processo. E vamos combater de todas as formas.  Na justiça, na política derrubando veto, enfim, de todas as maneiras”, ressaltou o presidente da Câmara. (Congresso em Foco)

Whatsapp é um dos “vilões” do vício em tecnologia

Qual o limite saudável para o uso da tecnologia? Quando o uso de smartphones e computadores se torna um vicio? Esse foi o tema do programa Ponto Com Ponto Br desta segunda-feira, 23, que contou com a participação do pesquisador do Núcleo de Pesquisa da Psicologia em Informática da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Paulo Annunziata Lopes.

Para o psicólogo, definir quando o uso de tecnologia se torna maléfico é um grande desafio, já que “o uso constante faz parte da nossa vida”, mas segundo ele, existem critérios para identificar o exagero: “não se trata só do tempo que a pessoa passa conectada, mas se consegue se desconectar sem ficar ansiosa; se ela faz uso do smartphone de uma forma criativa e produtiva, ou se passa horas e horas no mesmo jogo, nas redes sociais”.

Ele lembra que outro indício é perceber se o uso está afetando o desempenho nos estudos, no trabalho, ou prejudicando outras esferas como vida social e familiar. Paulo Annunziata Lopes lembra que os problemas iniciais estão ligados à ansiedade, mas com o tempo pode gerar casos mais extremos como dificuldade de estar em ambientes sociais. Segundo pesquisador, a melhor dica para melhorar a relação com a tecnologia é perceber que “tudo tem seu tempo e sua hora”, e manter uma gama variada de atividades no dia-a-dia, com tempo para trabalho, atividade físíca e reuniões sociais.

O excesso do uso do smartphones pode causar ainda doenças físicas. De acordo com o médico da Sociedade Brasileira de Traumatologia e Ortopedia, Maurício Marteleto, a doença está sendo chamada de “whatsappnite”, e é causada pelos movimentos repetitivos realizados na utilização do celular. O médico recomenda que as pessoas usem o smartphone com moderação e parem de digitar tudo: “é bom gravar áudios para descansar os dedos”.

O médico lembra ainda que desde os anos 80 e 90 são frequentes problemas de tendinite causados devido ao uso do teclado do computador. Segundo o ortopedista, a melhor forma de prevenir o problema, é sentar da forma correta “apoiando a coluna lombar, e o antebraço  até o cotovelo. É bom também digitar por 50 minutos e descansar por 10 minutos”. Ele recomenda ainda  fazer alongamentos no momento de descanso.

Alguns sinais do “vício” em tecnologia:

- Ficar desconectado gera ansiedade;
- O tempo gasto no celular pode ser longo, desde que seja em atividades variadas e produtivas;
- Passar horas entretido no mesmo jogo ou em uma única rede social não é bom sinal;
- Deixar de participar de atividades sociais, trabalhar ou estudar para ficar conectado. (A Tarde)

“ELES QUEBRARAM O PAÍS”

Renan:  irritado

Renan: irritado

Renan Calheiros estava com a corda toda numa reunião na presidência do Senado hoje de manhã.

Tendo como plateia alguns senadores, discutia o adiamento para a semana que vem a votação do projeto de renegociação das dívidas de estados e municípios e a ida de Joaquim Levy para uma reunião da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado na terça-feira, quando explodiu:

- O país quebrou. Eles quebraram o país. É preciso que o governo apresente um plano econômico com começo, meio e fim. Um plano que faça cortes na máquina do governo e não um que aumente impostos. Agora, o Levy tem um fim de semana para elaborar esse plano e nos mostrar. (Veja)

Por Lauro Jardim

 

GEDSC DIGITAL CAMERA

Foi um agito só a pré-estreia do curta-metragem Aqui Jazz, do diretor Albert Moreira, no Theatro Municipal Paulo Gracindo, em Paulínia, no interior de São Paulo. Protagonizado por Déo Garcez, o elenco conta ainda com Mônica Carvalho, Larissa Marinho e Jone Brabo. Larissa, que também é Miss World Brasil Infantil e comanda o programa Criança e Cultura, no canal Disney Channel, fez questão de posar ao lado de Déo e Jone. “É um sonho atuar ao lado de grandes atores. Aprendo muito com eles “, contou a estrela mirim.

Polícia investiga se ela usou dinheiro obtido em assalto na campanha de 2012 (Foto: PM/Divulgação)

Polícia investiga se ela usou dinheiro obtido em assalto na campanha (Foto: PM/Divulgação)

Uma vereadora de Salitre, no interior do Ceará, foi presa com mais sete pessoas suspeitas de homicídios, assaltos e formação de quadrilha. De acordo com a Polícia Militar, Francisca Sales Vieira (PT-CE) mantinha relação com um homem conhecido como Paulinho Tendel, que é conhecido na cidade por crimes de homicídios.

“Depois que ela iniciou essa relação, ela passou a ser investigada. O Paulinho Tendel arregimentou uma quadrilha, que incluía a vereadora, com quem cometia vários assaltos”, diz comandante do Destacamento Policial de Salitre, Paulo César.

Francisca Sales é suspeita de participação em assaltos a caminhoneiros, postos de combustível e casas lotéricas, além de formação de quadrilha e homicídios. “As pessoas que iam se desgarrando da quadrilha eles iam matando. Só esse ano foram cinco homicídios dessa forma”, diz o policial.

O grupo era investiga há um mês e teve o mandado de prisão preventiva expedido nesta terça-feira (24), no mesmo dia em que foram preso. A ordem de prisão é assinada pelo juiz Marcelo Alencar Pereira de Matos, da comarca de Salitre.

Os oito presos foram encaminhados à Cadeia Pública de Campos Sales, cidade próxima a Salitre, onde permanecem à disposição da Justiça. Na delegacia, a vereadora negou todos os crimes e afirmou que iria provar que é inocente.

Francisca foi eleita em 2012 com 419 votos, 4,22% do total de votos válidos na cidade de Salitre. A polícia investiga se o dinheiro utilizado em sua campanha foi financiado pela quadrilha presa nesta semana. (G1)

(Foto reprodução/Google)

or Thais Herédia

O ajuste fiscal proposto pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, será feito – com ou sem o Congresso Nacional. Isto não é uma ameaça, é a realidade nua e crua da economia brasileira. As medidas escolhidas até agora para economizar gastos públicos são corretas do ponto de vista da gestão do país, mas muito arriscadas politicamente.Levy está empenhado em desmontar o castelo de cartas criado no primeiro mandato de Dilma Rousseff e ao mesmo tempo precisa controlar a ventania que vem do Congresso, disposta a derrubar tudo sem ordem ou sentido.

O vendaval mais recente mexe com as dívidas dos estados e municípios com a União. Essas dívidas são bilionárias, fruto de uma imensa negociação no final dos anos 90. Casos como a dívida de São Paulo, uma das maiores do Brasil, são emblemáticos porque ela reflete a farra feita pelos governos passados no estado paulista com o Banespa. O mesmo aconteceu com muitos outros estados que tinham bancos estatais.

O imbróglio está no indexador que atualiza as dívidas. Quando elas foram acertadas, estados e municípios assumiram um compromisso que, à época, fazia sentido. Passados quase 20 anos e com a evolução da economia brasileira, a base para a atualização do saldo devedor ficou, não só defasado, como injusto. No ano passado o Congresso Nacional aprovou a troca de índices e níveis de reajuste que beneficiaria a maioria dos endividados, com uma redução da conta. Agora, o parlamento exige que o governo implemente a alteração imediatamente.

Nada mais justo, não? Depende. Para estados e municípios, sim. Para as contas públicas, não. Para aumentar a capacidade de investimento das cidades e estados, sim. Para o fortalecimento institucional do país, não. Vou me atentar aos “nãos”.

Leia na íntegra

Tratamento pelo SUS será estendido a mais mulheres (Edson Lopes Jr./Gov. de São Paulo)

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (25) o Projeto de Decreto Legislativo 1442/14, da deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), que suspende parcialmente a Portaria 1.253/12, do Ministério da Saúde. A suspensão evita a recusa do exame de mamografia às mulheres na faixa de idade de 40 a 49 anos no Sistema Único de Saúde (SUS). A matéria deve ser votada ainda pelo Senado.

O texto aprovado é uma emenda da deputada Gorete Pereira (PR-CE), relatora pela Comissão de Seguridade Social e Família, que mantém a mamografia para essa faixa etária com o custeio por meio de recursos do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (Faec).

A portaria permite a mamografia com recursos desse fundo apenas para a faixa etária de 50 a 69 anos, alterando a Tabela de Procedimentos do SUS.

A emenda aprovada surgiu após um acordo com o Ministério da Saúde, que viabilizou a permanência de outras mudanças feitas pela portaria, mas garantiu o objetivo do projeto. “Se conseguirmos salvar uma mulher com o exame preventivo do câncer de mama, já podemos considerar um sucesso”, afirmou Carmen Zanotto, elogiando as negociações que viabilizaram o acordo.

A deputada ressaltou que a portaria é contrária à Lei 11.664/08 que, em seu artigo 2º, estabelece a realização de exame mamográfico por todas as mulheres a partir dos 40 anos de idade. “Uma condicionante como essa [da portaria] equivale a restringir o acesso das mulheres a esses exames, que têm se mostrado efetivos no diagnóstico precoce do câncer de mama”, defendeu.

Para a relatora, deputada Gorete Pereira, a lei seguiu dados técnicos para obrigar a idade mínima de 40 anos para mamografias e não poderia ter sido desrespeitada por uma resolução. “A Organização Mundial de Saúde estabelece que, se não tiver ao menos uma mamografia nesta idade, não diminuiriam nunca os óbitos ocorridos”, disse.

Carmen Zanotto citou dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) segundo os quais o câncer de mama em estágio avançado está presente em mais da metade dos casos desse tipo de câncer.

Ela citou ainda dados do Atlas de Mortalidade por Câncer do Inca que apontam um índice de 10,7% (8.844) de mortes por câncer de mama entre mulheres na faixa etária de 40 a 49 anos em relação ao total de mulheres que tiveram óbito por essa doença em 2011. (Congresso em Foco)

(Foto: Edgar Souza/Arquivo)

O empresário Jesus Sangalo foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Aliança na noite de ontem depois de uma piora no quadro. Ele está internado desde que sofreu um acidente no início da semana na Pituba – ao ser socorrido, ele sofria convulsões.

Jesus foi transferido para a UTI cardíaca da unidade. Hoje ele passaria por tomografia, mas os médicos cancelaram por contam das crises convulsivas que sofreu. À tarde, ele precisou ser entubado.

Hoje pela manhã, Ricardo, irmão de Jesus, disse ao Ego que o acidente não foi grave. “Olha, o acidente dele não foi grave. Ele foi socorrido por uma ambulância do Samu e levado para o hospital. Não chegou a quebrar nada, não aconteceu nada grave. Ele está em observação no hospital por segurança e vai sair quando os médicos autorizarem. Mas não é um estado grave, apenas exige atenção neste momento”, afirmou.

Jesus Sangalo, sofreu um acidente de carro na noite desta segunda-feira (23), na Praça Nossa Senhora da Luz, situada na avenida Otávio Mangabeira, no bairro da Pituba. Segundo a Superintendência de Trânsito e Transalvador (Transalvador), ele conduzia um carro de modelo Honda Accord quando perdeu o controle do veículo e acabou batendo em um poste.

Ainda segundo o órgão, o irmão da cantora ficou desacordado e foi socorrido por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Outra pessoa também estava no carro, mas não teve ferimentos. (Correio da Bahia/ Com informações da TV Bahia)

 

LEIA TAMBÉM

‘CHAMANDO A CRISE PARA DANÇAR’

 

Resultado de imagem para José Nêumanne

Publicado no Estadão

JOSÉ NÊUMANNE

Assim como fizera o cego Tirésias, avisando ao general Júlio César que os idos de março poderiam ser-lhe aziagos, não faltou quem aconselhasse mudança de atitude à presidente Dilma Rousseff para ela recuperar poder e prestígio antes de chegar um abril ainda pior. Segundo xeretas palacianos, seu inspirador, pai político e profeta de plantão Luiz Inácio Lula da Silva o fez aos berros. Ex-aliados, amigos de ocasião e adversários de sempre insistem na tese, mas ela faz “ouvidos de Mercadante”, no exato trocadilho do professor Cláudio Couto.

» Clique para continuar lendo

 

 

 

A MISÉRIA DE GRAÇA

graça

Sem motivos para sorrir

Graça Foster – lembram-se dela ? – tem vivido à base de antidepressivos e ansiolíticos. Tem, também, tentado manter contato frequente pelo telefone com funcionários da Petrobras. (Veja)

Por Lauro Jardim

Arroz
Arroz: próximo passo do estudo é estudar quais variedades de arroz podem passar a ter menos calorias com o método de cozimento(Thinkstock/VEJA)

Uma xícara de arroz tem cerca de 240 calorias. Não é tão pouco, considerando que o grão é a base da alimentação brasileira e costuma ser ingerido em grande quantidade. Na segunda-feira, cientistas anunciaram um novo e simples modo de cozimento que pode reduzir seu número de calorias entre 50% e 60%.

O arroz possui dois tipos de amido: o digestível, absorvido pelo organismo, e o resistente, que não conseguimos digerir. Como o amido resistente não é quebrado em açúcar e absorvido pela corrente sanguínea, cientistas da Faculdade de Ciências Químicas do Sri Lanka buscaram formas de transformar o amido digestível em resistente, de modo a diminuir a quantidade de calorias do arroz.

Os pesquisadores desenvolveram um método de preparo que consiste em adicionar 1 colher de chá de óleo de coco à agua em ebulição e, somente em seguida, adicionar o arroz. Quando o grão cozinhar, ele deve ser refrigerado por 12 horas. “O resfriamento é essencial para transformar o amido digestível em resistente”, afirma o líder do estudo, Sudhair A. James, que apresentou a descoberta no Encontro e Exposição Anual da Sociedade Americana de Química. “O ato de reaquecer o arroz não afeta os níveis de amido resistente”, diz ele, cujo estudo ainda não foi publicado.

O próximo passo é estudar quais variedades do grão podem ser mais adequadas para este processo de redução de calorias. A equipe também investigará quais óleos, além do de coco, ajudam a transformar o amido.

Leia na íntegra

MÉRITO – Joaquim Barbosa chegou ao topo de uma bem-sucedida carreira jurídica sem precisar percorrer os conhecidos atalhos, lançar mão dos tradicionais jeitinhos ou recorrer a padrinhos influentes
Joaquim Barbosa(Sergio Dutti/VEJA)

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou nesta quarta-feira, por unanimidade, ação popular que questionava supostas irregularidades cometidas pelo ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa no registro de uma empresa aberta em Miami.

O caso chegou à Justiça depois que dois advogados ingressaram com uma ação popular afirmando que Barbosa violou a lei ao utilizar o apartamento funcional em que morava, em Brasília, como sede da empresa Assas JB para depois comprar um imóvel em Miami. Para os autores da ação, o ex-ministro do STF deveria indenizar a União por danos morais e restituir aos cofres públicos os custos dos aluguéis desde a criação da empresa.

Joaquim Barbosa abriu a empresa para comprar, em 2012, o imóvel nos Estados Unidos. Ao utilizar a pessoa jurídica para a aquisição do apartamento, obteve benefícios fiscais e diminuiu o futuro custo tributário a ser imposto aos herdeiros do ministro pela Flórida.

O processo contra Joaquim Barbosa já havia sido rejeitado em primeira instância. No recurso de apelação julgado nesta quarta-feira, o desembargador Souza Prudente, relator do caso, disse que não havia provas nos autos de que o ex-ministro tenha utilizado o apartamento funcional como sede da empresa e disse que os autores, em vez de apresentar indícios de irregularidades, apenas anexaram arquivos de internet – documentos não reconhecidos como prova pela Justiça.

“Não existe nesses autos qualquer prova documental no sentido de que a referida empresa tenha sido instalada de fato no aludido imóvel. [Os autores] Só imprimiram matérias sem qualquer valor jurídico (…) provante de mercancia empresarial”, disse o relator. “Tampouco trouxeram os estatutos dessa apontada sociedade mercantil e muito menos os autores populares trouxeram qualquer prova que demonstrasse ocorrência de lesão aos bens protegidos pela ação popular”, afirmou ele.

Para o magistrado, ainda que seja legítimo que cidadãos ingressem com ações populares na Justiça, eles precisariam comprovar, no processo, lesão à moralidade e ao bem público, o que não foi feito. (Veja)

Presidente Dilma se reúne com governadores da região Nordeste, em Brasília - 25/03/2015
Presidente Dilma se reúne com governadores da região Nordeste, em Brasília – 25/03/2015(Humberto Pradera/SEI/Divulgação)

Em crise com sua base aliada e com a popularidade no fundo do poço, a presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quarta-feira o apoio dos nove governadores do Nordeste. Todos estiveram no Palácio do Planalto e, em um encontro que durou cerca de três horas, prometeram defender o governo – mas também apresentaram a conta.

Para a presidente, o mais importante era realizar uma demonstração de apoio político e garantir apoio ao ajuste fiscal. O objetivo foi atingido. Em uma carta aberta, os nove governadores afirmam: “Um quadro de conflagrações radicalizadas não trará nenhum benefício ao Brasil. A hora exige espíritos desarmados e elevado senso quanto aos deveres patrióticos das lideranças para o bem da nação”. Em outro trecho, eles declaram reconhecer a necessidade de um ajuste “transitório e emergencial”.

Em troca, os governadores entregaram uma lista de cinco itens com pedidos ao governo. Um deles é criação de um imposto sobre as grandes fortunas para reforçar o financiamento da saúde pública. “Há 27 anos a Constituição espera que seja votada uma lei que garanta a criaçaõ desse tributo”, afirmou Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão. “O governo vai estudar essa possibilidade”, disse o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Os outros itens pedidos pelos governadores são a abertura de novos financiamentos, a garantia de continuidade dos investimentos já iniciados, a adoção de medidas contra os efeitos da seca e a implementação de um programa unificado de segurança pública.

Dilma praticamente não assumiu compromissos; disse apenas que os investimentos iniciados vão continuar e prometeu aprofundar a discussão sobre os temas. O governo condicionou a abertura de investimentos no Nordeste à aprovação do ajuste fiscal. Os governadores se comprometeram a conversar com suas bancadas e pedir apoio às propostas. Eles voltarão a Brasília em 15 de abril.

Além dos governadores, da presidente e de Mercadante, participaram do encontro o vice-presidente Michel Temer e os ministros Nelson Barbosa (Planejamento), Joaquim Levy (Fazenda), Pepe Vargas (Relações Institucionais) e Carlos Gabas (Previdência).

Dívidas - A reindexação da dívida dos Estados e municípios, que está em debate no Senado, não foi tema da reunião. O ministro da Casa Civil afirmou, entretanto, que o governo está disposto a construir um acordo com o Congresso. Segundo ele, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, vai ao Parlamento na semana que vem para buscar alternativas à proposta aprovada pela Câmara. “O que o ministro pretende discutir é uma pauta mais ampla sobre o pacto federativo: por exemplo a covalidação do ICMS”, disse Mercadante. O ministro voltou a ressaltar a importância do ajuste fiscal, e disse que o governo vai anunciar em breve um contingenciamento em todas as áreas do Orçamento. “Dois terços do ajuste fiscal são cortes de gastos. Um terço é redução de desoneração”, disse ele. (Veja)

Sessão de abertura do ano judiciário de 2015 no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília (DF)
Sessão de abertura do ano judiciário de 2015 no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília (DF)(Nelson Jr./STF/Divulgação)

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu na noite desta quarta-feira o julgamento sobre as regras para pagamento dos precatórios – as dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça. Os Estados e municípios que possuem tais débitos acumulados terão que zerá-los até o final de 2020, decidiu o Supremo. Em 2013, o Plenário do STF derrubou a norma que autorizava o poder público a parcelar, em até 15 anos, o pagamento dos precatórios, mas desde então a Corte tentava colocar balizas para definir quando teriam que ser quitados os passivos acumulados e como o poder público pagaria as futuras dívidas já sob o efeito de novas regras definidas pela Corte.

A emenda dava sobrevida de 15 anos ao parcelamento dos precatórios e previa a correção dos valores pelo índice que corrige a poupança, a Taxa Referencial (TR). Com a decisão desta quarta, o prazo passa a ser de cinco anos para pagamento das dívidas a contar de 1º de janeiro de 2016. A correção será realizada por dois índices. Até a data final do julgamento – 25 de março de 2015 – os créditos em precatórios devem ser corrigidos pela TR. A partir desta quinta-feira, contudo, deve ser utilizado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E) como índice de correção.

A partir de 2021, não haverá mais regime de transição para o pagamento e passa a valer a previsão constitucional de que o poder público deve incluir os precatórios no orçamento do exercício do ano seguinte ao do nascimento da dívida, quando as dívidas são reconhecidas até julho. O pagamento deve ser feito até o fim do exercício do ano seguinte, de acordo com a Constituição.

Neste período de transição até o final de 2020, o STF admite a possibilidade de acordos diretos para o credor que quiser receber os valores de forma mais rápida, mas foi fixado um limite para a negociação. A redução máxima do crédito a ser recebido é de 40%. Antes, não estava previsto limite para o chamado “leilão inverso”. As demais compensações e leilões previstos na emenda de 2009 não poderão mais ser feitos.

Levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 2012 apontava para uma dívida acumulada de mais de 90 bilhões de reais, em valores não atualizados, a serem pagos por Estados e municípios como precatórios.

No período, fica mantida a exigência de vinculação de porcentual mínimo – que varia de 1% a 2% – da receita líquida corrente para o pagamento dos precatórios. Caso não se vincule o mínimo exigido, o poder público fica sujeito a sanções previstas na legislação, como o sequestro das quantias de Estados e municípios e restrições para contrair empréstimos.

Os ministros debatiam duas propostas para a modulação de efeitos quando chegaram então a um texto de “consenso” na casa, dois anos após o início dos debates sobre o tema. Marco Aurélio Mello foi o único ministro vencido, por não concordar com a modulação. Na avaliação do ministro, caberia ao Congresso debater os efeitos da decisão da Corte que declarou inconstitucionais os trechos da emenda. (Veja/Com Estadão Conteúdo)

 

(Foto reprodução/Google)

Um militar envolvido na investigação sobre a queda do Airbus A320 da Germanwings nos Alpes franceses afirmou nesta quarta-feira que um dos pilotos deixou a cabine antes de o avião perder altitude. E não conseguiu voltar ao cockpit. A informação surgiu a partir de dados do registro de voz.

“O homem do lado de fora está batendo na porta, sem resposta. E então, ele começa a bater com mais força, ainda sem conseguir uma resposta. A resposta nunca vem”, disse a fonte, segundo o jornal The New York Times. “Dá pra ouvir que ele está esmurrando a porta”.

Na descrição feita pela fonte do jornal americano, na parte inicial do voo entre Barcelona, na Espanha, e Dusseldorf, na Alemanha, é possível ouvir uma conversa “tranquila” entre os pilotos. Até o momento em que o áudio indica que um dos pilotos deixa a cabine e não consegue entrar novamente.

“Ainda não sabemos por que um deles saiu. Mas o que é certo é que, no final do voo, o outro piloto estava sozinho e não abriu a porta”, disse o investigador.

Leia na íntegra/Tire dúvidas

Integrante da bancada evangélica, Júlia quer evitar que casais homoafetivos adotem (Antônio Augusto/Ag. Câmara)

A deputada Júlia Marinho (PSC-PA), integrante da bancada evangélica da Câmara, apresentou um projeto de lei com o intuito de alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), de maneira que seja proibida a adoção de crianças por casais homoafetivos. A proposição foi apresentada no dia 6 de março e tramita na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara.

O projeto de lei pretende incluir mais um parágrafo, dentro do artigo 42 do ECA. Esse dispositivo estabelece regras para a adoção de crianças no Brasil. Hoje, para ser pai ou mãe adotiva, a pessoa precisa ter 18 anos, ter pelo menos 16 anos a mais que o adotado e garantir a segurança da criança ou do adolescente. Mas a parlamentar quer incluir mais uma condicionante para as adoções: “É vedada a adoção conjunta por casal homoafetivo”, aponta o projeto.

Júlia afirma, no documento, que “o reconhecimento jurídico de união homoafetiva não implica automaticamente a possibilidade de adoção por estes casais, matéria que, a toda evidência, dependeria de lei”. A parlamentar alega, no projeto de lei, que família composta por dois pais ou duas mães “não logra ampla aceitação social” e “pode gerar desgaste psicológico e emocional” na criança adotada.

“Assim, até que estudos científicos melhor avaliem os possíveis impactos sobre o desenvolvimento de crianças em tal ambiente e que a questão seja devidamente amadurecida, por meio de discussão no âmbito constitucionalmente previsto para tanto – o Parlamento, deve ser vedada a adoção homoparental”, defende a deputada.

“O regramento legal da adoção não se sujeita ao das uniões civis ou ao do casamento. Cuida-se de instituto especial, que visa ao atendimento dos interesses do adotando, não se podendo alegar que sua vedação a casais homossexuais seja discriminação no acesso a um direito”, justifica a congressista.

“É na família que as primeiras interações são estabelecidas, trazendo implicações significativas na forma pela qual a criança se relacionará em sociedade. O convívio familiar é o espaço de socialização infantil por excelência, constituindo a família verdadeira mediadora entre a criança e a sociedade”, afirma Júlia, logo em seguida. “O novo modelo de família, contrário ao tradicional, consagrado na referida decisão judicial, encontra ainda resistência da população brasileira”, justifica.

A proposta enfrenta resistência na Câmara. Ex-ministra da Secretaria de Direitos Humanos, a deputada Maria do Rosário (PT-RS) vê o projeto de lei como um retrocesso num país que tem garantido igualdade de direitos a todos os gêneros. “Na última semana, a ministra Cármen Lúcia [do Supremo Tribunal Federal] tomou uma decisão inédita que assegurou a constituição da adoção por um casal homoafetivo. Essa garantia é um direito que ela assegurou às crianças. Lugar de criança não é em abrigo”, disse a petista. “Nessa decisão, a ministra também assegurou o direito a essas pessoas adultas que, como brasileiros, de ter uma família, de ter os seus filhos”, complementou.

Além dessa proposta, a bancada evangélica aposta em outro projeto que também inviabiliza, na prática, a adoção de crianças por casais homoafetivos, o chamado Estatuto da Família. O texto, que tramita em comissão especial, reconhece como família apenas a união entre um homem e uma mulher. (Congresso em Foco)

Extintor do tipo ABC será obrigatório em carros a partir de 1º de abril deste ano (Foto: Luciana Amaral/G1)

Extintor do tipo ABC será obrigatório em carros a partir de 1º de abril deste ano (Foto: Luciana Amaral/G1)

O Denatran adiou nesta quarta-feira (25) por mais 90 dias a obrigatoriedade do uso do extintor veicular do tipo ABC. A nova data prevista para início da fiscalização será 1º de julho.

De acordo com o Ministério das Cidades, o motivo para adiar a obrigatoriedade é que o equipamento continua em falta nas lojas.

Desde janeiro, quando a medida havia acabado de entrar em vigor, os consumidores reclamam da falta do item nas lojas. Em fevereiro, após o primeiro adiamento, o G1 fez um levantamentoem lojas de 5 estados, em busca do extintor ABC, e constatou que a maioria dos estabelecimentos consultados não contava com o equipamento.

Esta é a segunda vez que o governo adia a decisão. Inicialmente, a medida vigoraria a partir de 1º de janeiro. Porém, com a falta de equipamentos no mercado, o Denatran decidiu estender o prazo por 90 dias, até 1º de abril. Agora, uma nova prorrogação entra em vigor.

Quando entrar em vigor, a resolução irá punir com multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na CNH, os motoristas que trafegarem com extintor que não seja do tipo ABC.

Qual a diferença, e quem deve trocar?
O extintor do tipo ABC é mais completo do que o BC, utilizado por alguns veículos. O novo modelo também é eficaz no combate a incêndios em materiais como madeira e tecidos, comuns no interior dos carros. O extintor ABC tem validade de 5 anos.

Uma resolução do Contran de 2004 estabeleceu que, a partir de 2009, todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Porém, a medida foi derrubada, e voltou a valer em 2009. Com isso, mesmo modelos produzidos entre 2004 e 2009 podem conter o equipamento do tipo BC.

Vale lembrar que o adiamento não desobriga o uso de um extintor automotivo, com prazo de validade em vigência. O não uso, ou uso de um item vencido também é passível de multa. (G1)

(Foto reprodução/Google)

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (25/3), em caráter conclusivo, proposta (PL7920/14) do Supremo Tribunal Federal (STF) que reajusta os salários dos servidores do Poder Judiciário da União. Pelo texto, o aumento será implementado em parcelas até 2017.

O impacto orçamentário para 2015 é de aproximadamente R$ 1,473 bilhão.

Como já havia sido aprovado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Finanças e Tributação, o projeto seguirá agora para o Senado, exceto se houver recurso para que seja analisado antes pelo Plenário da Câmara.

Para o cargo de analista judiciário, o salário previsto no texto varia entre R$ 7.323,60 e R$ 10.883,07, de acordo com a progressão na carreira. Já para o cargo de técnico judiciário, os vencimentos propostos estão entre R$ 4.363,94 e R$ 6.633,12.

Por fim, para o cargo de auxiliar judiciário, a previsão para o salário varia de R$ 2.584,50 e R$ 3.928,39.

O relator na CCJ, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), deu parecer favorável ao projeto e àemenda da Comissão de Finanças e Tributação que estabelece claramente que os pagamentos desses aumentos estarão condicionados à existência de dotação orçamentária e autorização específica na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Parcelamento

Pelo texto, o aumento será implementado em parcelas sucessivas, não cumulativas, de acordo com os seguintes critérios:
- 20% a partir de julho de 2015
- 40% a partir de dezembro de 2015
- 55% a partir de julho de 2016
- 70% a partir de dezembro de 2016
- 85% a partir de julho de 2017
- 100% a partir de dezembro de 2017  (Tribuna da Bahia)

(Foto reprodução/Google)

Depois de uma curta oscilação durante a manhã, o dólar retomou a trajetória de forte alta e fechou no azul nesta quarta-feira (25), encerrando três dias seguidos de queda.

O mercado repercutiu o anúncio do Banco Central depois do fechamento dos negócios da véspera de que não renovará o programa de oferta diária de swaps cambiais além de 31 de março. O BC se compromenteu, porém, a renovar integralmente os contratos que vencem a partir de 1º de maio.

A moeda norte-americana fechou em forte alta de 2,42% frente ao real, a R$ 3,2034 para venda.Veja cotação. Na semana, a queda é de 2,82%. No mês de março, contudo, a valorização é de 12%.

Mais cedo, o dólar chegou a anular a alta diante de números mais fracos do que o esperado sobre os Estados Unidos, mas o efeito passou ao longo da manhã na medida que os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA devolveram as perdas.

“São US$ 2 bilhões que o BC deixa de injetar no mercado por mês, então nós vamos ter de contar com fluxo positivo para ver um alívio no câmbio”, disse à Reuters o especialista em câmbio da corretora Icap, Italo Abucater. “Isso vai ser sentido na tendência do dólar nas próximas semanas, mas a decisão em si já era mais ou menos esperada”.

Leia na íntegra

(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

A presidente Dilma Rousseff aceitou nesta quarta-feira (25), o pedido de demissão do ministro da Secretaria de Comunicação, Thomas Traumann. O anuncio foi feito através de nota do governo que não especificou quem comandará a pasta enquanto um novo nome não for escolhido.

“A presidente agradece a competência, dedicação e lealdade de Traumann no período como ministro e porta-voz”, diz o comunicado. A saída do ministro era esperada, já que a pouco mais de uma semana um documento interno produzido pela Secretaria de Comunicação fez críticas à comunicação do governo e admitiu o uso de robôs para a disseminação de conteúdos favoráveis.

A descoberta do documento gerou críticas da oposição, que chegou a pedir para que o ministro explicasse à Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado detalhes do material. Traumann estava de férias quando o assunto veio à tona. (Correio da Bahia)

Fernando Baiano chega ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba/PR. O lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, prestará depoimento na Superintendência da Polícia Federal na tarde desta quarta-feira (19)
O juiz Sergio Moro decretou, nesta quarta-feira, a prisão preventiva de Fernando Baiano

O juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, decretou nesta quarta-feira uma nova prisão preventiva do lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano e apontado como o operador do PMDB no escândalo do petrolão.

Embora já esteja preso desde novembro em Curitiba (PR), a determinação da prisão por fatos inéditos dificulta que o operador do PMDB no petrolão consiga um habeas corpus em instâncias superiores.

Em sua decisão, o juiz considerou que a prisão de Baiano é necessária para garantir a aplicação da lei penal, já que ele, além de ter atuado ativamente na coleta e distribuição de propina na Petrobras, também teria distribuído dinheiro sujo para que deputados obstruíssem os trabalhos da CPI da Petrobras instalada em 2009.

De acordo com depoimentos do doleiro Alberto Youssef, que firmou acordo de delação premiada, Fernando Baiano providenciou o pagamento de propina para o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), para o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e para o ex-presidente nacional do PSDB Sergio Guerra (PSDB-PE), morto no ano passado. Segundo o doleiro, os recursos distribuídos por Baiano foram arrecadados da empreiteira Queiroz Galvão.

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa também afirmou aos investigadores que a CPI da Petrobras teve seus trabalhos influenciados após o pagamento de propina a parlamentares, embora não tenha informado se houve ou não intermediação de Baiano. Costa relatou que se reuniu em um hotel do Rio de Janeiro com Eduardo da Fonte e Sergio Guerra e informou que “o PSDB queria uma compensação no valor de dez milhões de reais a fim de barrar a CPI”.

Leia na íntegra

Comédia “A Vida Sexual da Mulher Feia” com o ator global Otávio Müller chega a Juazeiro, dias 28 e 29 de março às 20h, no Centro de Cultura João Gilberto. Não percam

(Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

Uma tentativa de assalto a uma agência do Banco do Brasil foi frustrada pela Polícia Militar na madrugada desta quarta-feira (25), no município de Monte Santo, distante a 373 quilômetros de Salvador. Segundo informações da Polícia, os PMs, que já investigavam a ameaça de assalto à agência, desconfiaram da atitude do grupo e realizaram uma abordagem.

Os policiais avistaram dois homens próximos a uma casa localizada no centro da cidade de Monte Santo, enquanto parte do grupo deixava o local em um veículo modelo Corolla.

Durante a abordagem, os criminosos que estavam no carro trocaram tiros com a policia. Melquíades Quinto de Jesus, conhecido como Binho, e Adelmo de Souza Neves, que estavam a pé, foram presos. Com eles, foram encontrados cinco armas de fogo, 109 munições de diversos calibres, além de material utilizado para explodir caixas eletrônicos.

Em depoimento, eles confessaram a intenção de assaltar uma agência do Banco do Brasil, localizada no município.

Os criminosos que estavam no veículo que trocou tiros com os PMs abandonaram o carro a 200 metros do local do tiroteio e fugiram a pé. Ninguém ficou ferido.

Dentro do veículo Corola abandonado pelos bandidos, foram deixados dois documentos pessoais de Leonardo Almeida Barreto e Pedro de Jesus Santos. Ambos possuem antecedentes criminais por furto, roubos a veículos e receptação. No interior da residência ainda foram encontrados ainda uma Honda Biz sem placa, uma CG Titan 150 também sem placa, e um veículo modelo Fox, de cor prata.A Polícia Militar segue em diligência com intuito de prender os foragidos. (Correio da Bahia)

EM FOGO ALTO

Temer e Mercadante: telefonema

Temer e Mercadante: telefonema

O pedido feito na segunda-feira de recriação do PL, liderado por Gilberto Kassab, rendeu a Aloizio Mercadante um telefonema irado de Michel Temer na noite de segunda-feira.

É o PMDB o alvo principal dessa volta do PL. É com o PL que o governo pretende enfraquecer o PMDB

Temer cobrou de Mercadante, identificado pelos peemedebistas com o cabeça da operação:

- Não vamos aceitar isso. Desse jeito, não dá. Vamos reagir.

E reagiram. Ontem, Eduardo Cunha e Renan Calheiros mostraram a faca nos dentes na questão das dívidas dos estados e municípios.

Mercadante, de acordo com relatos de peemedebistas, negou tudo:

- Não temos nada a ver com isso.

Temer acreditou tanto no que ouviu quanto  no Saci Pererê. (Veja)

Por Lauro Jardim

JUROS DO CHEQUE SPECIAL SOBEM PARA 214% AO ANO

Compra com cartão de crédito
Spread bancário ficou em 28,3 pontos porcentuais em fevereiro(Ernesto Rodrigues/Agência Estado/VEJA)

Uma das mais contratadas, apesar de mais cara modalidade de crédito, o cheque especial, encareceu ainda mais em fevereiro. Segundo dados do Banco Central divulgados nesta quarta-feira, os juros do cheque especial chegaram a 214,2% ao ano em fevereiro, 5,2 pontos porcentuais acima de janeiro, e a maior taxa em quase 19 anos. O porcentual mais alto até agora era o de abril de 1996, quando bateu 212,2% ao ano.

Em fevereiro do ano passado a taxa ficou em 156,7%, ou seja, em 12 meses houve um aumento de 57,5 pontos porcentuais (p.p.). Os números são de crédito no segmento de recursos livres, que, ao contrário do direcionado, não têm destino específico, e apenas para pessoas físicas.

É a diferença entre o custo desembolsado pelos bancos para captar dinheiro e o custo para quem o toma emprestado.

No período, o spread bancário ficou em 28,3 pontos porcentuais também neste segmento, acima dos 27,2 pontos percentuais vistos em janeiro.

Mas não foram apenas os juros do cheque especial que subiram em janeiro. Segundo a Nota de Política Monetária do Banco Central (BC), em ambiente de maior aperto monetário para o controle da inflação, os bancos aumentaram também os juros de crédito pessoal (consignado e não consignado) de 46,6% para 47% entre janeiro e fevereiro. O não consignado saltou de 107,5% para 108,1% no mesmo período.

Em fevereiro, o spread bancário no segmento de recursos livres (pessoas físicas e jurídicas) passou de 27,2% para 28,3 pontos porcentuais. Com a inclusão do segmento direcionado, o spread total ficou em 16,6 pontos porcentuais, superior aos 16 p.p. vistos em janeiro.

Ainda de acordo com a nota de Política Monetária do BC, a inadimplência no Brasil permanece em 4,4% em fevereiro, mesmo nível de janeiro, no segmento de recursos livres.

O BC informou ainda que o estoque total de crédito no Brasil subiu 0,5% em fevereiro ante janeiro, chegando a 3,026 trilhões de reais, ou 58,6% do Produto Interno Bruto (PIB).

Previsão - Para 2015, o BC reduziu nesta a previsão de alta do crédito no Brasil de 12% para 11%. O BC manteve em 14% a expectativa de expansão do estoque de crédito de bancos públicos em 2015. Para os bancos privados nacionais, a autoridade monetária projeta expansão de estoque de crédito de 7%, ante projeção anterior de 9%. (Veja/Da redação)

(Foto reprodução/Google)

Estão abertas as inscrições para um projeto em Petrolina, no Sertão pernambucano, que integra a cultura regional, tecnologia GPS e design de jogos. O projeto ‘GPS Coquetel Musical’ oferece 20 vagas para quatro oficinas que vão culminar no desenvolvimento de um aplicativo. Podem se inscrever os interessados com idade entre 15 e 29 anos com conhecimentos básicos de informática e uso de celular.

A inscrição é gratuita e deve ser feita pessoalmente no Centro de Artes e Esporte Unificados (CEU) no bairro Rio Corrente, Zona Oeste da cidade, até sexta-feira (27). Os candidatos às vagas devem preencher a ficha que está disponível online e no local, além de comprovar ter concluído o Ensino Médio ou Superior ou estar matriculado em uma instituição de ensino de Petrolina.

A documentação necessária também inclui os originais e cópias do RG e comprovante de residência. Os menores de idade devem apresentar uma autorização escrita pelo responsável. Das vagas disponíveis, 10 são destinadas aos moradores do Rio Corrente e bairros vizinhos. Os inscritos participarão de uma entrevista presencial no CEU dia 28 de março. Os selecionados e os suplentes devem ser divulgados, no local e pela internet, no dia 31 do mesmo mês.

As oficinas começam a partir do dia 13 de abril, a primeira delas será de Design de Jogos, a segunda de Mapas e Mídias Locativas, seguida pelas oficinas de Smart Citizen e de Música Popular Regional. As aulas devem acontecer até o dia 24 de maio no CEU e vão possibilitar a criação de um jogo para tablets smartphones.

Segundo o coordenador do projeto, Luiz Adolfo Andrade, após as oficinas os participantes vão ajudar na criação do aplicativo e vão ser creditados como co-desenvolvedores do jogo. “O aplicativo vai consistir em um jogo de palavras-cruzadas, onde as pistas aparecem quando os jogadores chegam em determinados locais. As dicas estarão relacionadas a canções de músicas de Petrolina”, contou.

Os testes do aplicativo e a partida de exibição estão previstas para o mês de junho. O jogo ficará disponível gratuitamente em lojas virtuais. O CEU do bairro Rio Corrente fica localizado na Rua 11, s/n. Outras informações estão disponíveis no edital do projeto.

‘O LADO BOM DA CRISE’

Publicado no Globo

ARNALDO JABOR

A crise é boa. Nada melhor do que uma crise para nos dar a sensação de que a vida muda, que a História anda, que a barra pesa. A crise nos tira o sono e nos faz alertas. A crise nos faz importantes, nós, a opinião pública, nós, o “povo”, nós, os ex-babacas que viviam na sombra, na modorra e que de repente saíram batendo panelas nas ruas. Na crise no Brasil, a política fica visível para a população. A crise nos lembra a maldição chinesa: “que você viva em tempos interessantes” — por “tempos interessantes” se entenderia uma época de calamidade, guerras e instabilidade. A crise é boa porque acabaram as antigas crises cegas, radiofônicas, anos 1950. Hoje as crises são on-line, na internet, nos celulares com todos as roubalheiras ao vivo, imediatas, na velocidade da luz. A crise é uma aula, quase um videogame. A crise é um thriller em nossas vidas. A crise nos permite ver a verdade. Mas como — se todos mentem o tempo todo? A crise nos ensina a ver a verdade de cabeça para baixo, nos ensina que a verdade é o contrário de tudo o que dizem os depoentes, testemunhas e réus. A verdade está em tudo o que os políticos negam.

» Clique para continuar lendo

 

JAQUES WAGNER NOS ARES

Wagner: bombeiro

Wagner: bombeiro no ar

Enquanto o governo fervia ontem (ou era fritado, como o leitor preferir), um dos mais competentes bombeiros de Dilma Rousseff, Jaques Wagner, pilotava um helicóptero de combate  na Amazônia, mais exatamente na cidade de Eirunepé. Wagner voou com um piloto de instrução ao seu lado.

Wagner inaugurou um hangar da Aeronáutica, que tem por objetivo fortalecer as fronteiras e aumentar o combate ao tráfico de drogas e armas. (Veja)

Por Lauro Jardim

« Artigos Anteriores  Próxima Página »

Últimos Posts

    Últimos Comentários

      Mais Comentados